Menu
2019-09-18T18:43:52-03:00
Grandes apostas

Varejo ganha 3.328 novas lojas no 1º semestre

Até o fim do ano, a expectativa da CNC é de que devem ser inauguradas por dia cerca de 30 lojas com ao menos um empregado com carteira assinada

18 de setembro de 2019
18:43
Shopping center
Imagem: Shutterstock

A expectativa por uma melhora no consumo das famílias no segundo semestre deve acelerar o ritmo de abertura de novos estabelecimentos varejistas. Até o fim do ano, devem ser inauguradas por dia cerca de 30 lojas com ao menos um empregado com carteira assinada, segundo projeção de um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Nos primeiros seis meses de 2019, abriram as portas 3.328 estabelecimentos comerciais geradores de postos de trabalho em todo o território brasileiro. A CNC projeta para a segunda metade do ano uma inauguração líquida de 5,4 mil estabelecimentos comerciais, totalizando 8,7 mil novos pontos de vendas. No entanto, se confirmada essa previsão, a expansão deste ano ainda seria menor do que no ano passado, quando o saldo de lojas totalizou 11,7 mil.

"É um dado positivo, mas teve certa perda de fôlego, como ocorreu com as próprias vendas no varejo. Isso tem relação com as expectativas. A economia cresceu 1% no ano passado e no ano retrasado, mas neste ano a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) foi revisada para um crescimento menor", justificou o economista Fabio Bentes, da Divisão Econômica da CNC.

Durante a crise econômica, o País teve um fechamento de 223 mil lojas - no período que se estendeu do primeiro semestre de 2015 ao primeiro semestre de 2017. Passada a recessão, o número de estabelecimentos varejistas voltou a crescer no segundo semestre de 2017, embora ainda timidamente.

"Se as previsões atuais se confirmarem e se nada atrapalhar, o varejo terá recuperado ao fim de 2019 cerca de 10% das lojas que fecharam de 2015 a 2017. Olha o tamanho do estrago que a recessão fez no comércio", observou Bentes.

No primeiro semestre deste ano, o maior número absoluto de novas lojas foi no segmento de hipermercados e supermercados, com mais 2.716 estabelecimentos. Também foram abertas mais 450 lojas de utilidades domésticas e eletroeletrônicos, além de outras 397 no ramo farmácias, drogarias e perfumarias.

"Esses setores que comercializam bens essenciais tendem a concentrar a abertura de lojas do varejo até que haja uma melhora mais significativa do mercado de trabalho", disse Bentes.

O economista da CNC acredita que as medidas de estímulo ao consumo - como a liberação de recursos extraordinários do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) -, as taxas de juros mais baixas e a inflação em patamares comportados beneficiem o comércio varejista, mas a aceleração no ritmo de abertura de novos pontos de vendas depende ainda de uma conjuntura mais favorável da confiança e do emprego.

O porcentual de varejistas dispostos a investir na ampliação ou abertura de novas lojas é o maior (45,8%) dos últimos quatro anos para meses de setembro. Entretanto, essa proporção ainda se encontra significativamente abaixo das intenções de investimento relatadas até 2014.

Os empresários dos Estados do Amapá (65,7%), Tocantins (59,3%) e Rondônia (58,0%) registraram os maiores porcentuais de intenções de investimento.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Em pronunciamento

Em pronunciamento, Maia faz convite à “pacificação dos espíritos”

Sem citar as crises institucionais do Executivo ou mesmo chefes de outros Poderes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez um pronunciamento nesta terça-feira

Renda imobiliária

Vitreo lança primeira carteira de fundos imobiliários e quer captar R$ 100 milhões

Após colocar em operação sua distribuidora de valores no início de maio, a Vitreo lança sua primeira carteira administrada composta de diferentes fundos imobiliários

Esperanças para o fim da crise

Conheça três dos principais estudos que buscam uma vacina contra o coronavírus – e que mexem com o mercado

Notícias do avanço de pesquisas sobre vacinas contra o coronavírus costumam impactar o mercado, que espera ansiosamente por uma solução.

Coronavírus na estatal

Petrobras tem 181 empregados com covid-19 e 510 recuperados, diz MME

A empresa não registra nenhum óbito entre os seus contratados, segundo o MME

De mãos dadas

Ministros militares agora negociam com o Centrão

Partiu do general reformado Augusto Heleno Ribeiro, o atual ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), na convenção do PSL que confirmou a candidatura de Jair Bolsonaro ao Planalto em julho de 2018, um dos mais duros ataques ao Centrão. Agora, andam de mãos dadas

ENERGIA

Aneel propõe empréstimo de R$ 15,4 bi a elétricas para evitar tarifaço

O financiamento visa cobrir custos gerados pela crise da covid-19 no setor elétrico e evitar um reajuste médio imediato de cerca de 12% no meio da pandemia.

em meio à crise

Governo pretende gastar R$ 44 mil com esteira ergométrica para Mourão

Justificativa para a procura é que o Palácio do Jaburu não tem aparelho “minimamente adequado” e que atenda aos “princípios da ergonomia e biomecânica”

dados do bc

Despesas de brasileiros no exterior foram as menores para abril desde 1999

Gastos de estrangeiros no País também caíram de forma dramática e somaram US$ 113 milhões em abril, o pior resultado para o mês de 1997

PREÇO SUBINDO

Petrobras anuncia alta de 5% no preço da gasolina e de 7% no diesel na refinaria

Cenário de alta para o preço do petróleo pela expectativa de avanços na descoberta de uma vacina para o novo coronavírus (covid-19).

PIOR QUE O ESPERADO

Fitch corta previsão para PIB do Brasil, de contração de 4% para queda de 6%

Em relatório divulgado nesta terça-feira, 26, a instituição cita a “deterioração da crise de saúde” provocada pelo coronavírus no País.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements