Menu
2019-05-29T17:48:45-03:00
Estadão Conteúdo
Cobertor está curto

Tesouro prevê insuficiência de R$ 146,7 bilhões para regra de ouro em 2019

Ampliação no rombo se deveu a inclusão de fatores de risco nas projeções, como frustração de investimentos e contingenciamentos

29 de maio de 2019
17:48
Homem mexe em calculadora
Imagem: Shutterstock

O Tesouro Nacional revisou a projeção de insuficiência para o cumprimento da regra de ouro neste ano, de R$ 110,4 bilhões para R$ 146,7 bilhões.

De acordo com o órgão, a ampliação no rombo se deveu à inclusão de fatores de risco nas projeções, como frustração de investimentos, contingenciamentos, redução da amortização devido a possível queda do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) e risco de frustração de fontes de receitas disponíveis com queda da arrecadação.

O aumento na projeção foi feito em um momento em que o governo trabalha para aprovar um crédito suplementar para garantir o cumprimento da regra neste ano.

De acordo com o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira, os números são os mesmos encaminhados para o Congresso Nacional.

"Apresentamos uma tabela mais conservadora em relação à regra de ouro para alinhar com os números que enviamos ao relator do projeto. É importante que o PLN 4/2019 seja aprovado e que seja o único aprovado sobre o tema", afirmou.

Ao prever mais riscos nas projeções da regra de ouro, o governo quer evitar aprovar um crédito menor e ter que enviar um novo projeto mais para a frente sobre o tema.

"Queremos que haja apenas uma aprovação no Congresso Nacional e possamos trabalhar com tranquilidade. Trabalhamos com cenário mais conservador e mais próximo da realidade", completou.

De acordo com Ladeira, o novo cenário considera uma possibilidade de frustração de investimentos e inversões financeiras de R$ 89,3 bilhões, montante R$ 17 bilhões superior ao considerado na última projeção.

Além disso, os dados consideram uma possibilidade de frustração de arrecadação tributária de receitas de R$ 929,9 bilhões, também R$ 17,2 bilhões acima do cenário anterior. Houve também uma previsão de R$ 2 bilhões adicionais relativos ao risco de um IGP menor.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Pacote fiscal aguardado

EUA: Senado aprova extensão de aumento de auxílio-desemprego

A emenda prevê a extensão da duração dos benefícios federais a desempregados, mas reduz seu valor semanal, em comparação com o projeto de lei aprovado pela Câmara dos Representantes no sábado passado

chama o max

Um meteoro passageiro chamado juros

O que fez a curva de juros norte-americana empinar tanto nos últimos meses e de uma maneira tão vigorosa nos últimos dias?

PODCAST

Zoeira com Nassim Taleb, ‘venda da Empiricus’ e reflexões sobre a taxa de juros: veja o que rolou no episódio #35 do Puro Malte

Podcast com Felipe Miranda, Rodolfo Amstalden, Beatriz Nantes e Ricardo Mioto é “conversa de bar” para quem gosta de finanças

Quase 2 mil mortos

Covid-19: Brasil tem segundo dia com mais mortes confirmadas

O Brasil também registrou hoje o recorde de mortes por semana. O número foi divulgado pelo Ministério da Saúde no mais novo boletim epidemiológico sobre a pandemia do novo coronavírus.

pandemia em pauta

Guedes: Por ‘infelicidade’, Bolsonaro não deixou claro problema da saúde

Guedes defendeu a imunização contra a covid-19 para evitar nova queda economia, diante da “tragédia que voltou a nos atingir” ao falar sobre o agravamento da pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies