🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
A BOLSA HOJE

Esquenta dos mercados: Covid-19 volta a assustar e exterior amanhece em queda, com pressão sobre commodities e criptomoedas

O cenário doméstico deve ficar em segundo plano, com a aversão ao risco tomando conta das bolsas pelo mundo

Renan Sousa
Renan Sousa
26 de novembro de 2021
7:58 - atualizado às 9:47
Business,And,Money,In,Covid,19,Crisis,-,International,Money
O pregão mais curto nos Estados Unidos pode reduzir a liquidez dos mercados internacionaisImagem: Shutterstock

A volta da covid-19 volta a assustar as bolsas pelo mundo, com a descoberta de uma nova variante na África do Sul, o que gerou uma reação global na manhã desta sexta-feira (26). Na volta do feriado nos Estados Unidos, as bolsas operam em forte queda e a aversão ao risco deve influenciar o Ibovespa direta ou indiretamente. 

Além dos índices da Ásia fecharem em queda e a Europa também operar no vermelho, os futuros de Nova York apontam para uma abertura negativa e a pressão sobre as commodities, em especial o petróleo, é grande. Nem o bitcoin (BTC) se salvou do mau humor dos investidores e também recua pela manhã. 

O cenário internacional deve se sobrepor ao noticiário doméstico, que já não conta com grandes novidades sobre as pautas que movimentaram a semana, como a PEC dos precatórios e a MP do Auxílio Brasil

No pregão de ontem (25), o Ibovespa voltou ao nível dos 105 mil pontos, em uma alta de 1,24%, aos 105.811 pontos. O dólar à vista recuou 0,53%, a R$ 5,5650. O mercado de juros finalizou o dia de forma mista, com um alívio na ponta mais curta, mas avanço das taxas de vencimento mais longas.

Confira o que deve movimentar a bolsa hoje: 

Nova variante

A covid-19 voltou a pressionar os mercados internacionais nesta sexta-feira. A descoberta de uma nova variante na África do Sul provocou uma grande cautela global, em um movimento de aversão ao risco. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) marcou uma reunião para hoje e deve avaliar os impactos da nova cepa, como a transmissibilidade, letalidade e eficácia das vacinas. 

Em uma entrevista coletiva online, o ministro sul-africano disse que a variante, atualmente conhecida como B.1.1.529, também foi detectada em Botsuana e Hong Kong em viajantes que estiveram recentemente na África do Sul.

“Tudo o que sabemos até agora é que o B.1.1.529 está fortemente mutado, então os mercados não estão correndo riscos desnecessários”, escreveu Jeffrey Halley, analista de mercado sênior da OANDA, em um relatório.

Até o fechamento desta matéria, Reino Unido e Israel fecharam as fronteiras para voos vindos da África do Sul e outros 15 países.  

Pregão curto

No exterior, o pregão em Nova York encerra mais cedo (15h) em virtude do dia seguinte ao feriado do dia de Ação de Graças, enquanto a negociação dos Treasuries também fecha antes (16h). Com isso, a liquidez dos mercados internacionais deve ser afetada no período da tarde.

Roberto Campos Neto em foco

A aversão ao risco global deve pressionar o Ibovespa por mais um dia, mesmo com o pregão positivo da última quinta-feira. As pautas que movimentaram os negócios esta semana, como a PEC dos precatórios e a MP do Auxílio Brasil, ficaram para a semana que vem. 

Por hoje, o investidor deve focar na nota de crédito, divulgada pelo Banco Central pela manhã e nas falas de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, em evento do setor imobiliário. 

O mercado já espera um aumento da taxa de juros em 1,50 ponto-base, mas a divulgação do IPCA-15 da última quinta-feira pode fazer com que o presidente do BC altere mais uma vez o plano de voo para segurar a inflação em 2022. 

Commodities e bitcoin (BTC)

Com a perspectiva de novos lockdowns, o petróleo opera em queda pela manhã, com o Brent, usado como referência pela Petrobras (PETR3 e PETR4) em queda de 5,53%, cotado a US$ 77,67 e o WTI caindo 6,52%, a US$ 73,29, no mesmo horário. 

Além disso, a aversão ao risco também chegou ao mercado de criptomoedas, com o bitcoin (BTC) acelerando a queda da semana em um recuo de 6,19%, aos US$ 54.666,45 (R$ 305.374,31) nesta sexta-feira. 

Bolsas pelo mundo

Nesse cenário, as bolsas asiáticas encerraram o pregão em queda. A Europa, que já via o número de casos crescendo nos últimos dias, também recua com a presença na nova cepa do coronavírus. De maneira semelhante, o mercado acionário nos EUA também segue pressionado e recua com força antes da abertura. 

Agenda do dia

  • FGV: Confiança na indústria em novembro (8h)
  • Banco Central: Nota de crédito, estoque total de outubro, crédito livre e juro médio (9h30)
  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, palestra, via videoconferência, no 'Evento Virtual com Empresas do Mercado Imobiliário', promovido pelo Secovi-SP (11h)
  • China: Lucro industrial de outubro (22h30)
  • Nos Estados Unidos, mercado financeiro e de Treasuries fecham mais cedo após Ação de Graças

Compartilhe

SOBE MAIS UM POUQUINHO?

Campos Neto estragou a festa do mercado e mexeu com as apostas para a próxima reunião do Copom. Veja o que os investidores esperam para a Selic agora

15 de setembro de 2022 - 12:41

Os investidores já se preparavam para celebrar o fim do ciclo de ajuste de alta da Selic, mas o presidente do Banco Central parece ter trazido o mercado de volta à realidade

PREVISÕES PARA O COPOM

Um dos maiores especialistas em inflação do país diz que não há motivos para o Banco Central elevar a taxa Selic em setembro; entenda

10 de setembro de 2022 - 16:42

Heron do Carmo, economista e professor da FEA-USP, prevê que o IPCA registrará a terceira deflação consecutiva em setembro

OUTRA FACE

O que acontece com as notas de libras com a imagem de Elizabeth II após a morte da rainha?

9 de setembro de 2022 - 10:51

De acordo com o Banco da Inglaterra (BoE), as cédulas atuais de libras com a imagem de Elizabeth II seguirão tendo valor legal

GREVE ATRASOU PLANEJAMENTO

Banco Central inicia trabalhos de laboratório do real digital; veja quando a criptomoeda brasileira deve estar disponível para uso

8 de setembro de 2022 - 16:28

Essa etapa do processo visa identificar características fundamentais de uma infraestrutura para a moeda digital e deve durar quatro meses

FAZ O PIX GRINGO

Copia mas não faz igual: Por que o BC dos Estados Unidos quer lançar um “Pix americano” e atrelar sistema a uma criptomoeda

30 de agosto de 2022 - 12:08

Apesar do rali do dia, o otimismo com as criptomoedas não deve se estender muito: o cenário macroeconômico continua ruim para o mercado

AMIGO DE CRIPTO

Com real digital do Banco Central, bancos poderão emitir criptomoeda para evitar “corrosão” de balanços, diz Campos Neto

12 de agosto de 2022 - 12:43

O presidente da CVM, João Pedro Nascimento, ainda afirmou que a comissão será rigorosa com crimes no setor: “ fraude não se regula, se pune”

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

O ciclo de alta da Selic está perto do fim – e existe um título com o qual é difícil perder dinheiro mesmo se o juro começar a cair

2 de agosto de 2022 - 5:58

Quando o juro cair, o investidor ganha porque a curva arrefeceu; se não, a inflação vai ser alta o bastante para mais do que compensar novas altas

PRATA E CUPRONÍQUEL

Banco Central lança moedas em comemoração ao do bicentenário da independência; valores podem chegar a R$ 420

26 de julho de 2022 - 16:10

As moedas possuem valor de face de 2 e 5 reais, mas como são itens colecionáveis não têm equivalência com o dinheiro do dia a dia

AGRADANDO A CLIENTELA

Nubank (NUBR33) supera ‘bancões’ e tem um dos menores números de reclamações do ranking do Banco Central; C6 Bank lidera índice de queixas

21 de julho de 2022 - 16:43

O banco digital só perde para a Midway, conta digital da Riachuelo, no índice calculado pelo BC

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies