Menu
2019-08-05T16:37:54-03:00
Estadão Conteúdo
Olha ele (de novo)

Na China, Doria critica trocas no comando da Apex

Governador fez os comentários durante viagem para tentar encontrar investidores para estatais e projetos em São Paulo

5 de agosto de 2019
15:39 - atualizado às 16:37
Governador do estado de São Paulo, João Doria
João Doria - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou nesta segunda-feira, 5, as mudanças recentes no comando da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex). Dois presidentes da Apex foram trocados no período de sete meses do governo Jair Bolsonaro.

O tucano tratou do assunto na fala de abertura de uma coletiva de imprensa em Pequim, para onde viajou com uma missão empresarial para tentar encontrar investidores para estatais e projetos em São Paulo.

Ele comparou o órgão de fomento à exportação do governo federal com a InvestSP - Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade. O governo estadual firmou um acordo entre a InvestSP e o Banco da China.

"A Apex sofreu em 7 meses duas alterações de direção. Isso cria instabilidade em uma agência de promoção internacional. Inspirado nisso, criamos um novo modelo (na InvestSP) com mais autonomia política e financeira", afirmou o governador.

A Apex já teve três presidentes diferentes desde o começo do ano. Em abril, o atual presidente, o contra-almirante da Marinha Sergio Ricardo Segovia tomou posse e demitiu dois diretores da gestão corporativa do órgão.

Antes de deixar o cargo após três meses de gestão, o presidente anterior, Mário Vilalva, afirmou que havia sido alvo de "sabotagens" dentro do órgão e do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, cuja pasta é responsável pela Apex.

Antes de Vivalva, a Apex foi comandada por Alex Carreiro por dez dias. A agência tem a atribuição de promover produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para o País.

A declaração na China foi mais um sinal do descolamento de Doria do presidente Jair Bolsonaro, a quem apoiou na campanha, quando lançou o slogan Bolsodoria. Na semana passada, o tucano surpreendeu ao dizer que nunca teve alinhamento com o presidente e criticar a fala de Bolsonaro sobre a morte do pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

O acordo com o Banco da China prevê a criação de um escritório da InvestSP em Xangai, que será inaugurado nesta sexta-feira, e tem o objetivo de promover uma troca de informações, dados e tendências sobre São Paulo e China, permitindo que as empresas dos dois lados tenham acesso de forma mais simples sobre o ambiente de negócios nas duas regiões.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Pressão para todo lado

Comissão inicia discussões sobre a Reforma Administrativa; relator afirma que Bolsonaro precisa manifestar seu apoio

A comissão especial formada na Câmara dá hoje o pontapé inicial na discussão da reforma administrativa. A primeira reunião é cercada de forte pressão para definir a lista das categorias de Estado a serem incluídas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC). O crescimento desse movimento é uma das preocupações do relator do projeto, deputado […]

Matéria-prima salgada

Commodities vão inflacionar o mercado de carros, diz presidente de consórcio que reúne Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën

Além da pandemia e da falta de chips, o executivo vê com preocupação o movimento inflacionário das commodities usadas pelo setor

MERCADOS HOJE

Dólar fica abaixo dos R$ 5 pela primeira vez em um ano; confira as razões para a queda da moeda

Entrada de fluxo estrangeiro no país é acompanhada de alguns critérios técnicos e uma melhora na percepção de risco.

Ampliando investimentos

GM amplia em 75% investimentos em carros elétricos e automáticos até 2025

A projeção da empresa é de que seu Ebit fique entre US$ 8,5 bilhões e US$ 9,5 bilhões na primeira metade do ano

Análise do presidente

Para Bolsonaro, derrubada ou perda da validade da MP da Eletrobras provocará caos

A MP não tem consenso entre líderes e corre o risco de ser derrubada ou ter a votação adiada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies