Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-12-20T16:24:43-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mais uma queda

Pesquisa Ibope aponta que mais da metade da população desaprova o governo Bolsonaro

Índice de pessoas que desaprovam a maneira do presidente governar oscilou de 50% em setembro para 53% este mês

20 de dezembro de 2019
16:24
Bolsonaro
Imagem: Isac Nóbrega/PR

Mais da metade dos brasileiros desaprova a maneira do presidente Jair Bolsonaro governar o País, mostra pesquisa feita pelo Ibope e divulgada nesta sexta-feira, 20, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice de pessoas que desaprovam a maneira de Bolsonaro governar oscilou de 50% em setembro para 53% este mês.

A aprovação, por sua vez, passou de 44% para 41% no mesmo período. Na série histórica do Ibope, esta é a quarta pesquisa em que o porcentual de entrevistados que desaprovam o governo Bolsonaro é marginalmente maior do que a quantidade de pessoas que aprovam a gestão.

Desde janeiro, a aprovação do governo vem caindo na série do Ibope: era de 67% em janeiro e caiu 26 pontos. A desaprovação, por outro lado, subiu 32 pontos: foi de 21% para 53%.

Segundo o levantamento, a parcela da população que considera o governo Jair Bolsonaro ótimo ou bom oscilou de 31% para 29%, em relação à edição de setembro. O porcentual dos brasileiros que avalia a atual administração como ruim ou péssima oscilou de 34% para 38%, no comparativo. As variações ocorreram dentro da margem de erro da pesquisa.

Confiança

Em outro quesito do levantamento, 56% dos entrevistados dizem não confiar no presidente Jair Bolsonaro. O índice era de 55% em setembro. Já os que confiam caíram de 42% para 41% entre um trimestre e outro.

Avaliação por áreas

Embora em queda, a segurança pública segue como a área de governo mais bem avaliada pela população, sendo aprovada por 50% dos brasileiros, ante índice de 51% em setembro, e desaprovada por 47%.

Em seguida, a educação é aprovada por 45% dos brasileiros, no trimestre anterior o índice era de 44%. No terceiro lugar, o combate ao desemprego conta com 41% de aprovação entre a população, um aumento de 5 pontos porcentuais em relação à pesquisa de setembro.

Ainda de acordo com a pesquisa, a parcela da população que considera que os próximos anos de mandato serão ótimos ou bons caiu para 34%, ante 37%. O porcentual dos que acham que serão anos ruins ou péssimos ficou em 32%, ante 31%. Para 28% dos ouvidos, os próximos três anos serão regulares - em setembro esse número era de 29%.

O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios entre 5 e 8 de dezembro. O levantamento anterior havia sido realizado de 19 a 22 de setembro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para cima e para baixo.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

PROMESSA DESCUMPRIDA

Reforma administrativa não sai antes das eleições, admite relator da proposta na Câmara

O deputado Arthur Maia afirmou que faltou empenho do executivo para garantir que o texto fosse aprovado no Congresso

FOGUETE SEM FREIO

Boeing tropeça e SpaceX, de Elon Musk, garante mais três viagens tripuladas com a Nasa

O plano original era alternar missões com as duas empresas, mas o Starliner, foguete da Boeing, deve ficar impedido de voar até 2023

ALÍVIO NO BOLSO

Sem dizer quanto, Bolsonaro promete que Petrobras (PETR4) anunciará redução no preço dos combustíveis nesta semana

O presidente, que é um dos críticos mais ferrenhos da política de preços da estatal, afirmou que a queda deve seguir por algumas semanas

INVESTIDORES ATENTOS

4 fatos que mexem com o Ibovespa na próxima semana — incluindo Copom e IPO do Nubank

O principal índice acionário brasileiro terá um calendário cheio de eventos e dados econômicos para digerir ao longo dos próximos dias

Alívio no Orçamento

Com receita acima do esperado, Economia reduz estimativa de rombo nas contas públicas em 2022

Considerando todo o setor público, o que inclui Estados e Municípios, as novas projeções da pasta preveem até mesmo um saldo positivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies