Menu
2019-12-05T13:49:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
uma bolada

Indústria de fundos levanta R$ 228,1 bilhões até novembro e encosta no recorde de 2017

Fundos de ações chegaram a uma captação líquida de R$ 67,5 bilhões, quase três vezes ante o mesmo intervalo de 2018 e se destacaram como a classe que mais atraiu recursos até novembro

5 de dezembro de 2019
12:12 - atualizado às 13:49
Dinheiro na carteira
Imagem: Shutterstock

A indústria de fundos registrou captação líquida de R$ 228,1 bilhões de janeiro a novembro de 2019, um aumento significante em relação ao mesmo período de 2018, quando a indústria captou R$ 69,1 bilhões, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

O acumulado deste ano já encosta no recorde de 2017, quando captou R$ 245,7 bilhões. Os fundos de ações chegaram a uma captação líquida de R$ 67,5 bilhões, quase três vezes ante o mesmo intervalo de 2018 e se destacaram como a classe que mais atraiu recursos até novembro.

Os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) vêm em segundo, mas o dado é distorcido por uma única operação. A categoria somou R$ 59,7 bilhões, na comparação com R$ 6,5 bilhões no acumulado de janeiro a novembro de 2018.

Os fundos multimercado vêm em terceiro lugar entre os que mais captaram, com a categoria registrando captações de R$ 57,4 bilhões, 47% acima de 2018. Os fundos de renda fixa captaram R$ 31,6 bilhões, 62% acima de janeiro a novembro do ano passado.

Em termos de rentabilidade, os fundos de ações de small caps registraram a maior rentabilidade, atingindo 35,5% no acumulado de janeiro a novembro, seguido pela renda fixa soberana de vencimento mais longo (+16,4%) e multimercados de investimento no exterior (12,7%).

De acordo com o vice-presidente da Anbima, Carlos André, a continuidade de fechamento da curva de juro contribuiu para a renda fixa, em especial para as curvas mais longas.

Os títulos públicos federais têm participação de 49,3% na carteira dos fundos até novembro, refletindo, de acordo com André, o excesso desses papéis na carteira dos bancos.

Ele notou, por outro lado, que os títulos privados corporativos já possuem participação superior (9,9%) ao registrado em dezembro de 2018 (8,7%), com destaque para as debêntures.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Vêm proventos por aí

B3 anuncia quase R$ 2 bi em dividendos, além de recompra e desdobramento de ações

Conselho de administração da companhia aprovou pagamento de dividendos do quarto trimestre e dividendos extraordinários referentes a 2020

Cenário pandêmico

B3 lucra R$ 4,2 bilhões em 2020, alta de 53%, com volatilidade dos mercados, ofertas de ações e juros baixos no Brasil

Cenário pandêmico acabou beneficiando os resultados da companhia, resultando em volatilidade e juros baixos que impulsionaram investidores e empresas a recorrerem ao mercado de capitais

O melhor do seu dinheiro

A semana que vem, enfim, chegou

Depois de uma série de adiamentos, a PEC Emergencial enfim foi aprovada em dois turnos pelo Senado. A medida permitirá o retorno do auxílio emergencial, que ficará limitado ao teto de R$ 44 bilhões, que quase foi derrubado, mas acabou ficando. O texto segue agora para a Câmara dos Deputados. O avanço foi comemorado pelo […]

FECHAMENTO

Aprovação da PEC emergencial garante recuperação do Ibovespa enquanto NY amarga perdas

A fala de Powell fez o Ibovespa reduzir os ganhos, mas ainda assim o principal índice da bolsa avançou 1,35%; dólar teve queda de 0,11%, a R$ 5,6582

Petróleo

Evitar volatilidade nos preços serve a consumidores e produtores, afirma ministro árabe na Opep+

Quanto aos elementos que vêm sendo observados na demanda para as decisões do grupo, o saudita apontou o retorno da mobilidade como uma prioridade.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies