Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-08T09:06:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
segue a polarização

Tudo igual: aprovação e reprovação de Bolsonaro chegam a 33%

Pesquisa DataFolha divulgada nesta segunda-feira, 8, reforça tese de País polarizado; 31% avaliam o governo como regular e 2% disseram não saber avaliar.

8 de julho de 2019
9:00 - atualizado às 9:06
Presidente da República Jair Bolsonaro
Presidente da República Jair Bolsonaro - Imagem: Marcos Corrêa/PR

Se a visita do presidente Jair Bolsonaro ao estádio do Maracanã já indicava a polarização acentuada, com vaias e aplausos da plateia para o chefe do Executivo, a pesquisa DataFolha divulgada nesta segunda-feira, 8, reforça essa tese. 33% da população considera o trabalho do presidente ótimo ou bom - mesmo percentual para a avaliação de ruim ou péssimo. 

Outros 31% avaliam o governo como regular e 2% disseram não saber avaliar. A pesquisa foi feita em 4 e 5 de julho e ouviu 2.860 pessoas em 130 cidades, com margem de erro é de dois pontos porcentuais.

Trata-se da pior avaliação para um presidente com seis meses em um primeiro mandato desde a redemocratização. Fernando Collor, em igual período, tinha 34% de ótimo/bom, Fernando Henrique Cardoso, 40%, Luiz Inácio Lula da Silva, 42%, e Dilma Rousseff, 49%

Em abril, segundo o Datafolha, 32% consideravam o trabalho do presidente eleito ótimo ou bom, 31% viam como regular e 30% como ruim ou péssimo, com 4% que não souberam responder.

Entre seus eleitores, no entanto, a aprovação de Bolsonaro subiu. Para 60% daqueles que declararam ter votado no presidente no segundo turno das eleições, 60% consideram seu trabalho ótimo ou bom, ante 54% em abril. Para 29%, o trabalho é regular, de 33% em abril. E 9% avaliam como ruim ou péssimo, mesmo porcentual da pesquisa anterior.

Para o futuro, caiu de 59% para 51% o número de pessoas que projetam uma gestão ótima ou boa. Para 21%, será regular (16% em abril), enquanto os que preveem a gestão como ruim ou péssima oscilaram de 23% para 24%.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: Suas definições de “responsabilidade fiscal” foram atualizadas

A temporada de resultados brasileira, que começou na última sexta-feira, segue hoje com EcoRodovias, EDP Brasil, Neoenergia e TIM, após o fechamento do mercado. Enquanto isso, ao longo do dia, o presidente Jair Bolsonaro deverá lançar o Programa de Crescimento Verde, indicativo positivo para a COP26 de novembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) retoma os US$ 63 mil após cair na sexta-feira e outras criptomoedas sobem até 10% hoje; confira

Destaque para a Solana (SOL), que vem apresentando resultados acima da média das dez principais moedas do mundo

UM OLHO NO GATO, OUTRO NO PEIXE

Como a encrencada Evergrande pretende se inspirar em Elon Musk para sair da draga

Depois de depositar dinheiro devido a credores externos, fundador fala em deixar em segundo plano os empreendimentos imobiliários para investir em setores considerados mais promissores

MERCADOS HOJE

Ibovespa tenta se recuperar do baque fiscal e abre a semana em alta de mais de 1%; dólar recua

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abre espaço para uma recuperação do Ibovespa

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro sobe após a abertura com boas perspectivas para os balanços e dólar avança hoje

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a semana conta com importantes balanços

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies