Menu
2018-11-27T13:50:56+00:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
SEU DINHEIRO GUIA

Quanto custa investir no Tesouro Direto e quais os rendimentos dos títulos?

Com baixa necessidade de capital para investir e risco pequeno, o Tesouro Direto é uma alternativa à poupança mas não está isento de taxas

14 de outubro de 2018
5:44 - atualizado às 13:50
guia do Tesouro Direto
Guia do Tesouro Direto - Imagem: Seu Dinheiro com Shutterstock

O Tesouro Direto é conservador . Por ser um investimento em renda fixa, precisa de pouco capital para investir, envolve um baixo risco, e garante retorno superior ao da poupança, com níveis parecidos de segurança. Uma boa notícia é que a maioria das corretoras, agentes de intermédio entre você e o Tesouro Direto, não cobram por essa operação.

Se você não lembra quais títulos estão disponíveis para investir no TD, leia essa matéria antes de continuar. Já leu? Então vamos lá.

O Seu Dinheiro fez um guia completo para te ajudar a compreender tudo sobre o nosso amigo TD. Nos próximos dias você vai saber:

Quanto custa?

O valor do investimento mínimo do Tesouro Direto é de R$ 30. Já o pagamento de taxas depende da corretora ou banco. Enquanto as corretoras, principalmente as menores, costumam não cobrar taxas para abrir contas ou de custódia, os bancos cobram tarifas de até 2% para essa modalidade de investimento. 

Fique atento: os rendimentos em cima do TD não são isentos de taxas e impostos. Meu colega, Fernando Pivetti, explica nessa matéria quais são elas.  

Vale lembrar também que a transferência de dinheiro (TED) do seu banco à corretora pode gerar custos que, na maioria das vezes, porém, são menos que aqueles cobrados para investir nos próprios bancos. O jeito é negociar com seu gerente uma cota de TEDs mensais.

E os rendimentos?

Se você já leu esse guia, sabe que é possível investir em títulos prefixados (indexados ao IPCA ou à Selic) e pós-fixados no TD. Enquanto no prefixado você só saberá a taxa de rendimento ao longo do tempo, nos pós-fixados o rendimento é estabelecido quando você compra o título. Ou seja, você já sabe quanto ganhará no vencimento do papel.

Veja quais são os rendimentos por títulos, de acordo com o próprio TD. Esses valores se referem à data atual e podem mudar diariamente:

Indexados ao IPCA

  • Tesouro IPCA + 2024 - 5,13%
  • Tesouro IPCA + 2035 - 5,45%
  • Tesouro IPCA + 2045 - 5,45%
  • Tesouro IPCA + com Juros Semestrais 2026 - 5,14%
  • Tesouro IPCA + com Juros Semestrais 2035 - 5,36%
  • Tesouro IPCA + com Juros Semestrais 2050 - 5,38% 

Indexados ao IPCA 

Indexados à Selic

  • Tesouro Selic 2023 - 0,01% + Selic

Prefixados

  • Tesouro Prefixado 2021 - 8,67%
  • Tesouro Prefixado 2025 - 10,67%
  • Tesouro Prefixado com Juros semestrais 2029 - 10,87%
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Não está sendo fácil

Deu ruim pra Cielo! Empresa retira projeção de lucro e corta dividendos dos acionistas

Projeções de lucro entre R$ 2,3 bilhões e R$ 2,6 bilhões foram extintas, enquanto o percentual de distribuição de dividendos caiu para 30%

Só assim resolve!

Se não aprovar a Previdência, só chamando um ministro da Alquimia, diz Bolsonaro

Segundo presidente, mídia tenta criar atrito, mas casamento com Paulo Guedes segue mais forte que nunca. Ministério da Economia solta nota oficial

Seu Dinheiro na sua noite

Paisagem na janela

O mercado financeiro tem todo um linguajar próprio, com uma penca de termos em inglês. Alguns deles já foram “tropicalizados”, por assim dizer, e fazem parte do dia a dia de quem acompanha as negociações. É o caso do IPO, que é a sigla para oferta pública inicial (ou initial public offering), como é chamada […]

Tudo pelo teto de gastos

FMI diz que ajuste fiscal depende de idade mínima e redução de benefícios de servidores

Fundo afirma que uma reforma robusta e medidas adicionais na área fiscal são necessárias para colocar a dívida pública em trajetória sustentável

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast: Natura e Avon no mesmo pote e o dia depois do ‘tsunami’

Semana foi marcada por negócio bilionário no segmento de beleza, briga pela Netshoes e novidades no front político.

Conquistando aliados

Entidades assinam manifesto pró-reforma da Previdência

Empresários alegam ter confiança na aprovação do texto e dizem que as mudanças são um primeiro passo para a retomada da confiança

Cenário de emprego misto

Caged aponta criação de 129 mil empregos formais em abril; serviços lideram vagas

Resultado divulgado pelo governo, em linha com as expectativas de mercado, foi o melhor para o mês desde 2013

Se quiser ir, vai

Ninguém é obrigado a ficar como ministro, diz Bolsonaro sobre fala de Guedes

Na linha defendida por seu ministro da Economia, presidente voltou a dizer que sem a reforma previdenciária “será o caos na economia”

Privatizações

“Brasil é locomotiva atolada no brejo, precisamos colocá-la sobre os trilhos”, diz Salim Mattar

O secretário responsável pelas privatizações do governo Bolsonaro afirmou mais uma vez que não conhece nenhuma estatal eficiente. “Se alguém encontrar me manda um WhatsApp.”

Mais casos de corrupção

Líder do governo Bolsonaro no Senado está entre os alvos da Lava Jato com bens bloqueados

Senador Fernando Bezerra Coelho é acusar de cometer desvios em negócios relacionados ao esquema de corrupção na Petrobras

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements