Menu
2019-06-07T18:39:54-03:00
Estadão Conteúdo
Sem movimento no mercado

Vendas baixas fazem estoques do varejo ficarem estáveis em maio, diz FecomercioSP

Estabilidade nos estoques sinaliza que as vendas estão abaixo do esperado e que houve pausa na reposição dos produtos

21 de maio de 2019
17:32 - atualizado às 18:39
Comércio
Imagem: Fotos Públicas

A estagnação econômica e o decorrente baixo movimento no varejo fizeram com que o Índice de Estoques (IE) do comércio paulistano se mantivesse estável em maio, aos 121,1 pontos, frente aos 121,3 registrados em abril.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 21, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

A estabilidade nos estoques sinaliza que as vendas estão abaixo do esperado e que houve pausa na reposição dos produtos devido à queda dos indicadores de confiança, analisa a assessoria econômica da entidade.

Em maio, 60% dos empresários consideraram que seus estoques estão "adequados", uma proporção similar à média histórica pré-crise. Outros 27,5% disseram ter excesso de mercadorias e 11,6%, estoques baixos.

Os indicadores ficaram estáveis na comparação com abril, quando 27,3% disseram ter excesso de mercadorias e 11,7% declararam falta de produtos.

O Índice de Estoques é calculado mensalmente pela FecomercioSP com base na percepção do varejo sobre o volume de mercadorias estocado nas lojas.

O indicador pode variar de zero, com inadequação total, a 200, sinalizando adequação total dos estoques. Índices acima de 100 são considerados adequados.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies