⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2018-12-04T19:49:22-02:00
Estadão Conteúdo
Novas mudanças trabalhistas no radar

‘Hoje em dia é muito difícil ser patrão no Brasil, não há dúvida’, diz Bolsonaro

Presidente eleito defendeu um aprofundamento da reforma trabalhista, com medidas favoráveis aos empregadores

4 de dezembro de 2018
19:49
Jair Bolsonaro
Bolsonaro: "na última reforma trabalhista, que votei favorável, já tivemos reflexo positivo, número de ações trabalhistas caiu pela metade" - Imagem: Jose Cruz /Agencia Brasil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, reafirmou nesta terça-feira, 4, em coletiva de imprensa, que "hoje em dia continua muito difícil ser patrão no Brasil". Bolsonaro defendeu um aprofundamento da reforma trabalhista em seu governo, com medidas mais favoráveis aos empregadores para estimular novas contratações. A ideia também foi apresentada a parlamentares do MDB e do PRB em reuniões no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da equipe de transição.

"Na última reforma trabalhista, que votei favorável, já tivemos reflexo positivo, número de ações trabalhistas caiu pela metade. Mas hoje em dia continua sendo muito difícil ser patrão no Brasil", criticou o presidente.

No ano passado, o Congresso aprovou projeto do presidente Michel Temer que muda trechos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e prevê pontos que poderão ser negociados entre empregadores e empregados e, em caso de acordo coletivo, passarão a ter força de lei.

Bolsonaro não quis entrar em detalhes sobre como seria feito o aprofundamento. "Estamos estudando. Não basta ter direitos e não ter empregos, esse é o grande problema que existe", declarou em conversa com jornalistas.

O presidente eleito também contou que tem recomendado a empregadores que "entrem na guerra" pela mudança da legislação. "Tenho dito que vão ter que entrar nessa guerra, não dá para deixar só com governo. Alguns dizem que podemos nos aproximar da legislação de outros países como os Estados Unidos, mas acho que seria aprofundar demais."

Segundo ele, em reuniões com representantes do setor produtivo há reclamação de que "com a legislação trabalhista ainda está complicado empregar no Brasil". "Eles têm dito que o Brasil é o país dos direitos, mas não tem emprego. Então isso tem que ser equacionado um dia. Eles têm dito, não sou eu, o trabalhador vai ter que decidir, um pouquinho menos de direitos e emprego ou todos os direitos e desemprego."

Sobre a dissolução do atual Ministério do Trabalho, ele disse que a pasta funcionava como "sindicato do trabalho, e não como ministério". "Nenhum trabalhador vai perder direitos ou ser prejudicado tendo em vista a não existência do ministério do trabalho", garantiu.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Fora do ar

App do Itaú passa por segundo dia de instabilidade e clientes reclamam

30 de setembro de 2022 - 11:14

Na quinta-feira, Pix do Itaú e outros bancos já havia ficado fora do ar. Bancos alegaram instabilidade, mas não deram maiores detalhes

ELEIÇÕES 2022

Expectativas frustradas: Debate da Globo termina em 0 x 0 entre Lula e Bolsonaro, mas deixou um perdedor que pode definir a eleição

30 de setembro de 2022 - 11:05

Desempenho fraco de Ciro Gomes pode ser decisivo para definir uma disputa já afunilada há tempos entre Lula e Bolsonaro

CRYPTOSTORM

Como o metaverso deixará de ser o ‘Zoom com avatares’ e se tornará um universo digital? Analistas de criptomoedas e tecnologia respondem

30 de setembro de 2022 - 10:18

“Pra mim só existe o metaverso se a Nvidia for capaz de viabilizar isso. Não tem ninguém que esteja nem sequer perto do que esses caras estão fazendo”, afirma Richard Camargo

Conteúdo especial

Eleições 2022: petroleira privada e mais 3 ações ganham holofotes para 2023, com votação abrindo espaço para Ibovespa subir 25%; entenda

30 de setembro de 2022 - 10:00

Petroleira e ações do setor de saúde, bancário e do ramo de energia se destacam; entenda a fundo no material gratuito que liberamos

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos — Direito de resposta: podemos pelo menos respirar no final do trimestre?

30 de setembro de 2022 - 9:45

O fim do terceiro trimestre conta com inúmeras frentes para prestarmos atenção: os riscos geopolíticos e de inflação não diminuem, enquanto as expectativas de crescimento menor continuam a permear o ambiente de investimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies