Menu
2019-10-14T16:37:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Amigos, amigos...

OCDE diz que Brasil já é um parceiro-chave da OCDE, que já está perto da organização

Diretor para a América Latina na Organização diz que o Brasil se destaca em pesquisas no sentido de competitividade global

14 de outubro de 2019
16:37
Logo da OCDE
OCDE - Imagem: Shutterstock

Diante do imbróglio em torno do apoio americano à entrada do Brasil na OCDE, o diretor para a América Latina na Organização, Roberto Martínez-Yllescas, afirmou que o país já é um elemento importante e participa de vários comitês de trabalho, apesar de não ser membro oficial.

"O Brasil já é um key partner da OCDE, participa dos comitês de trabalho. É um país que está perto da OCDE e tem adotado vários dos padrões globais da OCDE", disse durante a 9ª edição da ABES Software Conference.

Em palestra sobre a economia digital global, Martínez-Yllescas disse que o desenvolvimento da área de inteligência artificial abre espaço para que países emergentes façam um "salto qualitativo" em relação à competitividade global. E citou que o Brasil se destaca em pesquisas nesse sentido dentro da América Latina. Globalmente, Estados Unidos, China e Reino Unidos lideram pesquisas e registro de patentes sobre o assunto.

Líder de startups

Martínez-Yllescas também destacou que o Brasil tem bons números de abertura de empresas "startups", com clara liderança na América Latina, e de geração de empregos nessa área, mas precisa fazer mais esforços para inclusão digital da sociedade e ampliar o acesso à banda larga.

Segundo ele, o Brasil falha em acesso global à banda larga. Por outro lado, pondera que há uma penetração "interessante" da banda larga móvel no País, mais próximo da média dos países da OCDE. Na área de vendas online, os dados, segundo o diretor, são "irônicos". Apesar de os números de vendas online estarem próximas do grupo médio da organização, boa parte delas ocorre no comércio "business to business". "Vemos que não existe tanta gente comprando online", disse.

Martínez-Yllescas destacou que o Brasil tem uma liderança, na América Latina, em número de novas startups, o que gera dados importantes de geração de empregos nessa área. No entanto, o diretor disse que é importante potencializar esse processo "num futuro próximo", aumentando a capacitação nessa área para quem vai ingressar no mercado de trabalho. Ele afirmou que é preciso "fazer mais esforços" para melhorar a educação pública em matemática, compreensão de leitura e raciocínio científico.

"É importante uma política pública para identificar quais são as demandas das empresas, construir serviços otimizados para troca de informação e de evidências sobre a evolução do mercado de trabalho", disse, completando: "A política tem de evoluir para fornecer às pessoas competências para o mercado de trabalho. A moeda de câmbio agora não é só informação, mas o conjunto de competências que pessoas têm para responder ao que o mercado de trabalho está procurando".

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Decisão em plenário

Toffoli marca julgamento sobre inquérito das fake news para semana que vem

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, marcou para a próxima quarta, 10, o julgamento sobre a continuidade ou não das apurações do inquérito das fake news

Ministério atualiza dados

Brasil chega a 526,4 mil casos e 29,9 mil mortes por coronavírus

Até o momento, 211.080 pacientes estão recuperados da doença

seu dinheiro na sua noite

O mundo em ebulição

Caro leitor, Não bastasse uma pandemia mundial que paralisou a economia, tensões políticas no Brasil e o retorno da troca de farpas entre Estados Unidos e China, temos assistido também, nos últimos dias, a intensos protestos nos EUA contra o racismo. No último fim de semana, às já habituais manifestações em apoio ao governo aqui […]

Cresceu 3,7% em 2019

Vendas de festa junina nos supermercados devem crescer 0,6% em SP, diz associação

A perspectiva do avanço de vendas em supermercados é bem menor do que a registrada no ano passado, um crescimento de 3,7%

Queda no tráfego

Movimento em rodovias da Triunfo cai 13,9% na quarta semana de maio

O movimento de veículos leves recuou 77,3%, enquanto o tráfego de veículos pesados caiu 36,6%. Os dados se referem à Concebra, Concer, Transbrasiliana e Econorte

Termo de compromisso

BC multa Bradesco em R$ 92,2 milhões e solicita aprimoramento em operações de câmbio

A autarquia aplicou ainda multas de R$ 350 mil em oito funcionários do Bradesco. Os valores devem ser pagos em até 30 dias

Otimismo na bolsa

Ibovespa ignora tensões sociais e sobe mais de 1%, amparado na agenda econômica

O Ibovespa abriu o mês no campo positivo e foi às máximas desde 10 de março, sustentado pelos indicadores econômicos mais fortes na China e nos EUA. O dólar, por outro lado, teve um dia mais pressionado, colocando na conta as manifestações nos EUA e no Brasil

Pesquisa energética

Consumo de energia cai 6,6% em abril, diz EPE

O setor comercial foi o mais atingido, com queda de 17,9%, seguido pela indústria, com perda de 12,4% no consumo. Já o setor residencial subiu 6%, sinalizando aumento da demanda trazida pelo isolamento social, que obrigou as pessoas a ficarem mais em casa

LIÇÕES SOBRE INVESTIMENTOS

Senna, o barbeiro de Mônaco, já tocou minha campainha

Mesmo os tricampeões mundiais cometem erros de vez em quando. Neste texto, Felipe Paletta mostra como a inteligência emocional pode contribuir com você para tomar melhores decisões de investimentos. Dimensionando o risco, você pode ir mais longe.

Impacto do coronavírus

Balança comercial tem superávit de US$ 4,548 bilhões em maio, queda de 19,1%

Com queda nas exportações e, em menor volume, nas importações, a balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 4,548 bilhões em maio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements