Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-10T14:29:09-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
em evento

Bolsonaro, Guedes e Onyx tentam atrair dinheiro gringo para o Brasil

No Fórum de Investimentos Brasil, discursos de autoridades brasileiras reforçaram valores como democracia, liberdade econômica e desenvolvimento sustentável

10 de outubro de 2019
11:47 - atualizado às 14:29
10/10/2019 Cerimônia de Abertura do Fórum de Investimentos Bra
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante a Cerimônia de Abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2019. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

Como vender um país? O Fórum de Investimentos Brasil, organizado pelo governo tenta fazer isso, ao colocar o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros para recepcionar investidores, empresários e oficiais de outros países.

Bolsonaro foi o último a falar na cerimônia de abertura. Dispensou o discurso preparado de 29 páginas e falou sobre sua trajetória, sobre Roraima, convidou os estrangeiros a conhecer a Amazônia, ressaltando que eles não seriam queimados, reforçou o respeito aos contratos e o protagonismo de Paulo Guedes na condução da economia e a autonomia de facto do Banco Central (BC).

“Só ligo pro BC depois que ele decide Copom. Não interfiro em nada. Campos Neto fala 100% pelo BC. Não sei se o Paulo Guedes interfere”, disse Bolsonaro em tom de piada, virando olhar para Paulo Guedes, sendo brevemente aplaudido pela plateia.

Antes disso, o presidente tinha pedido a edição de domingo do jornal “Estado de S.Paulo”, para ressaltar que a “Economia é 100% com o Guedes e não tem plano B”.

O tema Amazônia e desenvolvimento sustentável ou, como diz Bolsonaro, casamento entre meio ambiente e progresso, perpassou boa parte da fala, na qual ele reafirmou a ideia de autorizar garimpos para indígenas e homens brancos.

Livre mercado

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, deitou seus contumazes elogios a Bolsonaro e ressaltou um “nacionalismo de fins”, no qual o país quer parcerias sólidas com todos os demais países visando crescimento.

Onyx ressaltou que somos um país com regras claras, tendo liberdade como princípio, livre mercado e mérito.
“O Brasil agora tem previsibilidade para quem quiser investir”, disse, complementando que as empresas que decidirem aportar recursos têm a certeza de que “o Brasil estará solvido do ponto de vista fiscal e com oportunidades”.

Em um apelo direto, Onyx disse que o governo brasileiro quer conquistar a confiança do investidor e fazer com que ele olhe o Brasil como seguro e rentável.

Guedes destacou a democracia e o livre mercado como “guia” do governo. Ele também elogiou a liderança de Bolsonaro e agradeceu o apoio de um “novo Congresso”. “Tem uma revolução acontecendo sob princípios liberais e democratas.”

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies