Menu
2019-10-10T14:29:09-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
em evento

Bolsonaro, Guedes e Onyx tentam atrair dinheiro gringo para o Brasil

No Fórum de Investimentos Brasil, discursos de autoridades brasileiras reforçaram valores como democracia, liberdade econômica e desenvolvimento sustentável

10 de outubro de 2019
11:47 - atualizado às 14:29
10/10/2019 Cerimônia de Abertura do Fórum de Investimentos Bra
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante a Cerimônia de Abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2019. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

Como vender um país? O Fórum de Investimentos Brasil, organizado pelo governo tenta fazer isso, ao colocar o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros para recepcionar investidores, empresários e oficiais de outros países.

Bolsonaro foi o último a falar na cerimônia de abertura. Dispensou o discurso preparado de 29 páginas e falou sobre sua trajetória, sobre Roraima, convidou os estrangeiros a conhecer a Amazônia, ressaltando que eles não seriam queimados, reforçou o respeito aos contratos e o protagonismo de Paulo Guedes na condução da economia e a autonomia de facto do Banco Central (BC).

“Só ligo pro BC depois que ele decide Copom. Não interfiro em nada. Campos Neto fala 100% pelo BC. Não sei se o Paulo Guedes interfere”, disse Bolsonaro em tom de piada, virando olhar para Paulo Guedes, sendo brevemente aplaudido pela plateia.

Antes disso, o presidente tinha pedido a edição de domingo do jornal “Estado de S.Paulo”, para ressaltar que a “Economia é 100% com o Guedes e não tem plano B”.

O tema Amazônia e desenvolvimento sustentável ou, como diz Bolsonaro, casamento entre meio ambiente e progresso, perpassou boa parte da fala, na qual ele reafirmou a ideia de autorizar garimpos para indígenas e homens brancos.

Livre mercado

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, deitou seus contumazes elogios a Bolsonaro e ressaltou um “nacionalismo de fins”, no qual o país quer parcerias sólidas com todos os demais países visando crescimento.

Onyx ressaltou que somos um país com regras claras, tendo liberdade como princípio, livre mercado e mérito.
“O Brasil agora tem previsibilidade para quem quiser investir”, disse, complementando que as empresas que decidirem aportar recursos têm a certeza de que “o Brasil estará solvido do ponto de vista fiscal e com oportunidades”.

Em um apelo direto, Onyx disse que o governo brasileiro quer conquistar a confiança do investidor e fazer com que ele olhe o Brasil como seguro e rentável.

Guedes destacou a democracia e o livre mercado como “guia” do governo. Ele também elogiou a liderança de Bolsonaro e agradeceu o apoio de um “novo Congresso”. “Tem uma revolução acontecendo sob princípios liberais e democratas.”

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

impactos da crise

Oferta global de petróleo deve cair 7,1 milhões de barris por dia em 2020

De acordo com a AIE, o suprimento global da commodity apenas em junho caiu 2,4 milhões de bpd, para 86,9 milhões de bpd. Este é o menor patamar medido nos últimos nove anos

Bridge the Cash

O que o Fiat 147 ensina sobre a pandemia

Reaquecimento da economia se assemelha à partida de um carro a álcool: como e quando injetar a gasolina é a questão-chave.

crise no setor

Latam diz que demanda caiu 95,2% em junho, na comparação anual

No Brasil, a demanda caiu 89,5% e a oferta diminuiu em 87,6% em junho no comparativo anual

Podcast Touros e Ursos

AO VIVO: Seu Dinheiro discute os movimentos da bolsa, a economia real e muito mais a partir das 12h

O que o mercado vê de tão positivo na economia, a ponto de levar o Ibovespa de volta aos 100 mil pontos? O podcast Touros e Ursos debate o racional por trás da recuperação da bolsa

abaixo de 50 pontos

Confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3º mês seguido em julho

Após tombo histórico, indicador patinou para 34,7 pontos em maio, subiu para 41,2 pontos em junho e chegou agora aos 47,6 pontos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements