Menu
2019-04-03T17:52:53-03:00
Estadão Conteúdo
Sem volta

UE reitera que acordo do Brexit não está aberto para renegociações

Conselho Europeu disse que seguirá acordo concluído em novembro e reiterou que o bloco não está aberto para novas negociações

14 de dezembro de 2018
8:44 - atualizado às 17:52
Bandeiras do Reino Unido e da União Europeia
Imagem: shutterstock

Os líderes da União Europeia emitiram comunicado na noite desta quinta-feira onde ressaltam que o bloco não está aberto a renegociações sobre o acordo do Brexit além do que já foi negociado com o Reino Unido.

"O Conselho Europeu reitera as conclusões de 25 de novembro de 2018, nas quais aprovou o acordo do Brexit e aprovou a declaração política. A União mantém esse acordo e pretende proceder com sua ratificação. Não está aberta uma renegociação", aponta documento divulgado há pouco pelo bloco.

A UE aponta, ainda, que o Conselho Europeu pretende estabelecer uma "parceria tão estreita quanto possível com o Reino Unido" no futuro e relata que está pronta para embarcar nesses preparativos "imediatamente após a assinatura do acordo do Brexit para garantir que as negociações possam começar o mais rápido possível após a retirada do Reino Unido".

Além disso, a UE comenta que o "backstop", mecanismo para evitar uma fronteira física entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, "destina-se a ser uma apólice de seguro para garantir a integridade do mercado único. É a firme determinação da União em trabalhar rapidamente num acordo subsequente que estabeleça, até 31 de dezembro de 2020, disposições alternativas, de modo que o mecanismo de proteção não seja acionado".

Fronteira rígida

Para o Conselho Europeu, se o "backstop" se mantiver, ele se aplicará temporariamente "a menos e até que seja substituído por um acordo posterior que garanta a eliminação de uma fronteira rígida".

Em coletiva de imprensa dada após a divulgação do documento, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou que a UE divulgará documentos para um cenário de Brexit sem acordo em 19 de dezembro.

Ele comentou, ainda, que o debate sobre o processo de saída do Reino Unido do bloco tem se mostrado "nublado e impreciso" algumas vezes, mas cobrou posicionamento dos britânicos ao dizer que "nossos amigos precisam definir o que querem".

Juncker também pontuou que não se sente confortável com a ideia de que a Europa deva fornecer respostas para dificuldades do Reino Unido no momento em que são os britânicos que estão saindo do bloco e aproveitou a coletiva para alfinetar a primeira-ministra britânica, Theresa May.

De acordo com ele, "May está lutando duro, mas não estamos vendo resultados". A premiê esteve em Bruxelas para a cúpula da UE um dia após ter vencido uma moção de desconfiança movida contra ela por integrantes do próprio partido.

Na imprensa britânica, há relatos de que o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, considera apresentar um voto de desconfiança contra o governo antes do Natal caso May não consiga garantir mudanças no acordo do Brexit.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Airbus A320

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar

A Itapemirim diz que a segunda aeronave Airbus A320 de sua frota deve chegar ao aeroporto de Confins (MG) neste domingo

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies