⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-07T17:26:04-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Mercados

Bolsas de NY fecham em alta, sustentadas por sinais de que inflação estaria desacelerando

Livro Bege sinalizou que nove dos 12 distritos acompanhados pelo Fed tiveram moderação no ritmo de aumento de preços

7 de setembro de 2022
17:25 - atualizado às 17:26
Prédio da Nyse, Bolsa de Valores de Nova York
Prédio da Nyse, Bolsa de Valores de Nova York - Imagem: Envato

Não faltaram motivos para movimentar os mercados acionários nesta quarta-feira (7). Ainda que por aqui não tenha havido negociação devido ao feriado do Bicentenário da Independência, a vida seguiu normal em outras partes do mundo.

Em Nova York, as bolsas operaram em alta durante todo o dia, mas renovaram máximas após a publicação do Livro Bege do Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA). O documento, que traz um resumo das condições econômicas do país, sinalizou que nove dos 12 distritos acompanhados pelo Fed tiveram moderação no ritmo de aumento de preços.

No entanto, isso não significa que a inflação esteja caindo — muito pelo contrário. De acordo com o Livro Bege, todos os distritos tiveram avanços "substanciais" nos preços, em especial de alimentos.

O S&P 500 encerrou o dia em alta de 1,84%, aos 3.979,99 pontos, já o Nasdaq avançou 2,14% e fechou aos 11.791,90 pontos, enquanto o Dow Jones subiu 1,40%, aos 31.381,65 pontos.

O dólar, por sua vez, se enfraqueceu nesta quarta-feira. O índice DXY, que mede a força do dólar perante uma cesta de outras seis moedas, caiu 0,34%, para 109.840 pontos.

Europa mista

Mais cedo, o mercado europeu passou praticamente o pregão inteiro em queda, com algumas bolsas mostrando alguma recuperação na reta final das negociações.

Do outro lado do Atlântico, nem o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro acima das expectativas animou os investidores. Amanhã (8), o Banco Central Europeu (BCE) define mudanças na sua política monetária e espera-se uma alta nos juros para combater a inflação, que se aproxima dos dois dígitos no continente.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,6%, aos 412,01 pontos. Em Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 0,86%, mas outras praças europeias conseguiram ficar no positivo. Foi o caso de Paris, Frankfurt e Milão, que subiram 0,02%, 0,35% e 0,04%, respectivamente.

Leia mais:

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NA CONTA DA Berkshire Hathaway

Warren Buffett já perdeu US$ 36 bilhões com a Apple neste ano; por que uma das “joias da coroa” do megainvestidor despenca no mercado acionário?

1 de outubro de 2022 - 20:32

Os ativos da gigante de tecnologia acumulam queda de 24% este ano, refletindo o mercado tech e também fatores internos

ELEIÇÕES 2022

Lula não teme golpe de Bolsonaro — petista diz que, se for eleito, “haverá posse”

1 de outubro de 2022 - 19:29

O ex-presidente indicou que acredita na vitória, mas ainda não sabe se ela virá no primeiro ou segundo turno

ELEIÇÕES 2022

Último Datafolha mostra Lula com 50% das intenções de voto, contra 36% de Bolsonaro; petista manteve vantagem e pode levar o pleito no primeiro turno

1 de outubro de 2022 - 18:12

A última pesquisa Datafolha antes do primeiro turno acaba de ser divulgada e mostra que a distância entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) manteve-se a mesma. O levantamento publicado neste sábado indica que Lula tem 50% dos votos válidos contra 36% de Bolsonaro. A pontuação do petista […]

ELEIÇÕES 2022

Lula oscila para baixo, mas mantém vantagem sobre Bolsonaro e ainda pode vencer no primeiro turno, revela última pesquisa do IPEC

1 de outubro de 2022 - 18:06

Lula lidera o levantamento do Ipec, antigo Ibope, com 51% das intenções de voto. Bolsonaro vem em segundo lugar, com 37%

Exclusivo Seu Dinheiro

Dividendos da Petrobras (PETR4) podem ser taxados após as eleições: saiba o que cada candidato à presidência propõe sobre o tema

1 de outubro de 2022 - 17:00

Todos querem cobrar Imposto de Renda sobre seus dividendos, mas Lula, Bolsonaro, Ciro e Simone Tebet têm propostas diferentes sobre o tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies