Menu
2019-04-04T14:00:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Pistas sobre a política monetária

Presidente do Fed fala em “usar todas as ferramentas” para estender a expansão econômica dos EUA

Em sabatina no Senado norte-americano, Jerom Powell afirmou que o fed não está com pressa para mudar sua política monetária

26 de fevereiro de 2019
16:17 - atualizado às 14:00
jerome powell
Powell participou de uma sabatina no Comitê Bancário do Senado americano nesta terça-feira -

O BC americano parece que está firme na sua posição de "paciente" em relação à política monetária. O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmou nesta terça-feira, 26, que a autoridade monetária dos Estados Unidos usará "todas as nossas ferramentas" para estender ao máximo o crescimento econômico do país.

Ele também ressaltou que a paciência empregada pelo Fed em sua política indica que o banco "não está com pressa para fazer julgamento sobre mudanças na política monetária".

Powell participou de uma sabatina no Comitê Bancário do Senado americano e lá voltou a dizer que os riscos estrangeiros estão "particularmente relevantes" para a economia dos EUA neste momento. O presidente do Fed também enfatizou que o processo de divórcio do Reino Unido da União Europeia (Brexit) também integra esses riscos, "mas não deve ter muito efeito na nossa economia".

Um motor chamado inflação

Powell também aproveitou a sabatina para dizer que as expectativas de inflação nos Estados Unidos são, agora, o motor mais importante para índices de preços no país.

O líder do Fed destacou que, na reunião de janeiro do Comitê de Mercado Aberto (Fomc), os dirigentes notaram que a ausência de pressões inflacionárias, juntamente com os desenvolvimento econômicos e financeiros e a política incerta em curso do governo americano garantiram a postura "paciente" na condução da política monetária.

"No futuro, nossas decisões políticas continuarão dependentes dos dados e levarão em conta novas informações, à medida em que as condições econômicas e as perspectivas evoluírem", explicou.

Powell ainda afirmou que, retirados os efeitos transitórios, espera que a inflação fique em torno de 2% ao ano. Ele destacou que as recentes quedas nos preços de energia devem levar a inflação para baixo da meta de 2% ao ano do Fed por algum tempo, mas descontados os fatores transitórios, a expectativa é que a inflação volte a operar ao redor de 2%.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

coronavírus

Covid-19: Brasil tem 8,4 milhões de casos e 61 mil novos diagnósticos nas últimas 24h

Segundo ministério, 7.388.784 pacientes recuperaram-se da doença

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies