Menu
2019-10-14T16:37:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Amigos, amigos...

OCDE diz que Brasil já é um parceiro-chave da OCDE, que já está perto da organização

Diretor para a América Latina na Organização diz que o Brasil se destaca em pesquisas no sentido de competitividade global

14 de outubro de 2019
16:37
Logo da OCDE
Logo da OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. - Imagem: Shutterstock

Diante do imbróglio em torno do apoio americano à entrada do Brasil na OCDE, o diretor para a América Latina na Organização, Roberto Martínez-Yllescas, afirmou que o país já é um elemento importante e participa de vários comitês de trabalho, apesar de não ser membro oficial.

"O Brasil já é um key partner da OCDE, participa dos comitês de trabalho. É um país que está perto da OCDE e tem adotado vários dos padrões globais da OCDE", disse durante a 9ª edição da ABES Software Conference.

Em palestra sobre a economia digital global, Martínez-Yllescas disse que o desenvolvimento da área de inteligência artificial abre espaço para que países emergentes façam um "salto qualitativo" em relação à competitividade global. E citou que o Brasil se destaca em pesquisas nesse sentido dentro da América Latina. Globalmente, Estados Unidos, China e Reino Unidos lideram pesquisas e registro de patentes sobre o assunto.

Líder de startups

Martínez-Yllescas também destacou que o Brasil tem bons números de abertura de empresas "startups", com clara liderança na América Latina, e de geração de empregos nessa área, mas precisa fazer mais esforços para inclusão digital da sociedade e ampliar o acesso à banda larga.

Segundo ele, o Brasil falha em acesso global à banda larga. Por outro lado, pondera que há uma penetração "interessante" da banda larga móvel no País, mais próximo da média dos países da OCDE. Na área de vendas online, os dados, segundo o diretor, são "irônicos". Apesar de os números de vendas online estarem próximas do grupo médio da organização, boa parte delas ocorre no comércio "business to business". "Vemos que não existe tanta gente comprando online", disse.

Martínez-Yllescas destacou que o Brasil tem uma liderança, na América Latina, em número de novas startups, o que gera dados importantes de geração de empregos nessa área. No entanto, o diretor disse que é importante potencializar esse processo "num futuro próximo", aumentando a capacitação nessa área para quem vai ingressar no mercado de trabalho. Ele afirmou que é preciso "fazer mais esforços" para melhorar a educação pública em matemática, compreensão de leitura e raciocínio científico.

"É importante uma política pública para identificar quais são as demandas das empresas, construir serviços otimizados para troca de informação e de evidências sobre a evolução do mercado de trabalho", disse, completando: "A política tem de evoluir para fornecer às pessoas competências para o mercado de trabalho. A moeda de câmbio agora não é só informação, mas o conjunto de competências que pessoas têm para responder ao que o mercado de trabalho está procurando".

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Queda bilionária

BC tem perda de R$ 5,081 bi com swap cambial em fevereiro

O BC obteve ainda um ganho de R$ 9,699 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais no mês passado.

pandemia em alta

Alta de casos de covid-19 e restrições em SP derrubam ações de varejistas e shopping centers

Governo paulista decide fechar comércio não essencial após estado bater recorde no número diário de mortes

via de mão dupla

PEC do auxílio tem de ter contrapartida, diz Funchal

“Se essa PEC não andar com as contrapartidas, o vulnerável que vai ter o benefício hoje será o desempregado dos próximos anos”, diz Funchal.

Mudanças a caminho

Se PEC for aprovada, 14 Estados já podem congelar salário de servidor

Pela proposta, as medidas de ajuste seriam acionadas sempre que as despesas obrigatórias primárias excedessem 95% das receitas correntes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies