Menu
2019-06-07T18:39:54-03:00
Sem movimento no mercado

Vendas baixas fazem estoques do varejo ficarem estáveis em maio, diz FecomercioSP

Estabilidade nos estoques sinaliza que as vendas estão abaixo do esperado e que houve pausa na reposição dos produtos

21 de maio de 2019
17:32 - atualizado às 18:39
Comércio
Imagem: Fotos Públicas

A estagnação econômica e o decorrente baixo movimento no varejo fizeram com que o Índice de Estoques (IE) do comércio paulistano se mantivesse estável em maio, aos 121,1 pontos, frente aos 121,3 registrados em abril.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 21, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

A estabilidade nos estoques sinaliza que as vendas estão abaixo do esperado e que houve pausa na reposição dos produtos devido à queda dos indicadores de confiança, analisa a assessoria econômica da entidade.

Em maio, 60% dos empresários consideraram que seus estoques estão "adequados", uma proporção similar à média histórica pré-crise. Outros 27,5% disseram ter excesso de mercadorias e 11,6%, estoques baixos.

Os indicadores ficaram estáveis na comparação com abril, quando 27,3% disseram ter excesso de mercadorias e 11,7% declararam falta de produtos.

O Índice de Estoques é calculado mensalmente pela FecomercioSP com base na percepção do varejo sobre o volume de mercadorias estocado nas lojas.

O indicador pode variar de zero, com inadequação total, a 200, sinalizando adequação total dos estoques. Índices acima de 100 são considerados adequados.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

ALÉM DE MORTOS E FERIDOS...

Os ‘falidos’ do coronavírus: veja as empresas que quebraram na pandemia

Companhias aéreas foram as primeiras a sentir o baque, seguidas por empresas que dependem também do turismo ou de viagens corporativas. Varejistas com fraca presença no e-commerce também sofreram com a ausência de clientes.

dados do ministério da Economia

Estatais apresentaram resultado líquido de R$ 109,1 bilhões em 2019, alta de 53%

De acordo com balanço apresentado nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia, isso representa um aumento de 53% em relação ao lucro de 2018 e é o maior valor desde 2008

solução eletrônica

Donas de shoppings investirão menos em expansão e mais em canais digitais

Em vez de priorizarem a construção de novas unidades (“greenfields”) ou a expansão da área dos estabelecimentos já em operação – principais vias de crescimento até então -, será dado cada vez mais peso na integração do comércio físico ao eletrônico

em meio à covid

Fluxo de pessoas em lojas físicas sobe 194% em junho; em shoppings, alta de 126%

No comparativo com junho do ano anterior, porém, o fluxo caiu 75,94% nos shopping centers e 70,94% nas lojas físicas

vice da república

Gestores dos fundos querem ver resultado na redução do desmatamento, diz Mourão

Após reunião com representantes de fundos estrangeiros, Mourão disse que eles não se comprometeram com investimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements