Menu
2019-03-07T19:39:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reformas ameaçadas?

Vice-presidente minimiza impacto negativo das publicações de Bolsonaro

Mourão negou que o caso possa respingar na tramitação de propostas relevantes no Congresso, como a reforma da Previdência

7 de março de 2019
6:46 - atualizado às 19:39
hamilton-mourao
Hamilton Mourão - Imagem: Shutterstock

Ao ser questionado por jornalistas, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, evitou comentar a polêmica em torno do vídeo compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro.

"Não vou comentar o que eu não sei. Não sou ventríloquo do presidente", reagiu Mourão.

Mas depois de jornalistas insistirem, o vice preferiu minimizar o impacto negativo das publicações feitas por Bolsonaro.

E negou que o caso possa respingar na tramitação de propostas relevantes no Congresso, como a reforma da Previdência. "Isso morre amanhã. Está morto amanhã. Tudo passa", destacou Mourão.

Questionado sobre o impacto da série de polêmicas no início do governo e se não poderia aconselhar o presidente sobre o assunto, ele disse que não cabe o aconselhamento neste momento. Ele destacou que os dois possuem idades semelhantes e que são contemporâneos da academia militar.

Planalto também se manifestou

Em nota divulgada ontem, o Planalto negou que o presidente teve intenção de criticar o carnaval de forma genérica. E afirmou que Bolsonaro queria na verdade "caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular".

A assessoria ainda disse que o vídeo tem cenas que escandalizaram não só o presidente, mas grande parte da sociedade.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies