⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-04-04T14:19:02-03:00
Estadão Conteúdo
Contas públicas no vermelho

Tesouro estima que resultado primário do ano fique R$ 20 bilhões melhor do que a meta

Governo traça como meta para 2019 um déficit de até R$ 159 bilhões

29 de novembro de 2018
16:36 - atualizado às 14:19
Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional
Setor público consolidado deve encerrar o ano R$ 42 bilhões melhor do que a metaImagem: Gustavo Raniere

Com o superávit primário de R$ 9,451 bilhões registrado em outubro, o Tesouro Nacional passou a estimar resultados melhores que a meta tanto para o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) quanto para o setor público consolidado (que inclui Estados, municípios e estatais).

De acordo com sumário executivo divulgado pelo órgão, o resultado do governo central pode ficar cerca de R$ 20 bilhões melhor do que a meta do ano, que admite um déficit de R$ 159 bilhões. Isso é explicado principalmente pelo "empoçamento" de recursos nos ministérios, que, até outubro, foi de R$ 13 bilhões. São despesas já autorizadas, mas que as pastas não conseguem pagar por questões burocráticas ou por atrasos em obras, por exemplo. A estimativa é que o "empoçamento" chegue a R$ 15 bilhões até o fim do ano. Além disso, o Tesouro prevê um gasto menor do que a programação nas despesas obrigatórias, que deve alcançar R$ 5 bilhões em 2018.

O órgão estima que resultado do setor público consolidado deve encerrar o ano R$ 42 bilhões melhor do que a meta, que admite um déficit de R$ 161,3 bilhões. A projeção é que os entes nacionais tenham um superávit primário R$ 12,4 bilhões acima da meta e as estatais de R$ 9,6 bilhões.

"O possível excesso de resultado primário em relação à meta não diminui o desafio fiscal brasileiro, cuja superação passa por reformas que estabilizem a dinâmica das despesas obrigatórias e pela geração de um resultado primário positivo que coloque a dívida pública bruta do governo geral em trajetória cadente", afirma o documento.

Outubro

O Tesouro atribuiu o resultado positivo de outubro ao aumento da receita (2,6%) que decorreu de receitas do leilão da 4ª rodada de partilha de pré-sal e do crescimento de compensações financeiras, explicado pela elevação na taxa de câmbio e no preço internacional de petróleo.

O texto chama a atenção para o fato de o resultado do Tesouro Nacional no ano (R$ 96,9 bilhões) ser o maior dos últimos cinco anos, esforço esse que está sendo consumido pelos déficits crescentes na Previdência Social (R$ 168,3 bilhões até outubro).

"É latente a necessidade de implementação de reformas fiscais estruturais para viabilizar a retomada de uma trajetória de superávits primários", completa, ressaltando que a principal reforma é a da Previdência.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

FOTOGRAFIA FINAL

Ipespe: Lula (PT) segue estável e Bolsonaro (PL) oscila dois pontos — saiba o que a pesquisa traz de novo na véspera da eleição

1 de outubro de 2022 - 13:32

A última pesquisa Ipespe antes do primeiro turno das eleições presidenciais, aponta que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 46% dos votos válidos contra 33% de Bolsonaro

APESAR DAS DIVERGÊNCIAS

“Efeito Meirelles” nas eleições? Saiba por que o ex-presidente do BC declara voto em Lula (PT)

1 de outubro de 2022 - 12:25

O economista defende que o eventual governo do petista poderia “recuperar a economia”, além da responsabilidade fiscal nas contas públicas

VERSÃO DIGITAL

e-Título: Prazo para baixar o título digital termina neste sábado (1); saiba como usar o aplicativo na hora de votar

1 de outubro de 2022 - 11:27

O título de eleitor digital pode ser baixado nas lojas de aplicativos do celular até as 23h59 e pode ser apresentado como documento oficial

SEGUNDO TURNO VEM AÍ?

Distância entre Lula e Bolsonaro continua de 8 pontos, segundo CNT/MDA — confira os detalhes da nova pesquisa

1 de outubro de 2022 - 10:28

Segundo o levantamento, o petista tem 44,2% das intenções de voto, enquanto o presidente que tenta a reeleição subiu dois pontos, para 36,3%

Conteúdo exclusivo

Dividendos em perigo? Bolsonaro, Lula e outros candidatos querem taxar seus proventos e podem atacar sua estratégia de renda extra em 2023

1 de outubro de 2022 - 10:00

Analista avalia que comportamento das boas pagadoras de dividendos pode mudar – e 4 ações se destacam

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies