Menu
2019-08-05T16:37:54-03:00
Olha ele (de novo)

Na China, Doria critica trocas no comando da Apex

Governador fez os comentários durante viagem para tentar encontrar investidores para estatais e projetos em São Paulo

5 de agosto de 2019
15:39 - atualizado às 16:37
Governador do estado de São Paulo, João Doria
João Doria - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou nesta segunda-feira, 5, as mudanças recentes no comando da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex). Dois presidentes da Apex foram trocados no período de sete meses do governo Jair Bolsonaro.

O tucano tratou do assunto na fala de abertura de uma coletiva de imprensa em Pequim, para onde viajou com uma missão empresarial para tentar encontrar investidores para estatais e projetos em São Paulo.

Ele comparou o órgão de fomento à exportação do governo federal com a InvestSP - Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade. O governo estadual firmou um acordo entre a InvestSP e o Banco da China.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

"A Apex sofreu em 7 meses duas alterações de direção. Isso cria instabilidade em uma agência de promoção internacional. Inspirado nisso, criamos um novo modelo (na InvestSP) com mais autonomia política e financeira", afirmou o governador.

A Apex já teve três presidentes diferentes desde o começo do ano. Em abril, o atual presidente, o contra-almirante da Marinha Sergio Ricardo Segovia tomou posse e demitiu dois diretores da gestão corporativa do órgão.

Antes de deixar o cargo após três meses de gestão, o presidente anterior, Mário Vilalva, afirmou que havia sido alvo de "sabotagens" dentro do órgão e do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, cuja pasta é responsável pela Apex.

Antes de Vivalva, a Apex foi comandada por Alex Carreiro por dez dias. A agência tem a atribuição de promover produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para o País.

A declaração na China foi mais um sinal do descolamento de Doria do presidente Jair Bolsonaro, a quem apoiou na campanha, quando lançou o slogan Bolsodoria. Na semana passada, o tucano surpreendeu ao dizer que nunca teve alinhamento com o presidente e criticar a fala de Bolsonaro sobre a morte do pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

O acordo com o Banco da China prevê a criação de um escritório da InvestSP em Xangai, que será inaugurado nesta sexta-feira, e tem o objetivo de promover uma troca de informações, dados e tendências sobre São Paulo e China, permitindo que as empresas dos dois lados tenham acesso de forma mais simples sobre o ambiente de negócios nas duas regiões.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

ECONOMIA

‘Recessão profunda torna retomada lenta’, diz economista do Insper

“Um ponto a se considerar é que, somando com os resultados de 2018, já são quase 1,2 milhão de empregos desde a crise. O mercado de trabalho demorou para responder, porque a recessão foi muito profunda, mas está respondendo”, falou Sergio Fripo

AINDA SOBRE A 'CAIXA-PRETA'

TCU dá 20 dias para BNDES explicar auditoria milionária da ‘caixa-preta’

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade

DE OLHO NA VALE

Vale paga multas ao governo mineiro, mas questiona cobranças do Ibama

De acordo com dados da Semad, foram aplicados até o momento 11 autos de infração em decorrência do rompimento da barragem no dia 25 de janeiro de 2019

OLHO NAS STARTUPS

Volume de aportes em startups do País cresce 80% e atinge US$ 2,7 bi em 2019

O número de aportes, por sua vez, cresceu 8,3% na comparação com 2018, mas não bateu recordes – em 2017, foram 263 investimentos no País, mas com valor individual menor, totalizando US$ 905 milhões

ACORDOS

Bolsonaro assina 15 acordos com a Índia e fala que comércio poderá superar US$ 50 bilhões até 2022

O principal acordo assinado é o de cooperação e facilitação de investimentos (ACFI), segundo o jornal Folha de S.Paulo

MAIS LIDAS DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: O sonho da aposentadoria rápida

Caro leitor, O que te assusta mais: o coronavírus ou a fila do INSS? Não tenho dúvidas de que a nova doença foi o assunto da semana no mundo todo, mas o desejo de se aposentar rápido – e sem depender do governo – foi o que bombou aqui no Seu Dinheiro.  O projeto Aposente-se aos […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements