Menu
2019-04-20T15:34:54-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Novo governo

Bolsonaro anuncia General Fernando Azevedo para Defesa

Fernando Azevedo e Silva é assessor do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e amigo de longa data do presidente eleito

13 de novembro de 2018
11:21 - atualizado às 15:34
General Fernando Azevedo e Silva –
General Fernando Azevedo e Silva - - Imagem: Reprodução

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou o General de Exército da reserva, Fernando Azevedo e Silva, como ministro da Defesa de seu governo.

O anúncio foi feito pelo seu Twitter na manhã desta terça-feira, 13:

Azevedo e Silva é assessor do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e foi indicado para a Defesa depois que o general da reserva Augusto Heleno Ribeiro resolveu assumir o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e não mais a pasta, como inicialmente previsto.

O novo indicado é amigo de Bolsonaro desde os tempos do Exército. Ele foi designado pelo comandante do Exército, Eduardo Villas Boas, para assessorar o presidente do STF em fevereiro. Azevedo e Silva é natural da cidade do Rio de Janeiro.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

nos eua

Presidente do Fed descarta elevação preventiva de juros e vê inflação atual como temporária

Jerome Powell atribuiu a alta dos preços à retomada da demanda em quadro de oferta ainda limitada em alguns segmentos

espaço para mais ganhos

Credit Suisse vê Totvs protegida contra inflação e aponta impulso com PIB

Analistas do banco lembram que empresa repassa a alta dos preços para os contratos anuais; papéis TOTS3 já subiram mais de 80% no último ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies