Menu
2018-10-29T00:02:22-03:00
UFA!

Paulo Guedes: O foco do programa econômico será o controle de gastos

Assessor econômico de Bolsonaro disse que prioridade é reforma da Previdência e ‘acelerar privatizações’

29 de outubro de 2018
0:02
Paulo Guedes
Paulo Guedes - Imagem: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

O assessor econômico do presidente eleito Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, afirmou na noite deste domingo, 28, que o foco do programa econômico do próximo governo será o controle dos gastos públicos, com destaque para a Previdência, para os gastos com juros e com a máquina pública.

"O programa econômico tem um diagnóstico claro. O Brasil teve 30 anos de expansão de gastos públicos, descontrolados", afirmou Guedes, ao chegar o hotel Windsor Barra, após deixar caminhando a casa de Bolsonaro, na zona oeste do Rio. "Primeiro grande item (dos gastos públicos) é a Previdência. Precisamos de uma reforma da Previdência", disse o economista.

Para atacar o segundo grande item dos gastos públicos, a despesa com juros, a estratégia é "acelerar as privatizações". Já para atacar o terceiro maior item dos gastos públicos, os gastos com a máquina pública, a estratégia é fazer uma reforma do Estado.

"Além disso vamos simplificar e reduzir impostos, vamos eliminar encargos e impostos trabalhistas sobre a folha de pagamentos, para gerar em dois três anos 10 milhões de empregos novos. Vamos regulamentar corretamente, fazer os marcos regulatórios para investimentos na área de infraestrutura", afirmou Guedes.

Questionado se é possível zerar o déficit fiscal em um ano, como já declarou, Guedes disse: "Vamos tentar (zerar o déficit fiscal). Claro que é factível". Segundo o economista, o programa econômico será anunciado em blocos temáticos. "Não tem uma medida, não tem congelamento de preços, congelamento de ativos", afirmou Guedes. "Vamos anunciar blocos de medidas. Tem uma abertura gradual da economia, tem um ataque do déficit fiscal", completou.

O assessor econômico defendeu ainda a alternância de poder no governo federal. "Somos uma democracia estabilizada. Estamos aperfeiçoando nossas instituições", disse Guedes.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ESTÍMULO PARA AS EMPRESAS

China anuncia medidas para ampliar crédito a empresas atingidas pelo coronavírus

Em reunião presidida pelo primeiro-ministro Li Keqiang, o conselho disse que aumentará em 500 bilhões de yuans (US$ 71,2 bilhões) a cota de refinanciamento para empréstimos de bancos a pequenas empresas e fazendeiros

EM BUSCA DE PROTEÇÃO

Temor global com coronavírus faz ouro alcançar maior cotação desde 2013

Apenas neste ano, o ETF acumula alta de 8,25%. A razão para a valorização é uma só: ele é considerado porto seguro de quem investe quando o cenário externo parece mais incerto

JUROS

Crescem apostas do mercado de que FED pode cortar juros nas próximas reuniões

Dados do CME Group mostram que os investidores enxergam 18,8% de chance de um novo corte de juros de 0,25 ponto porcentual na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) de março

CRIPTOMOEDAS

Buffett volta a dizer que “criptomoedas não têm valor e que nunca terá uma”

Apesar de não gostar muito das moedas digitais, o bitcoin não vem fazendo feio. Nos últimos 12 meses, a criptomoeda acumula valorização de 191,50%

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

No radar: Mercados com os nervos à flor da pele

Olá! Os mercados brasileiros continuam fechados nesta terça-feira (25), por causa do Carnaval. O timing dessa parada foi oportuno, já que, lá fora, o clima é de enorme tensão entre os investidores. O aumento súbito nos casos de coronavírus fora da China fez as bolsas globais despencarem na segunda-feira (24). E, hoje, a situação não […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

BC quer criação de fundo para projetos de tecnologia

Os recursos virão de valores pagos pelos bancos ao BC, para uso de sistemas tecnológicos

AS DICAS DO GURU

Coronavírus é ‘assustador’, mas não é hora de vender ações, para Warren Buffett

“Compramos ações para ficar por 20, 30 anos e achamos que o cenário para 20, 30 anos não mudou pelo coronavírus.”

AÇÕES

ADRs do Brasil fecham em forte queda em NY; Vale cai 7,5% e Petrobras recua 6,7%

Os grandes bancos também amargaram perdas importantes em Nova York, embora menores que Petrobras e Vale

OLHO NO VÍRUS

Brasil amplia lista de países para definir suspeitos de coronavírus

Com a nova atualização, a lista agora inclui, além da Itália, Alemanha, França, Austrália, Filipinas, Malásia, Irã e Emirados Árabes

CORONAVÍRUS

Impacto do coronavírus na economia ficará mais claro em 3 a 4 semanas, diz Mnuchin

“Não acho que as pessoas deveriam estar entrando em pânico mas, por outro lado, é preocupante”, disse o secretário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements