Menu
2019-09-23T15:17:34+00:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
na prateleira

Itaú lança mais dois ETFs de renda fixa, que permitem investimento em uma cesta de títulos públicos

Fundos de índice IB5M11 e IRFM11, lançados hoje pelo banco na B3, permitem ao investidor ter acesso a uma cesta de títulos públicos prefixados ou corrigidos pela inflação

23 de setembro de 2019
15:10 - atualizado às 15:17
ETF
Imagem: Shutterstock

A partir desta segunda-feira, 23, o investidor brasileiro tem na prateleira mais duas opções de aplicação em renda fixa - mas que representam um pouco mais de exposição do que a compra de um mero título público no Tesouro Direto. O Itaú Unibanco lançou hoje dois novos fundos de índice (ou ETF, na sigla em inglês) negociados na B3.

Os ETFs são fundos que acompanham índices de mercado. No Brasil, são mais comuns os de renda variável. Servem para quem, ao invés de comprar as ações de uma empresa, prefere adquirir os ativos da carteira do Ibovespa, por exemplo. Com isso, o investidor fica sujeito às variações dos papéis das companhias mais importantes da bolsa. A B3 tem oito ETFs que replicam índices de renda variável.

Algo similar acontece com os ETFs de renda fixa, como esses dois lançamentos do Itaú. No caso, os produtos acompanham índices calculados pela Anbima compostos por uma carteira de títulos públicos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Itaú e suas duas novas opções

Os dois fundos do Itaú lançados hoje são identificados como IB5M11 e o IRFM11. O primeiro replica a carteira do índice IMA-B5+. Como ele, o investidor tem acesso a uma carteira de títulos públicos indexados à inflação com vencimento igual ou maior do que cinco anos.

Já o segundo replica a carteira do IRF-MP2 de títulos públicos federais pré-fixados (aqueles com taxa de retorno definida no momento da compra). Essa opção representa um pouco menos de risco: o prazo médio é igual ou superior a dois anos.

No primeiro dia de negócios na bolsa, o IB5M11 era negociado em alta de 0,76%, cotado a R$ 93,06, enquanto que o IRFM11 subia 0,05%, a R$ 60,72.

As novas opções de investimento não são os primeiros ETFs com referência em títulos públicos na bolsa brasileira. Em maio, o próprio Itaú lançou o IMAB11 - cesta composta por 13 papéis corrigidos pela inflação (Tesouro IPCA+), de diferentes vencimentos.

Além do Itaú, a corretora Mirae possui um ETF de renda fixa, o FIXA11, que segue um índice formado por contratos de juros com vencimento em três anos.

Menos imposto

Uma das vantagens dos ETFs de renda fixa, como os lançados hoje pelo Itaú, é a tributação. A alíquota de imposto é de 15% sobre o rendimento, independentemente do prazo da aplicação.

Ou seja, a mordida do Leão pode ser menor do que na renda fixa tradicional e no próprio Tesouro Direto, cujo imposto varia de 22,5% a 15% conforme o prazo.

O ETF também não está sujeito à cobrança de IOF no caso de venda das cotas antes de 30 dias nem ao chamado "come-cotas" - tributação semestral que incide sobre as cotas de fundos de investimento.

Custos

A taxa de administração do IB5M11, do Itaú, é de 0,25% ao ano, a mesma cobrada na custódia do Tesouro Direto. Já o IRFM11 é ainda mais baixa: 0,20% ao ano.

Vale lembrar, porém, que a compra e venda de cotas dos ETFs na bolsa está sujeita às taxas de negociação cobradas pelas corretoras. Já a aplicação direta em títulos públicos possui taxa zero na grande maioria das instituições.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Dia histórico?

Novela da Previdência deve acabar hoje com final mais feliz que o esperado

Senado termina de votar emendas pela manhã e texto da reforma vai para o segundo turno de votação à tarde

Seu Dinheiro na sua noite

Um novo recorde na maratona da bolsa

No dia 12 de outubro, o queniano Eliud Kipchoge atingiu uma marca considerada por muito tempo impossível para um ser humano: correr os 42 quilômetros da maratona em menos de duas horas. O campeão olímpico dos Jogos do Rio cruzou a linha de chegada em uma prova não-oficial realizada em Viena, na Áustria, com o […]

Mudanças no funcionalismo público

Maia quer iniciar reforma administrativa até a próxima semana na Câmara

Estratégia traçada pelo presidente da Câmara, porém, ainda depende do aval de lideranças e também da equipe econômica

Só falta um passo

Sem mudanças no radar, conclusão da reforma da Previdência pode se estender até quarta-feira

O texto da reforma que será votado prevê uma economia fiscal de R$ 800 bilhões em dez anos

O poder das redes

Facebook, de Mark Zuckerberg, pega Rússia e Irã tentando intervir nas eleições dos EUA em 2020

Notícia vem em meio a uma ofensiva que a gigante das redes sociais tem feito para combater ataques nas eleições mundo afora

Dinheiro na mão mais cedo

Caixa antecipa saque imediato do FGTS. Tudo será pago em 2019

Calendário de saque para não correntistas que iria até março de 2020 foi antecipado. Assim, todo impacto da liberação, estimada em R$ 40 bilhões, acontecerá em 2019

chegando no gigante asiático

Tesla recebe sinal verde para fabricar veículos na China

Ministério da Indústria da China concedeu à montadora do bilionário Elon Musk a autorização para operar

Negócios da educação

Yduqs ganha nova cara e cresce em quantidade e qualidade com compra da dona do Ibmec

Aquisição de R$ 1,92 bilhões é a maior da história da antiga Estácio Participações, que passa a contar com um total de 680 mil alunos, e coloca as ações da Yduqs entre as maiores altas do Ibovespa. Saiba o que os analistas disseram sobre o negócio

De crise em crise

Em reação à liderança de Eduardo Bolsonaro na Câmara, “bivaristas” devem apresentar nova lista

Deputado Júnior Bozzella afirmou que havia um acordo de “trégua” entre os grupos que previa a manutenção de Delegado Waldir como líder até janeiro

Em meio à crise

Demitido da gestão Bolsonaro, Marcos Cintra vai reestruturar o PSL

Ex-secretário perdeu o cargo, em setembro passado, porque o presidente Bolsonaro não concordou com a volta de um imposto nos moldes da antiga CPMF

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Pular para a barra de ferramentas