Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T13:55:46-03:00
Estadão Conteúdo
Parcerias com a iniciativa privada

Ministro Santos Cruz, da Secretaria de Governo, quer priorizar novos projetos no chamado “PPI”

Pasta comandada pelo general deve ser uma das mais fortes do Planalto, gerenciando também a Comunicação e as emendas parlamentares

2 de janeiro de 2019
20:15 - atualizado às 13:55
Ilustração-Planalto
Projetos de parceria em investimentos serão o foco da nova Secretaria de GovernoImagem: Pomb

O novo ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, disse nesta quarta-feira, 2, que pretende ampliar a oferta de projetos de transporte, mobilidade e logística no programa de Programa de Parcerias e Investimentos (PPI).

"O PPI é um programa que tem capacidade técnica muito boa, uma história de resultados excelente nos últimos trinta meses, confiabilidade, e nós vamos incrementar, adicionando novos projetos na lista de ofertas ao investidor privado. De imediato pretendo pedir à equipe técnica para selecionar o que é estratégico para o País, dar um trato técnico para engrossar esse bolo de ofertas", disse o ministro, ao participar da transmissão de cargo no Ministério da Defesa, em evento no Clube do Exército.

No governo Bolsonaro, a pasta de Santos Cruz deve ser uma das mais fortes do Palácio do Planalto, gerenciando também a Secretaria de Comunicação Social e as emendas parlamentares.

O ministro disse que ainda aguarda orientações do presidente sobre como tratar da liberação do empenho e pagamento das emendas e com que critérios na estratégia de aprovação da reforma da Previdência. Historicamente, as emendas têm sido usadas pelo Planalto como forma de agradar a parlamentares e vinculadas à votação de pautas no Congresso. Parte delas, porém, são de pagamento impositivo pelo governo.

"Esse assunto ainda vai receber orientação do presidente Bolsonaro. Não tenho condições de falar agora acerca da reforma", disse Santos Cruz.

O secretário de Governo disse que vai seguir as normas do orçamento impositivo e prometeu atender todos os parlamentares: "Todos serão atendidos nas suas necessidades. Tem coisas que são impositivas, não são discricionárias".

O ministro confirmou que as demissões de ocupantes de cargos comissionados começaram nesta quarta-feira, mas disse que não tem ideia de quantos serão cortados: "Não tem nada a ver com ideologia. Se você colocar ideologia fica cego para analisar qualquer assunto. É simplesmente uma questão natural de confiança e conhecimento sobre a pessoa".

Ele também afirmou que a transferência da responsabilidade da demarcação de terras indígenas da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Agricultura foi por critérios técnicos. "É uma questão técnica só, não tem problema nenhum. Temos que ver o resultado. Você faz arrumações para ficar melhor", afirmou.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Quem quer dinheiro?

Gerdau (GGBR4) anuncia R$ 2,7 bilhões em dividendos e JCP e ainda dá tempo de garantir o dinheiro na conta

O pagamento dos proventos, que também inclui os acionistas da Metalúrgica Gerdau, tomará como base a posição acionária em 5 de novembro

Forte como sempre

Na Weg (WEGE3), a história se repete: o terceiro trimestre superou (mais uma vez) as expectativas

A Weg (WEGE3) mostrou um crescimento de quase 30% na receita líquida; o bom desempenho do mercado doméstico deu força aos resultados

Um pé lá, outro cá

Agora é oficial: Nubank pede registro para IPO duplo nos Estados Unidos e Brasil com oferta de BDRs na B3

O banco digital optou por listar seus papéis em uma bolsa norte-americana, mas, simultaneamente, também fará uma oferta de recibos de ações por aqui

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: sim, tudo continua ficando mais caro

No Brasil, o IBGE divulga o resultado do desemprego no último trimestre, encerrado em agosto, e o Tesouro Nacional divulga o resultado das contas do governo central de setembro, bem como o Relatório Mensal da Dívida de setembro. O grande destaque do dia, porém, em paralelo à temporada de resultados, é a decisão sobre a Selic, a partir das 18h30

MERCADOS HOJE

Ibovespa zera alta e passa a cair com perspectiva de decisão “mais dura” do Copom contra inflação e dólar opera próximo à estabilidade

Além da inflação acima do esperado, o mercado de trabalho brasileiro mostrou uma recuperação mais lenta do que a projetada, o que também pesa sobre o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies