A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-08-02T17:07:04-03:00
Carolina Gama
HEROÍNA OU VILÃ?

Quem é Nancy Pelosi, a líder democrata que acirrou as tensões entre EUA e China com visita a Taiwan

Pelosi é a primeira mulher a comandar um grande partido nos EUA. Para muitos especialistas, ela é a arma para os democratas e o alvo favorito da oposição republicana; saiba mais sobre essa veterana da política norte-americana

2 de agosto de 2022
17:06 - atualizado às 17:07
Nancy Pelosi, a presidente da Câmara dos EUA, desce escadas com um terno branco e blusa azul
A presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, a democrata Nancy Pelosi - Imagem: Flickr/Julio Obscura

“Você é alguém que faz as coisas melhor do que ninguém”. Foi o que Donald Trump disse para Nancy Pelosi, a líder democrata da Câmara dos Deputados dos EUA, logo após as eleições presidenciais de 2016. 

O recém chegado à Casa Branca reconhecia naquela ligação telefônica o talento de uma veterana na política norte-americana e que daria muito trabalho para o presidente novato. 

Antes de dominar as manchetes mundo afora e enfurecer a China com a polêmica visita a Taiwan, Pelosi ficou conhecida por liderar uma oposição firme ao governo de Trump. A deputada chegou a liderar dois pedidos de impeachment aprovados na Câmara — e que foram rejeitados no Senado na sequência.

Para muitos especialistas políticos, ela é considerada uma arma democrata e o alvo favorito dos republicanos. 

Engana-se, porém, quem acredita que Pelosi navega sobre mar calmo no governo do também democrata Joe Biden

É verdade que ela é aliada de primeira ordem do atual governo por ser a líder da bancada democrata na Câmara, mas, pessoalmente, os dois já tiveram rusgas.

A viagem de Pelosi a Taiwan, desencorajada por Biden segundo a Casa Branca, é só a última delas.

Pelosi quer deixar mais uma marca 

Historicamente contrária à China, Pelosi quer deixar uma marca com a viagem à Taiwan: será dura em suas posições e independente de Biden quando necessário.

E isso não é à toa. Os democratas enfrentam em novembro deste ano novas eleições de meio de mandato, e pesquisas apontam que o partido pode perder para os republicanos a pequena maioria que possui hoje na Câmara e no Senado.

Na semana passada, a urgência do tema levou Biden e o presidente chinês, Xi Jinping, a terem uma rara conversa por telefone — em meio a ameaças de Pequim sobre consequências da viagem de Pelosi. 

A última vez que um oficial norte-americano de escalão equivalente ao de Pelosi havia visitado Taiwan foi em 1997,  quando outro presidente da Câmara, o republicano Newt Gingrich, visitou a ilha e as relações entre EUA e China eram mais amenas. 

Mas quem é Nancy Pelosi?

Nancy Patricia D'Alesandro Pelosi nasceu em 26 de março de 1940 em uma família ítalo-americana formada por Annunciata M. Nancy e Thomas D'Alesandro. Ela é a mais nova dos seis filhos do casal. 

Seu pai foi prefeito de Baltimore, enquanto o irmão de Nancy, Thomas D'Alesandro II, também foi prefeito da mesma área de 1967 a 1971.

Pelosi completou os estudos no Instituto de Notre Dame, que é uma escola católica para meninas. Formou-se em Ciências Políticas do Trinity College em 1962.

Ela começou a namorar Paul Pelosi durante a faculdade e se casou com ele em Baltimore em 7 de setembro de 1963. Logo após o casamento, eles se mudaram para São Francisco. 

O casal tem cinco filhos: Christine, Jacqueline, Alexandra, Paul e Nancy Corinne. Além disso, ela é avó de oito. 

Atualmente, Pelosi mora em Pacific Heights com o marido. Seu patrimônio é estimado em US$ 140 milhões. 

Pelosi discursando contra um esquema tributário do governo Trump que, para ela, aumentou a desigualdade de renda nos EUA - Foto: Julio Obscura/Flickr

A carreira de Nancy Pelosi

Pelosi começou a trabalhar na política em 1969, quando se tornou amiga íntima de Philip Burton, líder do Partido Democrata da Califórnia. 

A carreira política de Pelosi começou em 1976, quando foi eleita membro do Comitê Nacional Democrata. 

No ano seguinte, Pelosi foi eleita chefe do partido na Califórnia e, em 1981, para o Partido Democrata da Califórnia. 

Desde 2002, ela lidera ativamente os democratas da Câmara. Além disso, Pelosi é a primeira mulher a comandar um grande partido político nos EUA. 

Apesar de ser reeleita 17 vezes até o momento, Pelosi representa distritos que têm votado somente em políticos democratas nos últimos 70 anos. Na prática, ela não sofre forte oposição para se eleger.

Talvez, por isso, a imagem de Pelosi não é unanimidade nem mesmo entre os democratas. No histórico recente compilado pela YouGov, Pelosi tem percentual favorável abaixo de Biden tanto entre o eleitor geral quanto só entre os registrados como democratas.

Visão favorável de Pelosi e Biden entre o eleitorado geral dos EUA:

  • Biden: 43%
  • Pelosi: 36%

Visão favorável de Pelosi e Biden entre o eleitorado geral dos EUA:

  • Biden: 81%
  • Pelosi: 72%

Prêmios e conquistas

Nancy Pelosi recebeu inúmeras homenagens durante a carreira política. Em 2006 foi premiada com o Barbara Walters Most Person of the Year Award. No ano seguinte, ela foi homenageada com a Ordem do Mérito da República Italiana pelo Cavaleiro da Grande Cruz da Itália.

Em 2014, Pelosi  ficou em 26º lugar na lista das 100 mulheres mais poderosas do mundo pela Forbes. Em 29 de abril de 2015, ela foi premiada com a Ordem do Sol Nascente pelo Grand Cordon do Japão. 

Mas é na política que Pelosi se destaca. Durante a Guerra do Golfo de 1991, ela se opôs fortemente à intervenção dos EUA.

Pelosi também foi uma grande opositora da tentativa do governo de George W. Bush de 2005 de privatizar parcialmente a Previdência Social. 

Ela foi fundamental na aprovação de muitos dos projetos de lei do governo de Barack Obama, incluindo o Affordable Care Act (a lei de saúde conhecida como Obamacare), o Dodd-Frank Wall Street Reform (a grande reforma financeira após a crise de 2008), o Don't Ask, Don't Tell Repeal Act (a lei que permite homossexuais no exército dos EUA) e o Tax Relief Act de 2010 (a reforma tributária norte-americana).

Na atual administração, Pelosi atuou ativamente para a aprovação dos dois principais projetos — a Lei de Empregos e Investimentos em Infraestrutura e a Lei do Plano de Resgate Americano, que injetou bilhões de dólares na economia dos EUA durante a pandemia de covid-19.

Pelosi anunciou em janeiro de 2022 que buscaria a reeleição como deputada, embora tenha prometido em 2018 não participar mais da corrida à presidência da Câmara. 

Veja também: Quem a Faria Lima apoia nas eleições 2022?

*Com informações do Financial Times, da Newsweek e da Exame

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies