🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
A BOLSA HOJE

Esquenta dos mercados: Paulo Guedes e Petrobras são foco do dia, em meio a debates envolvendo Auxílio Brasil e precatórios

O exterior opera sem direção definida, à espera dos dados da inflação dos Estados Unidos, divulgados nesta quarta-feira

Renan Sousa
Renan Sousa
23 de novembro de 2021
7:48 - atualizado às 8:09
O ministro da Economia Paulo Guedes fala sobre Petrobras
O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve prestar esclarecimentos sobre investimentos no exterior hoje - Imagem: Edu Andrade/Ascom/ME

A bolsa brasileira vive momentos de estresse nos últimos meses. A deterioração das perspectivas para economia, a piora da situação fiscal e a crise política formam o ambiente perfeito para incertezas, o que afasta o investidor de ativos de risco, como o Ibovespa.

No pregão de ontem (22), o pessimismo com a situação fiscal do país levou o principal índice da bolsa brasileira a fechar nas mínimas, em queda de 0,89%, aos 102.122 pontos. Após a alta recente, o dólar à vista caiu 0,27%, aos R$ 5,5936, mas chegou a avançar pontualmente.

O cenário local não mudou, mas ainda hoje existe um fator que pode piorar o sentimento do investidor. O presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, deve participar de uma audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) sobre a política de preços da estatal.

Esta não é a primeira vez que Silva e Luna precisa prestar esclarecimentos à Casa, mas a visita aos congressistas sempre gera certa apreensão no mercado por se tratar de uma gigante da bolsa brasileira

No exterior, os investidores permanecem sem direção definida, com a Ásia fechada sem sinal único e Europa e Estados Unidos digerindo seus próprios cenários locais. Confira o que deve movimentar os negócios nesta terça-feira (23):

Auxílio Brasil

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), pretende avançar com a negociação da PEC dos precatórios ainda hoje e concluir o parecer para iniciar a votação ainda nesta quarta-feira (24). A proposta é essencial para abrir espaço para a criação do Auxílio Brasil, antigo Bolsa Família.

Em outra frente, o relator da Medida Provisória (MP) que cria o Auxílio Brasil, o deputado Marcelo Aro (PP-MG), pretende incluir a correção anual do benefício pela inflação. Existe ainda uma ideia de tornar o programa social um benefício permanente, mas, para que a proposta seja aprovada, será preciso uma fonte de renda permanente que, em tese, viria da reforma do Imposto de Renda

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago, afirmou que o governo ainda pode decretar estado de calamidade para fornecer o Auxílio Brasil em 2022, o que colocaria o programa social fora do teto de gastos, mas a medida é considerada arriscada.

Paulo Guedes e o presidente da Petrobras

Duas figuras públicas devem ficar em destaque hoje. Em primeiro lugar, Paulo Guedes, o ministro da Economia, deve prestar esclarecimentos ao Congresso sobre movimentações financeiras no exterior. Guedes é acusado de manter empresas fora do país de maneira irregular, de acordo com o código de ética do alto escalão público. 

Além dele, o presidente da Petrobras, o general Joaquim Silva e Luna, também deve participar de sessão no Congresso para esclarecer pontos sobre a política de preços da estatal. 

Petróleo no mercado

O presidente americano, Joe Biden, pode anunciar a qualquer momento desta terça-feira a liberação dos estoques de petróleo para venda no mercado internacional. Essa é uma medida que visa baixar o preço da commodity e reduzir o avanço da inflação no mundo durante a retomada das atividades.

Japão, Coreia do Sul e Índia também devem participar dessa injeção de petróleo no mercado e ajudar a fazer pressão sobre a Opep para o aumento da produção. Por volta das 7h, o barril de petróleo Brent, utilizado como referência para a Petrobras, operava em queda de 1,10%, aos US$ 78,82. No mesmo horário, o barril de WTI caía 1,22%, aos US$ 75,81.

Um Powell para chamar de seu

O anúncio de ontem de que Jerome Powell deve permanecer no cargo de presidente do Banco Central americano reforçou as apostas do mercado de que uma alta na taxa de juros deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2022 ou mesmo antes. 

O dado mais esperado da semana, o índice de preços ao consumidor (PCE, em inglês), deve ser divulgado amanhã e reforçar as apostas de um aperto monetário no curto prazo. Além disso, o tapering já deve ser anunciado na próxima reunião do Federal Reserve, com um plano mais bem detalhado de retirada dos estímulos da economia norte-americana. 

Bolsas pelo mundo

A bolsa japonesa não abriu hoje em virtude do feriado local e os demais índices da região fecharam o pregão de hoje sem sinal único. 

De maneira semelhante, as principais praças da Europa reagem à divulgação dos índices de gerente de compras (PMIs, em inglês) divulgados mais cedo. Os indicadores vieram melhores do que o esperado, o que fez os índices locais reduzirem as perdas da abertura, mas a preocupação com a alta da inflação ainda gera cautela.

Por fim, os futuros de Nova York operam com viés de baixa nesta manhã, de olho na divulgação do PMI de serviços e à espera da inflação dos EUA, divulgada amanhã. 

Agenda do dia

  • FGV: IPC-S de novembro (8h)
  • Petrobras: Presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, participa de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) sobre a política de preços da estatal (9h)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, vai à Comissão de Trabalho da Câmara para prestar esclarecimentos sobre as movimentações financeiras no exterior (9h30)
  • Estados Unidos: PMI de serviços e industrial (11h45)
  • Senado deve votar projeto de Lei Cambial

Compartilhe

SOBE MAIS UM POUQUINHO?

Campos Neto estragou a festa do mercado e mexeu com as apostas para a próxima reunião do Copom. Veja o que os investidores esperam para a Selic agora

15 de setembro de 2022 - 12:41

Os investidores já se preparavam para celebrar o fim do ciclo de ajuste de alta da Selic, mas o presidente do Banco Central parece ter trazido o mercado de volta à realidade

PREVISÕES PARA O COPOM

Um dos maiores especialistas em inflação do país diz que não há motivos para o Banco Central elevar a taxa Selic em setembro; entenda

10 de setembro de 2022 - 16:42

Heron do Carmo, economista e professor da FEA-USP, prevê que o IPCA registrará a terceira deflação consecutiva em setembro

OUTRA FACE

O que acontece com as notas de libras com a imagem de Elizabeth II após a morte da rainha?

9 de setembro de 2022 - 10:51

De acordo com o Banco da Inglaterra (BoE), as cédulas atuais de libras com a imagem de Elizabeth II seguirão tendo valor legal

GREVE ATRASOU PLANEJAMENTO

Banco Central inicia trabalhos de laboratório do real digital; veja quando a criptomoeda brasileira deve estar disponível para uso

8 de setembro de 2022 - 16:28

Essa etapa do processo visa identificar características fundamentais de uma infraestrutura para a moeda digital e deve durar quatro meses

FAZ O PIX GRINGO

Copia mas não faz igual: Por que o BC dos Estados Unidos quer lançar um “Pix americano” e atrelar sistema a uma criptomoeda

30 de agosto de 2022 - 12:08

Apesar do rali do dia, o otimismo com as criptomoedas não deve se estender muito: o cenário macroeconômico continua ruim para o mercado

AMIGO DE CRIPTO

Com real digital do Banco Central, bancos poderão emitir criptomoeda para evitar “corrosão” de balanços, diz Campos Neto

12 de agosto de 2022 - 12:43

O presidente da CVM, João Pedro Nascimento, ainda afirmou que a comissão será rigorosa com crimes no setor: “ fraude não se regula, se pune”

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

O ciclo de alta da Selic está perto do fim – e existe um título com o qual é difícil perder dinheiro mesmo se o juro começar a cair

2 de agosto de 2022 - 5:58

Quando o juro cair, o investidor ganha porque a curva arrefeceu; se não, a inflação vai ser alta o bastante para mais do que compensar novas altas

PRATA E CUPRONÍQUEL

Banco Central lança moedas em comemoração ao do bicentenário da independência; valores podem chegar a R$ 420

26 de julho de 2022 - 16:10

As moedas possuem valor de face de 2 e 5 reais, mas como são itens colecionáveis não têm equivalência com o dinheiro do dia a dia

AGRADANDO A CLIENTELA

Nubank (NUBR33) supera ‘bancões’ e tem um dos menores números de reclamações do ranking do Banco Central; C6 Bank lidera índice de queixas

21 de julho de 2022 - 16:43

O banco digital só perde para a Midway, conta digital da Riachuelo, no índice calculado pelo BC

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies