A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-04-26T11:12:45-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
na mesma

Confiança da construção e do comércio ficam estáveis em abril ante março, diz FGV

Construção ficou em 82,5 pontos — e em médias móveis trimestrais, o indicador recuou pelo segundo mês consecutivo, ao cair 1,0 ponto em abril. Já Comércio registrou 96,8 pontos —  em médias móveis, o indicador recuou 2,3 pontos, na segunda queda consecutiva

26 de abril de 2019
11:12
Operários em construção de usina siderúrgica da Gerdau, em Araçariguama, no interior de São Paulo
Operários em construção de usina siderúrgica da Gerdau, em Araçariguama, no interior de São Paulo - Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

O Índice de Confiança da Construção e o Índice de Confiança do Comércio ficaram estáveis em abril ante março, informou nesta sexta-feira, 26, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Construção ficou em 82,5 pontos — e em médias móveis trimestrais, o indicador recuou pelo segundo mês consecutivo, ao cair 1,0 ponto em abril. Já Comércio registrou 96,8 pontos —  em médias móveis, o indicador recuou 2,3 pontos, na segunda queda consecutiva.

A coordenadora de projetos de construção do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre/FGV), Ana Maria Castelo, afirma que o pessimismo com os negócios está aumentando entre os empresários do setor da construção.

"A percepção dominante entre os empresários é de que a atividade se mantém no mesmo patamar de um ano atrás. Enfim, a sondagem de abril reforça a percepção de que o setor não está conseguindo deslanchar como se esperava, refletindo um cenário bastante incerto para o investimento em 2019", diz.

Em abril, a FGV explicou que a estabilidade foi garantida pela melhora da situação atual. O Índice de Situação Atual (ISA) subiu 1 ponto no mês, para 73,0 pontos, retornando ao nível de outubro de 2018. O desempenho melhor foi influenciado pelo grau de satisfação com a situação atual dos negócios, que avançou 2 pontos, para 75,6 pontos.

O Índice de Expectativas (IE), por sua vez, caiu 1,1 ponto, passando para 92,4 pontos, refletindo o menor otimismo com a situação dos negócios para os próximos seis meses, que teve redução de 3 pontos atingindo 92,8 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) avançou 0,9 ponto porcentual, para 66,2%. Tanto o Nuci para Máquinas e Equipamentos quanto o Nuci para Mão de Obra também subiram 0,3 e 1 ponto porcentual, respectivamente.

Em relação ao índice do comércio, também em abril houve piora na confiança em nove dos 13 segmentos pesquisados. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) subiu 3,3 pontos, para 92,3 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE-COM), recuou 3,2 pontos, para 101,4 pontos.

"A queda adicional do Índice de Expectativas para um nível próximo aos 100 pontos indica que o setor trocou a postura otimista do início do ano por uma mais cautelosa em relação aos próximos meses. Como mostra a alta do Índice de Situação Atual no mês, o cenário ainda é de recuperação, mas esta tende a ser gradual, sob influência dos altos níveis de incerteza e da baixa confiança do consumidor", avaliou Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio no Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

*Com Estadão Conteúdo

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

IMPASSE CONTINUA

Vitória do governo ameaçada? FUP vai à Justiça para anular resultado de assembleia que elegeu novo conselho da Petrobras (PETR4)

19 de agosto de 2022 - 20:20

A FUP vai centrar argumentação contra a eleição a conselheiros de dois nomes barrados pelo Comitê de Elegibilidade da estatal

1ª troca em 20 anos

Americanas (AMER3) anuncia Sergio Rial, ex-CEO do Santander, para o comando da companhia no lugar de Miguel Gutierrez

19 de agosto de 2022 - 19:17

Trata-se da primeira troca no cargo de diretor presidente da varejista em 20 anos; Rial assumirá cargo no início do ano que vem

Acionistas felizes

Dividendos: Telefônica (VIVT3) e Marfrig (MRFG3) pagam nova rodada de proventos. Veja as condições para receber

19 de agosto de 2022 - 19:14

A Telefônica não fixou data para o pagamento dos dividendos, mas segundo a companhia, os créditos serão realizados até 31 de julho de 2023

VAI DISPARAR?

Polo Capital aumenta participação na Tenda (TEND3) e se aproxima do gatilho para “poison pill”; construtora discutirá fim do mecanismo em assembleia

19 de agosto de 2022 - 18:36

O movimento ocorre poucos dias após a companhia anunciar que, atendendo a um pedido da gestora, vai convocar uma Assembleia Geral Extraordinária para discutir a exclusão da “poison pill” de seu estatuto social

FECHAMENTO DO DIA

Frente fria chega ao Ibovespa e índice recua 1,12% na semana; dólar vai a R$ 5,16

19 de agosto de 2022 - 18:33

Apesar da semana calma, o Ibovespa refletiu a cautela com os juros americanos e a queda das commodities

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies