Menu
2019-06-17T13:12:28+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
caiu de novo

Pela primeira vez, projeção de alta do PIB em 2019 é reduzida para menos de 1%

Projeção do boletim Focus é de crescimento de 0,93%. Essa é a 16ª baixa seguida no Focus; para 2020, estimativa cai para 2,20%;

17 de junho de 2019
8:45 - atualizado às 13:12
PIB
PIB -

O boletim Focus, publicação do Banco Central que reúne estimativas de economistas, divulgado nesta segunda-feira, 17, estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 de 0,93%, ante 1,00% da semana passada. Essa é a 16ª baixa seguida no Focus. Para 2020, a projeção passou de 2,23% para 2,20%.

No último dia 30, o IBGE confirmou contração do PIB em 0,2% nos três primeiros meses de 2019 na comparação com o último trimestre do ano passado. A última queda do indicador havia ocorrido no quarto trimestre de 2016 e tinha sido de 0,6%. Em valores correntes, o principal indicador da economia brasileira totalizou R$ 1,714 trilhão.

Projeção de redução da Selic

Depois de uma semana em que a reforma da Previdência deu passos importantes, os especialistas, no boletim Focus, agora projetam uma redução na Selic, a taxa básica de juros, no fim de 2019: 5,75%, ante 6,50%.

Vale lembrar que a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que discute o assunto, começa nesta terça-feira, 18

A projeção para a Selic no fim de 2020 passou de 7,00% ao ano para 6,50%.  Em 2021, o número permanece em 7,50% e para 2022 permanece também em 7,50%.

Os economistas do mercado financeiro também mostraram uma estabilidade no cenário para a moeda norte-americana em 2019. A mediana das expectativas para o câmbio no fim deste ano ficou em R$ 3,80. Para o próximo ano a projeção no fim do ano continua em R$ 3,80.

E o IPCA?

A projeção mediana para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) 2019 passou de alta de 3,89% para elevação de 3,84%. Há um mês, estava em 4,07%. A projeção para o índice em 2020 seguiu em 4,00%. Quatro semanas atrás, estava no mesmo nível.

O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2021, que seguiu em 3,75%. No caso de 2022, a expectativa também permaneceu em 3,75%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,75% para ambos os casos.

A projeção dos economistas para a inflação está abaixo do centro da meta de 2019, de 4,25%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto porcentual (índice de 2,75% a 5,75%). Para 2020, a meta é de 4%, com margem de 1,5 ponto (de 2,50% a 5,50%). No caso de 2021, a meta é de 3,75%, com margem de 1,5 ponto (de 2,25% a 5,25%).

As projeções mais recentes do BC, considerando o cenário de mercado, apontam para inflação de 4,1% em 2019 e 3,8% em 2020. Elas constaram no comunicado e na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em maio. Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou, no dia 7, que o IPCA de maio subiu 0,13%. Em 12 meses, a taxa acumulada é de 4,66%.

Balança comercial

Os economistas do mercado financeiro alteraram a projeção para a balança comercial em 2019, de superávit comercial de US$ 50,14 bilhões para superávit de US$ 50,50 bilhões. Um mês atrás, a previsão também era de US$ 50,50 bilhões. Para 2020, a estimativa de superávit foi de US$ 45,55 bilhões para US$ 46,00 bilhões, ante US$ 45,55 bilhões de um mês antes.

Na estimativa mais recente do BC, o saldo positivo de 2019 ficará em US$ 40,00 bilhões. Esta projeção foi atualizada no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de março.

No caso da conta corrente, a previsão contida no Focus para 2019 passou de déficit de US$ 24,87 bilhões para déficit de US$ 23,00 bilhões, ante US$ 25,19 bilhões de um mês antes. Para 2020, a projeção de rombo foi de US$ 35,00 bilhões para US$ 32,80 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado era de US$ 35,00 bilhões.
O BC projeta déficit em conta de US$ 30,8 bilhões em 2019.

Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será mais do que suficiente para cobrir o resultado deficitário nos próximos anos. A mediana das previsões para o IDP em 2019 foi de US$ 83,60 bilhões para US$ 84,30 bilhões, ante US$ 82,00 bilhões de um mês atrás. Para 2020, a expectativa seguiu em US$ 84,36 bilhões, ante US$ 82,52 bilhões de um mês antes.

O BC projeta IDP de US$ 90,0 bilhões em 2019.

*Com Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Roupa nova

Banco Inter dará início às negociações com units na bolsa na sexta-feira

Os certificados de ações terão o código BIDI11 e representam duas ações preferenciais (PN) e uma ordinária (ON) do Banco Inter, que também vai aderir ao Nível 2 de governança da bolsa e estuda captar R$ 1 bilhão em uma oferta de ações

Vai uma carona aí?

Uber completa cinco anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Se você acha que anda muito de Uber, olha só isso: o usuário que mais usou o Uber no Brasil nesses últimos cinco anos fez mais de 5 mil viagens pelo app, o que corresponde a cerca de 3 viagens de Uber por dia. Haja boleto!

De olho na Venezuela

Bolsonaro: “É importante buscar solução para Venezuela, até Evo se posicionou

Segundo o presidente, não ficou surpreso com o posicionamento de Morales, uma vez que o chefe de Estado boliviano já havia dados sinais positivos quando decidiu prender o italiano Cesare Battisti

Ainda sobre Eduardo

Para Mourão, indicação de Eduardo para embaixada nos EUA está dentro do padrão

“Dentro das regras da escolha para quem não é da carreira diplomática, ele está dentro do padrão. É uma decisão do presidente. Decisão a gente não discute”, disse.

Fracasso de crítica

A base de assinantes da Netflix cresceu menos que o esperado — e o mercado reagiu mal

Os resultados trimestrais da Netflix decepcionaram o mercado, em especial os números de expansão de novos usuários. Como resultado, as ações despencaram no after market de Nova York

Seu Dinheiro na sua noite

Posto Ipiranga entre o FGTS e a reforma

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

Há limite para o Magalu?

Ações do Magazine Luiza já subiram mais de 30% neste ano. Para o Bradesco BBI, há espaço para mais

Apesar dos ganhos expressivos dos papéis do Magazine Luiza nos últimos anos, o Bradesco BBI acredita que os papéis ainda podem subir mais, uma vez que a empresa possui boas perspectivas para surfar a nova onda do e-commerce

opinião de peso

FMI: Brasil deve atuar com limitada intervenção no câmbio ante volatilidade

Na avaliação do Fundo, as autoridades brasileiras devem manter “fortes amortecedores” para o caso de eventos globais desestabilizadores

mais do que peso real

Argentina estudará mudanças para criação de moeda única do Mercosul, diz ministro

Diferentemente do que Guedes havia sinalizado, Dujovne apontou para a criação de uma moeda única para todo o Mercosul

saldo

Fluxo cambial total em julho até dia 12 é negativo em US$ 1,227 bi

Canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 188 milhões no período, resultado de aportes no valor de US$ 20,941 bilhões e de retiradas no total de US$ 21,130 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements