Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-22T09:07:48-03:00
Estadão Conteúdo
mais uma limpa

5% dos servidores recebem 12% da folha de pagamento

Esse é um novo diagnóstico do Ministério da Economia, que serviu para embasar a lista de prioridades para a votação da segunda onda de reformas estruturais no Congresso

22 de outubro de 2019
8:21 - atualizado às 9:07
Dinheiro
Imagem: Shutterstock

Apenas 5% dos servidores ativos da administração pública federal custam 12% da folha de pagamentos da União e ganham um salário médio acima de R$ 340 mil por ano. Os números fazem parte do mais novo diagnóstico do Ministério da Economia, que ficou pronto nos últimos dias, e serviu para embasar a lista de prioridades para a votação da segunda onda de reformas estruturais no Congresso, depois da aprovação da PEC da Previdência.

A radiografia mostrou também que 80% das 440 rubricas remuneratórias (o que é pago além do salário-base) que existem no governo federal não têm equivalência no setor privado. Por exemplo: tanto no serviço público como na iniciativa privada, há o pagamento de auxílio-transporte, mas no funcionalismo são pagos também adicional de plantão hospitalar, licença prêmio de indenização judiciária e salário família.

A reforma administrativa e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial, que aciona "gatilhos" (medidas duras) para a contenção de despesas obrigatórias, terão mais urgência na votação. A expectativa é de uma economia de R$ 27 bilhões nas despesas obrigatórias, se todas as propostas forem aprovadas. A divisão da agenda econômica no Congresso foi definida nesta segunda-feira, 21, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Para a votação da reforma tributária, as duas Casas ainda terão de buscar consenso por meio da criação de uma comissão mista informal que será criada por Alcolumbre. Na prática, a discussão deve demorar mais. A ideia inicial é que o Senado Federal fique com a presidência da comissão e a Câmara, como a relatoria. Depois da convergência das propostas na comissão mista, a proposta será encaminhada para a Comissão Especial da reforma tributária da Câmara que analisa a PEC 45, do líder do MDB, Baleia Rossi (SP).

Novo serviço público

Com a reforma administrativa, será criado o novo serviço público do País com um redesenho de carreiras, mudança na forma de progressão e de entrada no concurso pública. Uma das propostas permitirá o concurso pela chamada "entrada lateral" para níveis mais elevados de uma carreira.

Na segunda-feira, Maia disse que deve aproveitar textos que já estão em tramitação na Casa para acelerar a reforma administrativa. A estratégia, porém, ainda depende do aval de lideranças e também da equipe econômica.

Segundo apurou o Estadão/Broadcast, a equipe econômica avalia aproveitar o trabalho e a "parceria" com o Congresso "dentro do possível". Algumas iniciativas já estão contempladas nessas propostas em tramitação, mas há algumas medidas - como a reestruturação das carreiras - que são de iniciativa privativa do Executivo e terão de ser encaminhadas pelo próprio governo.

Enquanto as mudanças da reforma não fazem efeito, depois da sua aprovação, a PEC dos gatilhos vai propor a suspensão da progressão dos servidores atuais e vedar novos reajustes. Esboço da proposta mostra uma reforma robusta e de grande alcance, com a reformulação do sistema de avaliação do servidor e regulamentação do desligamento por baixo desempenho.

A avaliação da equipe que elaborou a proposta de reforma é de que o sistema de avaliação atual não funciona.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

atenção, acionista

Após forte alta no lucro, Itaú anuncia R$ 2,1 bilhões em juros sobre capital próprio

Instituição aprovou dos proventos no valor bruto de R$ 0,10384 por ação, com base na posição acionária final registrada do próximo dia 13

fique de olho

PetroRio, Marcopolo, Pague Menos, Cielo e Itaú: os balanços que mexem com o mercado nesta terça

Resultados são divulgados em um momento de otimismo com os balanços por parte do mercado financeiro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A derrapada do Ibovespa, a semana do bitcoin e a nova aquisição da XP: um resumo das principais notícias do dia

Se, na sexta-feira (30), as preocupações com o teto de gastos brasileiro levou o Ibovespa a registrar uma queda de mais de 3%, a semana começou com a preocupação com as contas públicas americanas impedindo um dia dourado na B3.  O temor com a saúde fiscal do Brasil está longe de ser uma preocupação do […]

temporada de resultados

Lucro do Itaú Unibanco sobe 55%, soma R$ 6,5 bilhões e supera projeções

Banco também reportou um avanço do retorno sobre o patrimônio (ROE) de 13,5% no segundo trimestre de 2020 para 18,9% no balanço atual

Invasão fitness

De olho no desempenho das ações da rival Smart Fit, rede de academias Bluefit protocola pedido de IPO na CVM

Atualmente com 102 unidades, a rede de academias busca recursos para impulsionar seu crescimento orgânico

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies