Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-08-06T17:16:18-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
bom uso do Twitter

Bolsonaro defende a reforma da Previdência nas redes sociais

Finalmente, o presidente usa suas redes para mostrar importância da reforma como condição necessária ao aumento de investimentos, revisão tributária e privatizações

7 de março de 2019
17:47 - atualizado às 17:16
Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia
Presidente Jair Bolsonaro ao lado do presidente da Câmara dos Deutados, Rodrigo Maia - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Depois de falar, pela manhã, que “entraremos, sim, em uma nova Previdência”, o presidente Jair Bolsonaro foi a “Twitter” agora à tarde para retomar o tema em suas redes sociais. A demanda por maior atuação do presidente nas redes tinha sido feita, mais de uma vez, pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Segundo o presidente, “os avanços que o Brasil precisa dependem da aprovação da Nova Previdência”. Ainda de acordo com Bolsonaro, a reforma seria pré-condição para realização de investimento, a realização de uma reforma tributária e para a venda de estatais.

Na sequência, o presidente destacou que o modelo segue padrões mundias, combate privilégios e incluirá político e militares.

Levantamento feito pelo "O Estado de S. Paulo" mostrou que dos 515 tuítes do presidente desde que tomou posse no dia 1° de janeiro, apenas cinco tratam da reforma da Previdência. A atuação desta quinta-feira, melhora um pouco o número, mas o tema ainda não chega a 2% do total.

A falta de uma defesa mais enfática pelo presidente de sua próprio proposta de reforma vem trazendo preocupação ao mercado. Na semana passada, ao abordar o tema, Bolsonaro falou que o texto tinha "gordura" para ser queimada, um movimento que levantou dúvidas sobre a crença do mandatário na importância da reforma.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies