Menu
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Venezuela

Bolsonaro: Ditaduras não passam o poder de forma pacífica

Em entrevista, presidente diz temer ações da “ditadura Maduro” e também fez um balanço da participação em Davos. Sobre o filho, diz que atingem o “garoto para tentar me atingir”

23 de janeiro de 2019
22:38 - atualizado às 10:23
Jair Bolsonaro entrevista REcord Davos 23 01 19
Presidente Jair Bolsonaro durante entrevista para a TV Record. - Imagem: Alan Santos/PR

Em entrevista à rede “Record”, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a história mostra que as ditaduras não passam o poder de forma pacífica. O presidente comentava os eventos desta quarta-feira, na Venezuela, onde Juan Guaidó se declarou presidente interino, ato reconhecido pelo Brasil, Estados Unidos e outros países.

“Tememos as ações da ditadura Maduro”, disse Bolsonaro, lembrando, que "há países fortes dispostos a outras consequências" como os Estados Unidos de Donald Trump. O presidente americano disse não estar considerando nada sobre a questão envolvendo a Venezuela, "mas todas as opções estão sobre a mesa".

“Estamos no limite do que podemos fazer para restabelecer a democracia na Venezuela”, disse o Bolsonaro.

Em nota divulgada mais cedo, o Itamaraty disse reconhecer Guaidó como presidente “encarregado”, acrescentando que “apoiará política e economicamente o processo de transição”.

Davos

Bolsonaro se disse feliz por fazer o discurso de abertura no Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), que falou do “Brasil do futuro” e que foi procurado por líderes e empresários interessados no país.

Segundo o presidente, o Brasil é visto com carinho pelos empresários, mas “temos de fazer a nossa parte”, pois não podemos ter mais déficits ano após ano. As reformas, segundo Bolsonaro, serão feitas para que os empresários tenham confiança no Brasil.

O presidente também disse que investidores e empresários querem que o país seja desburocratizado, que seja mais ágil e se eliminem barreiras. “Passa por aí, que o resto vem”, disse.

Bolsonaro também falou que os ministros Paulo Guedes (Economia), Sergio Moro (Justiça) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) “deram seu recado” e que “fazendo a lição de casa, o Brasil sai fortalecido”.

Na sequência, o presidente lembrou que o Ibovespa, principal índice de ações da B3, bateu recorde nominal de pontuação e que isso aconteceu depois das falas de Guedes e também dele ao longo do dia em Davos.

Bolsonaro também fez um breve aceno ao Congresso, ao dizer que depende do parlamento para fazer as mudanças necessárias.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Entrevista Cancelada

Sobre a entrevista coletiva prevista para a tarde desta quarta-feira e que foi cancelada. Bolsonaro disse que seguiu recomendações médicas e que tem de chegar descansado em São Paulo, no domingo, pois vai enfrentar uma cirurgia complexa. Com isso, foram cancelados os compromissos que poderiam ser cancelados e que não ele tinha nada a acrescentar à imprensa “tendo em vista o que foi tratado de forma pública” em Davos.

Flávio Bolsonaro

Perguntado sobre as investigações envolvendo o filho Flávio Bolsonaro, a postura foi diferente da vista em entrevista concedida pela manhã à “Bloomberg”, quando ele falou que “se por ventura ele vier a errar, se for comprovado, eu lamento como pai, mas vai pagar aí o preço dessa ação que nós não podemos coadunar”.

Bolsonaro disse que acredita em seu filho e que o que está acontecendo é “pressão", é algo "para tentar me atingir”. Segundo o presidente, Flávio tem dado explicações, mas teve seu sigilo quebrado, o que seria ilegal.

Segundo o presidente, ninguém está acima da lei, mas é preciso que se cumpra a lei. Para Bolsonaro, as denúncias são uma forma de “atingir o garoto para tentar me atingir”, mas com "fé em Deus", tudo será esclarecido.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Seu Dinheiro na sua noite

O tenista quer voltar ao topo

Antes de conquistar o mundo das cervejas e dos hambúrgueres, o bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann foi jogador profissional de tênis. Ele revelou recentemente que ainda dá suas raquetadas, e com ninguém menos que o suíço Roger Federer do outro lado da quadra. Aos 79 anos, Lemann é um veterano no mundo dos negócios e […]

Transparência na reforma?

Secretário da Previdência diz a Radio que “não há decretação de sigilo, dados são públicos”

Rogério Marinho também afirmou que a equipe econômica está refinando os números para levá-los à comissão especial de mérito

Nós pagamos

Gasto com subsídios somou R$ 314 bilhões em 2018, ou 4,6% do PIB

Número é elevado, mas marca terceiro ano de queda, depois de somar 6,7% do PIB em 2015. Essa é uma boa ilustração da política de custos difusos e benefícios concentrados

Sem informação, sem acordo

Oposição quer barrar votação da reforma da Previdência na CCJ exigindo divulgação de dados

Parlamentares também avaliam pedir uma nova fase de discussões se o parecer do relator Marcelo Freitas (PSL-MG) for alterado

Com o balanço no forno

A campeã voltou? Calor e Carnaval devem impulsionar resultado da Ambev, diz Goldman Sachs

Analistas do banco americano reiteraram a compra das ações depois de participarem de uma reunião com diretores da cervejaria, que apontaram o crescimento no segmento “premium”

Tensões e farpas no governo

Mourão alfineta Olavo de Carvalho e diz que ele deve voltar para a função de astrólogo

Vice-presidente rebateu o guru do bolsonarismo após um vídeo em que Olavo aparece fazendo duras críticas aos militares

IR 2019

Plantão do IR: como retificar a declaração para incluir um bem que vinha sendo omitido?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib, da Choaib, Paiva e Justo Advogados, e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

lenda viva

As previsões do bilionário Warren Buffett: criptomoedas, ‘terra-planistas’ e a própria morte

Site reúne uma série de “previsões” que o investidor americano fez nas últimas décadas; ele acertou a maior parte

IR 2019

Plantão do IR: como calcular o valor do meu patrimônio se tenho bens junto com meu cônjuge?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib, da Choaib, Paiva e Justo Advogados, e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

"Vai passar bem"

Mesmo com dificuldades na articulação do governo, Maia mantém otimismo sobre reforma ser aprovada na CCJ

Sobre sigilo dos cálculos para a reforma, o presidente da Câmara afirmou que os dados estarão abertos quando o tema for debatido na Comissão Especial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

GUIA GRATUITO

Como declarar seus investimentos no IR 2019