Menu
2019-04-04T14:26:08+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Política Monetária

Indicação de Campos Neto para o comando do Banco Central chega ao Senado

Em carta, futuro presidente diz ter perfeita afinidade intelectual e moral com a equipe econômica. Senador Omar Aziz (PSD-AM) deve conduzir processo como presidente da CAE

7 de fevereiro de 2019
10:21 - atualizado às 14:26
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central no governo Bolsonaro
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O processo formal de indicação de Roberto Campos Neto para a presidência do Banco Central (BC) teve início com o encaminhamento de mensagem do presidente Jair Bolsonaro ao Senado Federal. Agora, aguarda-se a designação no presidente e dos membros da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para que seja designado um relator e agende-se, posteriormente, a sabatina com o indicado.

A expectativa é que todo o processo, que também abarca votação na CAE e no Plenário do Senado, seja encerrada até o começo de março. Assim, Campos Neto poderá tomar posse e comandar o Comitê de Política Monetária (Copom) dos dias 19 e 20 do mês.

Por ora, Campos Neto se apresenta por meio de “argumentação escrita”, na qual faz um resumo de sua formação acadêmica e fala de sua experiência profissional. Nesse documento, o indicado afirma ter “perfeita afinidade intelectual e moral com a equipe econômica” e se diz convicto de que pode contribuir para o desenho de um país melhor.

Sua indicação ao cargo foi confirmada em 15 de novembro do ano passado pelo ministro Paulo Guedes e depois de um período de indefinição sobre a permanência, ou não, de Ilan Goldfajn no comando da instituição.

No texto, Campos Neto diz que uma das contribuições que espera trazer para o BC é “preparar a instituição para o mercado do futuro, em que as tecnologias avançam de forma exponencial, gerando transformações de uma forma mais acelerada”.

Antes, ele explicou que no banco Santander, onde atou desde o ano 2000, participou de um projeto global de inovação tecnológica e fez parte do grupo responsável pelo “Banco Digital”. “Tenho estudado e me dedicado intensamente ao desenho de como será o sistema financeiro do futuro. Participei de estudos sobre blockchain e ativos digitais.” O BC já está conduzindo projetos na área de “open banking” e pagamentos instantâneos.

Campos Neto também ressaltou “a importância da recente consolidação da inflação em torno da meta e da ancoragem das expectativas de inflação, o que permitiu a redução sustentável das taxas de juros e contribuiu para a recuperação da economia”.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Ele também enviou declaração afirmando que vendeu toda a sua participação acionária no Santander, onde atuava como Tesoureiro, em dezembro de 2018. Campos Neto também detalhou participações em empresas e em veículos de investimento e ressaltou que seus investimentos no Brasil e no mercado internacional serão administrados por gestor independente sem sua participação efetiva durante o período que estiver no comando do BC.

Diretores

A CAE também irá apreciar a indicação de dois novos diretores. Bruno Serra Fernandes para a diretoria de Política Monetária e João Manoel Pinho de Mello para a diretoria de Organização do Sistema Financeiro e Resolução. A mensagem presidencial com essas indicações ainda não chegou formalmente ao Senado.

Comissão de Assuntos Econômicos

Tradicionalmente a presidência da CAE fica com a segunda maior bancada do Senado. Esse posto é do PSD, que tem 9 senadores. Essa comissão tem importância particular para a equipe econômica, pois praticamente todos os projetos da área passam por lá. Assim que presidente e membros forem definidos, Campos Neto e os diretores indicados devem fazer uma série de visitas de cortesia, se apresentando aos senadores.

A definição de quem comandará a CAE deve acontece na próxima semana, mas o senador Omar Aziz (PSD-AM) tem grande chance de receber a indicação formal do partido. Visto como um "bom nome" para o posto, Aziz é engenheiro de formação e está na política desde 1990, quando se elegeu deputado estadual pelo Amazonas, já foi vice-prefeito, vice-governador e governador de Amazonas e chegou ao senado em 2015.

Veja aqui a íntegra da carta e dos documentos contidos na mensagem presidencial ao Senado sobre Roberto Campos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Cálculos da Firjan

Reforma tributária pode gerar 300 mil vagas por ano

Cálculos efetuados pela Firjan também mostram que a reforma nos impostos do país pode incrementar o consumo em até R$ 122,7 bilhões

De volta à velha política

Governo se rende às indicações políticas para aumentar base

Presidente foi convencido por ministros da área política de que premiar partidos leais a suas propostas seria a única forma de aprovar reformas

Grandes planos

“Vamos lançar nosso banco digital em mil lojas antes da Black Friday”, diz CEO da Via Varejo

Roberto Fulcherberguer tem trabalhado para que o sistema de vendas pela web esteja tinindo para a próxima Black Friday

Passou!

Centauro aprova plano de outorga para opção de compra de ações neste ano

Plano prevê que a quantidade máxima de ações vinculadas será de 7.943.848

Seu Dinheiro no domingo

Quanto rendeu o Seu Dinheiro em um ano?

Você sabe quanto o Seu Dinheiro rendeu em um ano? Não estou falando aqui do montante que você tem aplicado no banco. Mas do Seu Dinheiro mesmo, esse projeto independente de jornalismo e educação financeira que eu coordeno junto com a Olivia Alonso e que tem um time de feras como o Vinícius Pinheiro, o […]

Olhe e copie

5 coisas inteligentes que pessoas com consultores financeiros fazem com o próprio dinheiro que lhes dão uma vantagem

Nem todos querem ou podem pagar um planejador financeiro próprio. Mas que tal dar uma espiada no que eles andam aconselhando?

Enquanto isso, na Assembleia da ONU...

Promessa de ‘afagos’ teria convencido Bolsonaro a aceitar jantar com Trump

No pacote de gestos, a expectativa de auxiliares do Planalto é que Bolsonaro sente-se próximo de Trump

Poucos amigos

Major Olímpio diz que há estratégia no Congresso para desgastar Bolsonaro

Senador afirmou que parlamentares “votam projetos absurdos e depois jogam no colo do presidente a questão de vetar ou não esses dispositivos”

Série: os mais ricos do Brasil

Abilio Diniz: um bilionário bom de briga

Ele transformou a pequena doceria do pai na maior rede varejista do país e aos 82 anos continua na ativa

Papo de poder

Maia conversa com Bolsonaro sobre pauta de votações da Câmara para próxima semana

Entre os itens da pauta está o projeto de lei que trata do registro, posse e comercialização de armas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements