Menu
2019-04-04T14:11:29-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Previdência

Rodrigo Maia faz um alerta e um pedido de ajuda

Presidente da Câmara volta a falar da importância da batalha da comunicação e pede ajuda do presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores

25 de fevereiro de 2019
14:48 - atualizado às 14:11
Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia
Presidente Jair Bolsonaro ao lado do presidente da Câmara dos Deutados, Rodrigo Maia - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Em entrevista ao “Valor Econômico” e em evento promovido pela “Folha de S.Paulo”, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um alerta de que o governo está perdendo a batalha da comunicação, essencial para a aprovação da reforma da Previdência, e um pedido de ajuda a Jair Bolsonaro e seus apoiadores, para que mobilizem as redes sociais em defesa do projeto.

Maia já chamou para si a responsabilidade de defender a reforma na Câmara e em entrevista na portaria do Ministério da Economia, ao lado do ministro Paulo Guedes, foi enfático ao dizer que o problema não é a reforma, mas sim “as mentiras que se falam sobre a reforma”.

Ao “Valor”, Maia reclamou da falta de postura do governo e do próprio presidente em “dar discurso” aos seus apoiadores. Para Maia, o próprio Bolsonaro tem de ir “para as redes” e fazer uso de sua capacidade de comunicação “simples e objetiva” para rebater as críticas nem sempre verdadeiras contra a reforma.

O presidente da Câmara está disposto a ir para essa batalha e usa termos contundentes em suas falas sobre o tema. Mas parece preocupado que uma campanha de comunicação contrária à reforma volte a tomar proporções vistas na época de Michel Temer, algo que contribuiu para a derrota do projeto.

Maia também deixou claro os pontos que acha sensíveis no texto enviado pelo governo. São eles, a mudança no BPC, pago ao idosos em situação de miserabilidade, a modificação da previdência rural e o aumento do tempo mínimo de contribuição.

Na entrevista ao “Valor”, Maia voltou a fazer um aceno à oposição, mais claramente ao PDT, ao comentar sobre a possibilidade de o deputado Mauro Benevides Filho presidir a comissão especial de avaliação da reforma.

Mauro Filho é um estudioso sobre previdência, mas em conversa com o Seu Dinheiro, na semana passada, explicou que o seu partido ainda não tinha fechado uma posição sobre o tema.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Pode-se gostar ou não de Maia, mas dentro desse atual deserto de lideranças políticas, o deputado vem conquistando espaço cada vez mais importante na articulação política de medidas relevantes não só para o governo atual, mas os próximos nos quais certamente ele também fará parte.

O que se percebe ao longo da conversa com o “Valor” e outras manifestações recentes de Maia é que ele está pedindo para Bolsonaro assumir seu papel de presidente e ajudar a liderar, também, a articulação política e com a sociedade.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Um acordo no fim do túnel?

EUA e China planejam adiar tarifas programadas para o dia 15, dizem fontes

Nos últmos dias, autoridades em Washington e Pequim têm sinalizado que domingo não é a data final para fechar a chamada “fase 1” de um acordo comercial

Leve cautela

Ibovespa abre em leve queda, em linha com a cautela externa; dólar sobe a R$ 4,14

O Ibovespa exibe um leve tom negativo nesta manhã, em linha com a cautela vista nos mercados externos. O dólar devolve parte do alívio recente e avança

polícia nas ruas

Lava Jato mira corrupção e lavagem em contratos de telefonia e internet

Ação é um desdobramento da 24ª etapa da Lava Jato, que, em março de 2016, levou de forma coercitiva o ex-presidente Lula para depor

Exile on Wall Street

Uma tentativa de Teoria das Cordas, aplicada às finanças

Eu trabalho muito. Tenho uma dedicação apaixonada e até mesmo obsessiva com a Empiricus. Nem sei se isso é bom. Mas é o que é

Em busca da alta renda

BB lança crédito imobiliário com correção pelo IPCA

Taxas de juros começam em 3,45% ao ano mais IPCA e variam conforme o prazo da operação e o nível de relacionamento do cliente com o BB

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

No radar: IPO da XP e Mourão na posse do presidente argentino

Sai hoje o preço das ações da XP Investimentos que serão ofertadas na bolsa americana Nasdaq. Hoje também será definido quem conseguirá entrar na oferta. Será que os fundos brasileiros vão ganhar um pedacinho deste bolo?   No lado político, o destaque é uma espécie de trégua do governo de Jair Bolsonaro com o presidente eleito […]

Mais uma oferta no exterior

Madero deve desembarcar nos EUA em junho com o seu IPO, diz jornal

Segundo informações do Valor Econômico, a rede de hamburgueria já contratou o Bank of American e J.P. Morgan para coordenarem a oferta

nova no pedaço

Incorporadora Mitre entra com pedido de IPO na CVM

Companhia informa que planeja, com uma oferta primária, usar os recursos para a aquisição de terrenos; arcar com custos de construção e despesas administrativas

Saiba como corrigir

Cerca de 700 mil contribuintes caíram na malha fina em 2019

Para retificar a situação com o Fisco, o contribuinte deverá consultar o extrato do processamento da declaração no e-CAC da Receita Federal para verificar

Todo mundo quer um pouco

Demanda por ações da XP Investimentos em IPO supera em 10 vezes a oferta

Como a operação poderá a chegar a US$ 2,1 bilhões, considerando a colocação de um lote extra, já há ordens de aproximadamente US$ 20 bilhões pelos papéis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements