🔴 PRIO3 E +9 AÇÕES PARA COMPRAR AGORA – ASSISTA AQUI

Estadão Conteúdo
Quinta alta consecutiva

Confiança do empresário do comércio cresce 2,1% em março ante fevereiro, diz CNC

Demora de aprovação de reformas, como a da Previdência, fizeram a CNC reduzir a expectativa de vendas do comércio em 2019 de 5,6% para 5,4

Comércio
Imagem: Fotos Públicas

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) subiu 2,1% em março deste ano na comparação com o mês anterior e 10,9% na comparação com março do ano passado, alcançando 127,1 pontos. O resultado ficou acima da zona de satisfação e é a melhor pontuação desde novembro de 2018 da pesquisa produzida mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Apesar disso, a demora de aprovação de reformas, como a da Previdência, fizeram a CNC reduzir a expectativa de vendas do comércio em 2019 de 5,6% para 5,4%.

"Porcentualmente, a confiança do setor é a maior para meses de março desde 2012, e o índice nacional só não registrou melhor resultado devido a fatos como a letargia na recuperação do mercado de trabalho e dificuldades para aprovação de reformas como a da Previdência", explicou a CNC em nota.

Esta é a quinta alta consecutiva no índice, informou a CNC, que ressaltou no entanto que o ritmo de alta do otimismo está mais lento em março do que nos últimos meses. "Além das dificuldades de estimular o crescimento mais vigoroso da economia, contratempos na esfera política poderão comprometer a aprovação das reformas essenciais. Ainda assim, o cenário de investimentos no setor, para o decorrer do ano, ainda não está comprometido", disse o economista-chefe da Confederação, Fabio Bentes.

Segundo a CNC, o índice que mede o otimismo dos empresários no curto prazo se manteve estável em alta de 0,2% de fevereiro para março, sendo freado pela expectativa menor de desempenho do setor nos próximos meses. O início de ano mais fraco que o esperado no varejo foi o que levou a CNC a revisar para 5,4% a expectativa em relação à variação das vendas no varejo neste ano. "Ainda assim, o varejo segue uma tendência de recuperação, mesmo que lenta", destacou a CNC.

Segundo os subíndices do Icec ligados a investimentos, as intenções na contratação de funcionários e na ampliação do número de lojas se encontram nos maiores patamares para meses de março desde 2012 e 2014, respectivamente.

Entre os entrevistados, 72% relataram disposição para contratar funcionários nos próximos meses, enquanto 47,7% têm planos de investir em novas lojas ou ampliação dos pontos de vendas atuais. Já em relação ao nível dos estoques, 23,7% dos entrevistados os consideram "acima do adequado" - menor porcentual para meses de março desde 2014 (23,0%).

O emprego no setor avançou 1% no ano passado (+71 mil vagas), e, pela primeira vez desde 2014, o saldo entre aberturas e fechamentos de lojas com vínculos empregatícios foi positivo (8,1 mil estabelecimentos comerciais em 2018).

Para este ano, a CNC projeta saldo positivo de 102 mil postos de trabalho no setor e mais 23,3 mil novos pontos de venda.

Compartilhe

Rublo em disparada

Apesar de sanções, o rublo está no seu maior patamar em sete anos — mas isso não é uma boa notícia para Putin

23 de junho de 2022 - 11:55

Moeda russa se valorizou quase 250% desde março; entenda o que isso representa para a economia do país

Dias difíceis para o varejo

Westwing (WEST3) perde diretor financeiro e RI; ações da varejista online de móveis e decoração caem mais de 80% desde IPO

20 de junho de 2022 - 11:45

Thiago Deiab renunciou ao cargo após pouco mais de um ano na cadeira de diretor financeiro e de relações com investidores da Westwing; ações reagem em queda

DIMINUINDO A VELOCIDADE

Luz amarela no e-commerce: XP corta preço-alvo de Americanas (AMER3), Magalu (MGLU3), Via (VIIA3) e Enjoei (ENJU3)

9 de fevereiro de 2022 - 14:04

Inflação e juros altos são motivos de tensão para essas empresas, que podem ter na Copa do Mundo e na competição mais racional o ponto de virada para o desempenho deste ano

BATALHA PELO CLIQUE

Mercado Livre lidera, mas Shopee avança em ranking de sites de comércio eletrônico mais acessados em dezembro; confira a lista

18 de janeiro de 2022 - 17:19

Americanas e Amazon completam o pódio dos sites com maior acesso. Site de viagens Booking ganhou oito posições e é o único do setor de turismo na lista

GUERRA DO E-COMMERCE

Shopee ultrapassa Mercado Livre e se torna a queridinha dos clientes brasileiros; Magazine Luiza e Via ficam para trás

12 de janeiro de 2022 - 18:50

Empresa asiática que veio disputar as vendas pela internet no país aparece com o maior índice de satisfação dos clientes, segundo pesquisa do Bank of America; Magazine Luiza e Via patinam

BIG DATA

Inteligência artificial a serviço do consumidor: Infracommerce (IFCM3) compra Tevec e dá mais um passo para disputar espaço com MagaLu, Mercado Livre e Amazon

3 de janeiro de 2022 - 12:01

Com aquisição revelada hoje, Infracommerce reforça sua posição para enfrentar gigantes do comércio eletrônico

A BOLSA COMO ELA É

Black Friday decepciona varejo e é hora de jogar na defensiva na bolsa; veja como começar 2022

30 de novembro de 2021 - 10:58

Resultado fraco de vendas induz revisão das expectativas para o varejo brasileiro no futuro próximo; o momento é de defesa

SEU DINHEIRO CONVIDA

Fortalecimento do e-commerce exige aliar o que há de melhor em mercadorias, abastecimento e informações

11 de novembro de 2021 - 5:55

Empresas devem refletir sobre como podem otimizar seus processos, comparando e gerenciando dados para melhorar significativamente a experiência de compra dos consumidores online

E-Commerce

Amazon acelera atração de lojistas brasileiros

10 de outubro de 2021 - 8:50

Empresa lança plataforma que coletará produtos no endereço dos vendedores; a gigante americana também vai abrir espaço em seu estoque para mercadorias de terceiros

Reflexo da retomada

Demanda em alta: Energisa (ENGI11) registra alta na venda de energia em julho – Veja os números

27 de agosto de 2021 - 7:23

Segundo boletim mensal da companhia, desempenho foi impulsionado principalmente pelos clientes dos segmentos de comércio e indústria

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies