Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-21T09:49:16-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Recém-demitido

Governo Bolsonaro vive “show de besteiras”, diz ex-ministro Santos Cruz

Ex-ministro da Secretaria de Governo afirmou que que o Planalto perde tempo com “bobagens” e “fofocagem” e não dá prioridade a ações relevantes para o País

21 de junho de 2019
9:49
General Carlos Alberto dos Santos Cruz
General Carlos Alberto dos Santos Cruz - Imagem: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz, demitido na semana passada da Secretaria de Governo da Presidência da República, disse em entrevista à revista Época que a gestão Bolsonaro perde tempo com "bobagens" e "fofocagem" quando deveria dar prioridade a ações relevantes do governo para o País.

"Se você fizer uma análise das bobagens que se tem vivido, é um negócio impressionante. É um show de besteiras. Isso tira o foco daquilo que é importante", disse Santos Cruz. "Tem muita besteira. Tem muita coisa importante que acaba não aparecendo porque todo dia tem uma bobagem ou outra para distrair a população, tirando a atenção das coisas importantes."

Sem mencionar nomes, Santos Cruz afirmou que "essas brigas por Twitter" não são o que interessa para o Brasil e que o País "não pode continuar discutindo esse nivelzinho de coisa". "O que acontece é que os recursos todos de tecnologia estão fazendo muita gente esquecer que a melhor maneira de você se comunicar, principalmente entre pessoas públicas, não é de maneira pública. É pessoalmente."

Ataques

Santos Cruz foi substituído pelo general Luiz Eduardo Ramos. Antes da demissão, havia sido alvo de ataques dos filhos do presidente e de Olavo de Carvalho, guru do governo.

Apesar do relacionamento de longa data com Bolsonaro, Santos Cruz disse que "não tem chance de cultivar essa amizade" com o presidente. "Ele está no governo como presidente da República. Não tem nem oportunidade de que isso seja cultivado porque a pessoa está em outras atribuições que tomam muito a vida da pessoa. Deixa governar. Tomara que dê tudo certo."

Por fim, declarou que não perguntou a razão da demissão. "A partir da hora que decidiu, não vou ficar gastando tempo para discutir o porquê. É mais uma obrigação da pessoa explicar. Não é só direito meu saber, como é obrigação da pessoa explicar. Ele não explicou."

Questionado nesta quinta-feira, 20, o presidente Jair Bolsonaro afirmou não ter lido a entrevista do general Santos Cruz, demitido por ele na semana passada, à Revista Época, mas afirmou que o ex-ministro é "página virada". Instigado sobre o fato de Santos Cruz ter dito que o governo "é um show de besteiras", completou: "Ele ficou 6 meses no governo e nunca disse que tinha bobagem lá dentro".

*Com o jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

seu dinheiro na sua noite

Semana termina da mesma forma que começou: com os olhares do mundo voltados para a China

Ainda que as perdas registradas nesta sexta-feira (24) tenham sido mais modestas do que as da última segunda-feira (20), a semana termina da mesma forma que começou — com os olhares do mundo voltados para a China. Os analistas e especialistas diminuíram as apostas de que uma eventual falência da incorporadora chinesa Evergrande possa se […]

Entrevista com o CEO

Gasolina cara? Não dá para fazer milagre com preço dos combustíveis, diz presidente da Ipiranga

Para Marcelo Araujo, questões conjunturais como o câmbio e a alta das commodities afetam a subida dos preços neste momento

fique de olho

Dividendos: TIM paga R$ 137,5 milhões em juros sobre capital próprio

pagamento ocorre no dia 27 de outubro, sendo a data de 29 de setembro de 2021 como aquela que servirá para identificar os acionistas com direito a receber os valores

BLINK!

Via Varejo (VIIA3) é uma oportunidade de compra? Evergrande foi apenas um susto? Entenda esses e outros assuntos no BLINK!

Você já sabe que toda sexta-feira tem dois compromissos marcados: o happy hour e o encontro com Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus. Como sempre, ele responde perguntas feitas pelos seus seguidores de forma descontraída. Confira, afinal: sextou

FECHAMENTO DA SEMANA

Problemas na China minam apetite por risco dos mercados globais e pressionam o dólar, mas Ibovespa fecha a semana em alta de 1,65%

O alívio dos mercados com a gigante chinesa durou pouco, e o Ibovespa voltou a fechar o dia no vermelho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies