Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:00:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Pistas sobre a política monetária

Presidente do Fed fala em “usar todas as ferramentas” para estender a expansão econômica dos EUA

Em sabatina no Senado norte-americano, Jerom Powell afirmou que o fed não está com pressa para mudar sua política monetária

26 de fevereiro de 2019
16:17 - atualizado às 14:00
jerome powell
Powell participou de uma sabatina no Comitê Bancário do Senado americano nesta terça-feira -

O BC americano parece que está firme na sua posição de "paciente" em relação à política monetária. O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmou nesta terça-feira, 26, que a autoridade monetária dos Estados Unidos usará "todas as nossas ferramentas" para estender ao máximo o crescimento econômico do país.

Ele também ressaltou que a paciência empregada pelo Fed em sua política indica que o banco "não está com pressa para fazer julgamento sobre mudanças na política monetária".

Powell participou de uma sabatina no Comitê Bancário do Senado americano e lá voltou a dizer que os riscos estrangeiros estão "particularmente relevantes" para a economia dos EUA neste momento. O presidente do Fed também enfatizou que o processo de divórcio do Reino Unido da União Europeia (Brexit) também integra esses riscos, "mas não deve ter muito efeito na nossa economia".

Um motor chamado inflação

Powell também aproveitou a sabatina para dizer que as expectativas de inflação nos Estados Unidos são, agora, o motor mais importante para índices de preços no país.

O líder do Fed destacou que, na reunião de janeiro do Comitê de Mercado Aberto (Fomc), os dirigentes notaram que a ausência de pressões inflacionárias, juntamente com os desenvolvimento econômicos e financeiros e a política incerta em curso do governo americano garantiram a postura "paciente" na condução da política monetária.

"No futuro, nossas decisões políticas continuarão dependentes dos dados e levarão em conta novas informações, à medida em que as condições econômicas e as perspectivas evoluírem", explicou.

Powell ainda afirmou que, retirados os efeitos transitórios, espera que a inflação fique em torno de 2% ao ano. Ele destacou que as recentes quedas nos preços de energia devem levar a inflação para baixo da meta de 2% ao ano do Fed por algum tempo, mas descontados os fatores transitórios, a expectativa é que a inflação volte a operar ao redor de 2%.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MERCADOS HOJE

Evergrande injeta temor no mercado global e bolsas têm dia de fortes perdas; Ibovespa fecha no menor nível desde novembro

Temor de que os problemas da incorporadora chinesa gerem uma reação em cadeia no mercado global afundou as bolsas nesta segunda-feira (20)

Ruído político

Congresso não participou de debate sobre aumento no IOF, revela presidente da Câmara

Arthur Lira também declarou que quer avançar com a reforma administrativa e uma solução para a questão dos precatórios ainda nesta semana

Na onda do minério

Mercado Livre (MELI34) ultrapassa Vale (VALE3) e se torna a empresa mais valiosa da América Latina

A gigante de comércio eletrônico argentina conquistou o posto após a mineradora brasileira perder R$ 43,6 bilhões em valor de mercado na última semana

Vídeos

Investir em IPOs vale a pena? Saiba as causas dessa febre do mercado

O ano de 2021 está mostrando a força do setor dos IPOs. São diversas empresas que abriram seu capital e fizeram sua oferta primária. Matheus Spiess, analista da Empiricus, explica neste vídeo sobre este cenário. Confira

desaceleração a caminho

Renda fixa: Por que a Evergrande derruba o Ibovespa, mas alivia o mercado de juros

Desempenho é oposto ao que se poderia esperar quando há pânico no mercado, diz especialista; contratos DIs para janeiro de 2022 caem de 7,09% para 7,08%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies