Menu
2019-02-05T12:01:08+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Balanço

Itaú tem lucro de R$ 25,7 bilhões em 2018, mas deve crescer menos que o Bradesco neste ano

O resultado ficou levemente abaixo das projeções dos analistas, mas foi suficiente para manter os concorrentes atrás no retrovisor em rentabilidade

4 de fevereiro de 2019
19:38 - atualizado às 12:01
Itaú_Paulista
Itaú: maior banco privado brasileiro teve lucro de R$ 25,7 bilhões em 2018 - Imagem: Wikimedia Commons

Depois da divulgação dos balanços dos concorrentes na semana passada, a expectativa para o balanço do Itaú Unibanco hoje à noite só aumentou. O maior banco privado brasileiro registrou um lucro líquido de R$ 25,7 bilhões em 2018, o que representa um avanço de 3,4%.

O resultado ficou levemente abaixo das projeções dos analistas, que apontavam para um lucro de R$ 25,9 bilhões, de acordo com dados da Bloomberg.

Foi o suficiente para manter os concorrentes atrás no retrovisor em rentabilidade, embora o Santander tenha se aproximado no quarto trimestre.

Nos últimos três meses de 2018, o Itaú teve lucro de R$ 6,5 bilhões, alta de 3,1% frente ao mesmo período de 2017, com um retorno de 21,8% – contra 21,1% do banco espanhol.

No ano como um todo, a rentabilidade do Itaú subiu de 21,8% para 21,9%.

Crescimento menor no crédito

Assim como o Bradesco, o Itaú também aposta no crédito para se manter os resultados nas alturas. Mas foi um pouco mais conservador do que o concorrente nas projeções para este ano.

Enquanto o Bradesco espera um aumento de 9% a 13% no saldo de financiamentos, a expectativa do Itaú é de um crescimento entre 8% e 11% no saldo de financiamentos neste ano. O Santander não divulga projeções.

A carteira de crédito do banco encerrou o ano passado em R$ 636,9 bilhões, um avanço de 0,1% no trimestre e de 6,1% em 12 meses - dentro da estimativa que variava de 4% a 7%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Superdividendo

Sem ter o que fazer com tanto dinheiro agora que não tem nenhuma perspectiva de grandes aquisições no Brasil, o Itaú adotou uma política de distribuição de dividendos aos acionistas de todo o lucro que exceder o capital mínimo estipulado pelo banco para operar.

Neste ano, 87,2% do resultado será pago em dividendos, o equivalente a R$ 22,4 bilhões. Incluindo as recompras de ações, o percentual do resultado que vai parar no bolso dos acionistas sobe para 89,2%.

Bom para as famílias Vilela, Setubal e Moreira Salles, que controlam o banco, mas também para quem é acionista minoritário na bolsa.

Crédito e inadimplência

Bem, e de onde veio o lucro multibilionário do Itaú em 2018? A margem financeira, que contabiliza o resultado com as operações com crédito e tesouraria, registrou um pequeno aumento de 0,8% e somou R$ 69 bilhões.

Se a receita com crédito ainda não brilha, a redução nas despesas com provisões contra calotes mais uma vez ajudou a melhorar os resultados. Em 2018, o custo do crédito ficou em R$ 14,1 bilhões, uma queda de 21,9%.

A melhora na inadimplência contribuiu para a menor despesa com provisões. O índice de atrasos acima de 90 dias na carteira do Itaú ficou em 2,9%, estável no trimestre e uma queda de 0,2 ponto percentual em relação a dezembro de 2017.

Para este ano, o custo do crédito não deve mais contribuir com os resultados, já que a instituição projeta uma despesa de R$ 14,5 bilhões a R$ 17,5 bilhões - ou seja, acima do valor registrado neste ano.

Despesa mais alta

A cobrança de tarifas dos clientes também ajudou a engordar o lucro do Itaú. As receitas com prestação de serviços e seguros atingiram R$ 41,4 bilhões no ano passado, um crescimento de 5,5%.

Por outro lado, as despesas operacionais do maior banco privado brasileiro aumentaram 5% no ano passado, para R$ 49,4 bilhões. O crescimento ficou acima do previsto pelo Itaú, que estimava um avanço entre 0,5% e 3,5%.

Amanhã pela manhã o Itaú concede uma entrevista coletiva para comentar o balanço de 2018 e as perspectivas para este ano. Confira aqui no Seu Dinheiro ou lá no meu Twitter o que vai rolar na entrevista.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

De olho nos valores

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,36% em junho em dez capitais

A pesquisa mostrou que, no mês, todas as dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios: Brasília (0,04%), Fortaleza (0,06%), Salvador (0,08%), Porto Alegre (0,16%), Rio de Janeiro (0,18%), Belo Horizonte (0,19%), Curitiba (0,19%), Goiânia (0,22%), Recife (0,38%) e São Paulo (0,68%)

DE OLHO NO GRÁFICO

Bitcoin em nova alta e S&P no sinal amarelo

Fausto Botelho está estupidamente otimista com o bitcoin, que pode ter uma nova onda de valorização. Já o S&P, principal índice americano, pode trazer um terremoto para o resto do mundo

De olho nos próximos recebidos

Preparação de atendimento pela Caixa contribuiu para adiamento de saque do FGTS

Em 2017, para que 25,9 milhões de trabalhadores retirassem R$ 44 bilhões das contas inativas (de contratos anteriores) do FGTS, a Caixa preparou um esquema de atendimento que previu a abertura das agências mais cedo e nos fins de semana no período, que foi de 10 de março a 31 de julho

Entenda o caso

Depois de fixar o preço dos papéis em R$ 1,10 no follow-on, ações da Tecnisa despencam mais de 9%

O mais provável é que a queda vertiginosa esteja associada ao fato de que o papel esteja se ajustando ao preço estipulado na oferta de ações

A hora é agora

Como consultar o seu saldo do FGTS

Medida que injeta até R$ 30 bilhões na economia deve ser anunciada na próxima semana. Saiba como consultar o seu saldo do FGTS

Novidades na prateleira

RCI Brasil, das montadoras Renault e Nissan, passa a oferecer CDB com liquidez diária e rentabilidade de 102% do CDI

A desvantagem é que o valor inicial de aplicação do investimento é um pouco alto. No caso do Banco Sofisa, por exemplo, o valor inicial de aplicação é de R$ 1. Já no Inter e no C6 Bank, a aplicação inicial é de R$ 100

Aos números

Economia com reforma da Previdência após 1º turno fica em R$ 914,3 bilhões

Impacto fiscal ao longo de 10 anos sobe a R$ 933,5 bilhões, considerando aumento CSLL sobre os bancos. MP de fraudes pode render outros R$ 200 bilhões

alteração na agenda

Anúncio sobre FGTS fica para a próxima semana, diz Onyx

Segundo o ministro, as equipes técnicas do Ministério da Economia ainda trabalham em cima dos ajustes necessários

dinheiro na mão

Economistas recomendam sacar recursos do fundo

Aprovada a medida do governo para o saque das contas do FGTS, a orientação dos especialistas é para que os trabalhadores quitem débitos ou invistam

controvérsia

Setor de construção critica liberação de saques do FGTS

Recursos para o trabalhador devem diminuir o total disponível para a construção, o que pode aumentar o déficit habitacional do País, diz vice-presidente de sindicato

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements