Menu
2019-07-25T15:19:53-03:00
Novo lema

Governo busca processos transparentes e objetivos na Zona Franca, diz secretário

Carlos da Costa destacou ainda que, quando o governo iniciou sua gestão, definiu duas metas para a Zona Franca de Manaus: consolidação de uma equipe com debates honestos e alinhados com a mesma visão e simplificação dos processos

25 de julho de 2019
15:19
Linha de produção da Suzano
Linha de produção da Suzano - Imagem: Clayton de Souza/Estadão Conteúdo

O secretário Especial de Produtividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse que o governo federal retirou práticas "não muito" transparentes para a aprovação de projetos da Zona Franca de Manaus. Na reunião do Conselho de Administração da Zona Franca nesta quinta-feira, 25, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, Costa disse que o governo mudou o marco regulatório com a definição de critérios objetivos para avaliação dos projetos.

Costa fez questão de dizer que os processos eram pouco transparentes, mas ressaltou esperar que fossem "republicanos". Segundo o secretário, mudanças no processos vão dar prazo para aprovação dos projetos, o que não existia antes. Costa disse que o governo, quando assumiu, encontrou projetos com mais de um ano sem serem avaliados.

O secretário destacou ainda que, quando o governo iniciou sua gestão, definiu duas metas para a Zona Franca de Manaus: consolidação de uma equipe com debates honestos e alinhados com a mesma visão e simplificação dos processos.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

de olho nos barris

União recebe 50% mais petróleo em maio pela produção do pré-sal

De janeiro a maio, foi reservado ao governo o volume de 1,5 milhão de barris de petróleo

Prudência e dinheiro no bolso

Onde investir no 2º semestre: entre os fundos imobiliários, destaques são os mais defensivos

Com juros na mínima histórica, cenário é favorável para os FII, que podem se valorizar até 10% neste segundo semestre; mas especialistas preferem “prudência e dinheiro no bolso”, com nomes geradores de renda para enfrentar a crise.

dados novos

Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos

Até o momento, 1.154.837 de pessoas se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

A patada do urso da Califórnia

Desde o início da recuperação dos mercados após o pânico do mês de março, os investidores têm temido uma reversão nas medidas de reabertura das economias por conta de uma segunda onda de casos de coronavírus – ou simplesmente de uma piora da primeira onda nos países onde esta ainda não foi controlada. Ou seja, […]

números da construtora

Vendas líquidas da Cyrela no 2º trimestre somam R$ 818 milhões, queda de 57,3%

No acumulado do primeiro semestre, as vendas somaram R$ 2,175 bilhões, recuo de 26,6%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements