Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-02-05T13:10:14-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Resultado

Copo meio cheio ou meio vazio? Como a Faria Lima reagiu ao balanço do Itaú

O lucro de R$ 25,7 bilhões registrado pelo maior banco privado brasileiro em 2018 ficou levemente abaixo da expectativa dos analistas de mercado

5 de fevereiro de 2019
13:10
Logo do banco Itaú
Itaú - Imagem: Shutterstock

As ações do Itaú Unibanco reagem em queda no pregão de hoje à divulgação dos resultados de 2018. O lucro de R$ 25,7 bilhões registrado pelo maior banco privado brasileiro ficou levemente abaixo da expectativa dos analistas de mercado.

Em linhas gerais, os analistas consideraram os resultados do quarto trimestre do ano fracos, mas destacaram os dividendos de R$ 22,4 bilhões que o banco pagará aos acionistas.

O foco das análises, contudo, se concentrou sobre as projeções dadas pelo banco para este ano. O Itaú estima um avanço de 8% a 11% no crédito, menos que o Bradesco, que espera avançar de 9% a 13% nos financiamentos em 2019.

No início da tarde de hoje, as ações preferenciais (PN) do Itaú eram negociadas em queda de 3,43%, cotadas a R$ 38,34. No mesmo horário, o Ibovespa recuava 0,39%.

Goldman Sachs - "Projeções pouco inspiradoras"

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$39,90

"Os resultados ficaram abaixo do esperado, com o crescimento do crédito mostrando pouca força (mesmo ajustando pelo câmbio), as margens mais fracas e as despesas maiores. Do lado positivo, a qualidade dos ativos continuou a melhorar (embora a um ritmo mais lento), e as receitas com tarifas vieram fortes."

"Provavelmente, o foco estará nas projeções de 2019 fornecidas pelo banco, as quais também consideramos abaixo do esperado e pior do que as estimativas dos concorrentes."

BTG Pactual - "Dividendo de 87% do lucro roubou o show"

Recomendação: compra

Preço-alvo: R$42,00

"Como esperado, o Itaú apresentou um quarto trimestre fraco, com uma dinâmica muito similar em relação aos resultados do trimestre anterior."

"Ajudado por um payout [percentual do lucro pago em dividendos] muito alto de 87%, o retorno em 2018 atingiu 21,1%. Para 2019, e de acordo com nossas estimativas, as projeções implicam um lucro de R$ 29 bilhões, em linha com o consenso de mercado. Em geral, os números devem ser recebidos com sentimentos contraditórios."

XP Investimentos - "Quarto trimestre fraco para trás, 2019 brilhante à frente"

Recomendação: compra

Preço-alvo: R$45,00

"Embora os resultados tenham ficado um pouco abaixo das expectativas, consideramos bem-vindas as projeções otimistas para 2019 (especialmente a margem financeira)."

"Enxergamos o Itaú como uma história convincente para 2019, com perspectivas de crescimento de lucros promissoras, combinadas com características defensivas relevantes."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies