Menu
2019-04-04T14:00:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Pistas sobre a política monetária

Presidente do Fed fala em “usar todas as ferramentas” para estender a expansão econômica dos EUA

Em sabatina no Senado norte-americano, Jerom Powell afirmou que o fed não está com pressa para mudar sua política monetária

26 de fevereiro de 2019
16:17 - atualizado às 14:00
jerome powell
Powell participou de uma sabatina no Comitê Bancário do Senado americano nesta terça-feira -

O BC americano parece que está firme na sua posição de "paciente" em relação à política monetária. O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmou nesta terça-feira, 26, que a autoridade monetária dos Estados Unidos usará "todas as nossas ferramentas" para estender ao máximo o crescimento econômico do país.

Ele também ressaltou que a paciência empregada pelo Fed em sua política indica que o banco "não está com pressa para fazer julgamento sobre mudanças na política monetária".

Powell participou de uma sabatina no Comitê Bancário do Senado americano e lá voltou a dizer que os riscos estrangeiros estão "particularmente relevantes" para a economia dos EUA neste momento. O presidente do Fed também enfatizou que o processo de divórcio do Reino Unido da União Europeia (Brexit) também integra esses riscos, "mas não deve ter muito efeito na nossa economia".

Um motor chamado inflação

Powell também aproveitou a sabatina para dizer que as expectativas de inflação nos Estados Unidos são, agora, o motor mais importante para índices de preços no país.

O líder do Fed destacou que, na reunião de janeiro do Comitê de Mercado Aberto (Fomc), os dirigentes notaram que a ausência de pressões inflacionárias, juntamente com os desenvolvimento econômicos e financeiros e a política incerta em curso do governo americano garantiram a postura "paciente" na condução da política monetária.

"No futuro, nossas decisões políticas continuarão dependentes dos dados e levarão em conta novas informações, à medida em que as condições econômicas e as perspectivas evoluírem", explicou.

Powell ainda afirmou que, retirados os efeitos transitórios, espera que a inflação fique em torno de 2% ao ano. Ele destacou que as recentes quedas nos preços de energia devem levar a inflação para baixo da meta de 2% ao ano do Fed por algum tempo, mas descontados os fatores transitórios, a expectativa é que a inflação volte a operar ao redor de 2%.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

EUA X China

Trump X TikTok: empresa chinesa tenta impedir proibição de downloads

Decisão judicial pode barrar restrição, que passaria a valer a partir de meia-noite deste domingo nos Estados Unidos.

A 38 dias da eleição

Trump anuncia nomeação de Barrett para a Suprema Corte

Nomeação ainda precisa ser confirmada pelo Senado, que hoje tem maioria Republicana.

Últimos ajustes

Guedes se reúne com líder do governo na Câmara para discutir Reforma Tributária

Segundo o deputado Ricardo Barros, na segunda-feira a proposta já estará fechada para uma rodada de discussão com os líderes da base governista no Congresso.

Em 2020

Pandemia tira R$ 12 bilhões em investimentos

Investimentos públicos em infraestrutura deverão ser 10% menores em relação ao estimado antes da pandemia de covid-19.

Entrevista

“A crise econômica será severa e prolongada”, diz de Bolle

Em novo livro, economista defende que é preciso romper com padrões estabelecidos de estratégia econômica – como o teto de gastos – para responder aos desafios trazidos pelo novo coronavírus.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements