Menu
2019-04-04T14:43:35-03:00
Estadão Conteúdo
Após recorde em 2017

Fundos têm captação líquida de R$ 84,7 bilhões em 2018, queda de 68%

Multimercados, Ações e Previdência puxaram o desempenho positivo ao registrarem, juntos, uma captação líquida de R$ 94,9 bilhões

8 de janeiro de 2019
16:13 - atualizado às 14:43
Troca de dinheiro
Fundos multimercados são destaque de captação em 2018Imagem: Shutterstock

Os fundos de investimento registraram uma captação líquida de R$ 84,7 bilhões em 2018, uma queda de 68% em relação ao saldo igualmente positivo de 2017, ano de recorde histórico. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 8, pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Três classes de fundos foram responsáveis pelo saldo positivo: Multimercados, Ações e Previdência registraram juntos uma captação líquida de R$ 94,9 bilhões. Desse total, quase metade ficou concentrada nos Multimercados (R$ 42,9 bilhões). É o segundo ano consecutivo que essa classe bate recorde em captação. Em meio aos baixos rendimentos médios da renda fixa, os fundos da classe respectiva registraram uma saída líquida de R$ 12,3 bilhões.

Segundo comunicado da Anbima, o "resultado reforça o movimento dos investidores de maior disposição ao risco" em busca de retornos melhores "diante da perspectiva de manutenção da taxa Selic no menor patamar da história". As maiores rentabilidades médias vieram da classe ações, em que 11 dos 12 tipos de fundos geraram mais de 10% de retorno no ano passado. Entre os multimercados, o tipo Long and Short Direcional registrou a maior rentabilidade média (14,4%) da classe no ano.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Proventos

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 416 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Terão direito ao provento os investidores com posição acionária na empresa no dia 11 de março

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

URGENTE

Hapvida e NotreDame chegam a um acordo sobre fusão, afirma site

A maior combinação entre duas empresas brasileiras criará uma gigante do setor de saúde, com um valor de R$ 110 bilhões.

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam quase 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal; BB nega que presidente tenha renunciado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies