Menu
2019-06-06T11:44:38-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
fundo de tijolo

Valor de mercado de fundos imobiliários bate recorde na B3

Cifra de R$ 48,2 bilhões é a maior da história para o final de maio, segundo a Economatica; alta foi de 553,9% em relação a 2010

5 de junho de 2019
14:53 - atualizado às 11:44
Ilustração de imóveis e engrenagens
Imagem: urfin/Shutterstock

O valor de mercado dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII) registrou o maior valor da história para o final de maio, a R$ 48,2 bilhões. Em comparação ao final de 2018, o aumento foi de 7,3%. Os dados são da Economatica, um sistema de análise de investimentos.

Para relembrar: os fundos imobiliários investem em imóveis e ativos de renda fixa ligados ao mercado imobiliário, como CRI e LCI. Qualquer investidor pode comprar cotas desses fundos com poucos recursos, tendo pelo menos R$ 100.

A Economatica explica que em 2010 o valor de mercado dos fundos imobiliários era de R$ 7,3 bilhões. De lá para cá a alta foi de 553,9%. Mas engana-se quem pensa que foi a simples valorização dos FIIs que rolou. Houve um aumento no número de fundos: de 42 saltou para 135, no final de maio deste ano.

Aumentaram também as cotas. Até 31 de maio de 2019 o mercado de FII tinha emitido 1,03 bilhões delas.

Em volume financeiro, o número médio em 2019 até 31 de maio é de R$ 69,8 milhões/dia (foi de R$ 888 mil/dia em 2010). De acordo com a Economatica, esse é o maior valor registrado pelos FIIs historicamente. O crescimento do volume médio em 2019 com relação ao ano de 2018 é de 61,3%.

FIIs ou ações?

Para a Economatica, ao menos considerando a mediana anual, o dividend yield (retorno com dividendos) dos FIIs também levam a melhor sobre as ações. Segundo a análise da plataforma, até o dia 31 de maio, esse número estava em 7,43% contra 1,76% do mercado de ações brasileiro. Para o cálculo foram consideradas todas as ações e fundos imobiliários do mercado em cada data da amostra com dados disponíveis.

A mediana do retorno com dividendos entre 2010 e maio de 2019 do mercado de FIIs é de 8,78% contra 1,77% do mercado de ações, ainda de acordo com a Economatica.

Vale lembrar que o dividend yield revela o ganho que o acionista teve com o recebimento de dividendos e juros sobre o capital próprio. No levantamento que a Economatica fez com esse indicador, foram considerados os papeis de 49 instituições financeiras.

Top FIIs

A Economatica também faz um ranking dos 20 fundos que apresentam maior liquidez. Entre os três primeiros, estão Kinea, Kinea Ri e Xp Malls.

Tanto o Kinea quanto o Kinea Ri também estão entre os primeiros fundos com o maior valor de mercado em maio de 2019. BB Prgii fecha a lista dos três primeiros.

A maior retorno com dividendos fica com Kii Real, Bc Fund e Gen Shop. A maior rentabilidade em 12 meses até 31 de maio foi do S F Lima, Trx Log e Abc Imob, ainda segundo a Economatica, que informa também que o levantamento considerou todos os FIIs ativos e cancelados até a data de negociação.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Calendário completo

Banco Central: veja as datas das reuniões do Copom em 2022

O Copom é o órgão do BC responsável por definir, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies