🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView

O melhor do Seu Dinheiro: Como não treinar seu dragão

Com inflação na casa dos dois dígitos, BC não consegue domar os preços e precisa elevar taxa Selic

7 de dezembro de 2021
8:56
Escudo dragão
Imagem: Shutterstock

O Banco Central brasileiro conquistou neste ano a tão aguardada independência prevista em lei. Mas a maior autonomia não impediu a autoridade monetária de fracassar justamente na principal missão: manter a inflação dentro da meta.

O objetivo para o IPCA neste ano era de 3,75%, com uma gordurinha de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos, que permitiria ao BC deixar o índice oficial de preços escorregar para até 5,25%.

Mas quem deu uma passada no supermercado ou levou o carro para abastecer ao longo deste ano já sabe que o dragão está à solta — e com toda a pinta de perder o controle.

Nos últimos 12 meses até outubro, o IPCA acumulado é de 10,67%. A dúvida agora é saber se a inflação terminará o ano nos dois dígitos — o mercado aposta que sim.

Então onde o Banco Central errou? Pelas regras do regime de metas, o próprio Roberto Campos Neto terá de publicar uma carta aberta para explicar por que não conseguiu domar o dragão.

É fato, porém, que o Comitê de Política Monetária (Copom) usou a principal arma que tem à disposição para tentar segurar os preços: a taxa básica de juros.

A Selic iniciou o ano na mínima histórica de 2% e pode encerrar 2021 em 9,25% ao ano, se as expectativas do mercado para a reunião do Copom desta quarta-feira se confirmarem.

A economia e as ações na bolsa, em particular, já sentem o peso da concorrência dos juros mais altos — mas os rentistas agradecem.

Na coluna de hoje, o Matheus Spiess traz um panorama do que esperar da decisão para a Selic e quais as chances de o Banco Central controlar o dragão em 2022.

O que você precisa saber hoje

ESQUENTA DOS MERCADOS
Impasse com precatórios na Câmara mexe com cenário local enquanto exterior busca recuperação após notícias positivas da covid-19. O primeiro dia da reunião do Copom deve dividir espaço com a análise da proposta de fatiamento da PEC e alívio com a variante ômicron.

DESINVESTIMENTOS EM DIA
Petrobras (PETR4) embolsa R$ 332,4 milhões com conclusão da venda do Polo Miranga e de três usinas termelétricas. O valor subirá ainda mais nos próximos anos e, com uma ajudinha dos preços do petróleo, pode chegar a US$ 1,3 bilhão.

LUPA NAS FALAS
CVM investigará a Petrobras; processo foi aberto após Bolsonaro prometer queda no preço dos combustíveis. O presidente, que é um dos críticos mais ferrenhos da política de preços da estatal, afirmou que a Petrobras anunciará a redução nos valores ainda nesta semana.

SEGURANÇA NACIONAL
Bolsonaro desiste de privatizar a Casa da Moeda e produção de dinheiro continuará estatal. Responsável pela produção de cédulas de dinheiro, moedas, passaportes e selos, a empresa estava no plano de desestatização desde 2019.

NEGÓCIOS
Empiricus muda plataforma e traz nova experiência para assinantes. Com Empiricus Pass, a empresa de análise oferece combo com diferentes assinaturas com preço reduzido e experiência customizável.

MONEY TIMES
Rosa Weber libera emendas de relator e pede que tema seja levado ao plenário do STF. Ministra justificou decisão sob o argumento de afastar o risco de descontinuidade de serviços essenciais à população.

Uma ótima terça-feira para você!

Compartilhe

SOBE MAIS UM POUQUINHO?

Campos Neto estragou a festa do mercado e mexeu com as apostas para a próxima reunião do Copom. Veja o que os investidores esperam para a Selic agora

15 de setembro de 2022 - 12:41

Os investidores já se preparavam para celebrar o fim do ciclo de ajuste de alta da Selic, mas o presidente do Banco Central parece ter trazido o mercado de volta à realidade

PREVISÕES PARA O COPOM

Um dos maiores especialistas em inflação do país diz que não há motivos para o Banco Central elevar a taxa Selic em setembro; entenda

10 de setembro de 2022 - 16:42

Heron do Carmo, economista e professor da FEA-USP, prevê que o IPCA registrará a terceira deflação consecutiva em setembro

OUTRA FACE

O que acontece com as notas de libras com a imagem de Elizabeth II após a morte da rainha?

9 de setembro de 2022 - 10:51

De acordo com o Banco da Inglaterra (BoE), as cédulas atuais de libras com a imagem de Elizabeth II seguirão tendo valor legal

GREVE ATRASOU PLANEJAMENTO

Banco Central inicia trabalhos de laboratório do real digital; veja quando a criptomoeda brasileira deve estar disponível para uso

8 de setembro de 2022 - 16:28

Essa etapa do processo visa identificar características fundamentais de uma infraestrutura para a moeda digital e deve durar quatro meses

FAZ O PIX GRINGO

Copia mas não faz igual: Por que o BC dos Estados Unidos quer lançar um “Pix americano” e atrelar sistema a uma criptomoeda

30 de agosto de 2022 - 12:08

Apesar do rali do dia, o otimismo com as criptomoedas não deve se estender muito: o cenário macroeconômico continua ruim para o mercado

AMIGO DE CRIPTO

Com real digital do Banco Central, bancos poderão emitir criptomoeda para evitar “corrosão” de balanços, diz Campos Neto

12 de agosto de 2022 - 12:43

O presidente da CVM, João Pedro Nascimento, ainda afirmou que a comissão será rigorosa com crimes no setor: “ fraude não se regula, se pune”

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

O ciclo de alta da Selic está perto do fim – e existe um título com o qual é difícil perder dinheiro mesmo se o juro começar a cair

2 de agosto de 2022 - 5:58

Quando o juro cair, o investidor ganha porque a curva arrefeceu; se não, a inflação vai ser alta o bastante para mais do que compensar novas altas

PRATA E CUPRONÍQUEL

Banco Central lança moedas em comemoração ao do bicentenário da independência; valores podem chegar a R$ 420

26 de julho de 2022 - 16:10

As moedas possuem valor de face de 2 e 5 reais, mas como são itens colecionáveis não têm equivalência com o dinheiro do dia a dia

AGRADANDO A CLIENTELA

Nubank (NUBR33) supera ‘bancões’ e tem um dos menores números de reclamações do ranking do Banco Central; C6 Bank lidera índice de queixas

21 de julho de 2022 - 16:43

O banco digital só perde para a Midway, conta digital da Riachuelo, no índice calculado pelo BC

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies