🔴 FENÔMENO QUE TRANSFORMOU 1.500 PESSOAS EM MILIONÁRIAS PODE SE REPETIR – VEJA COMO SER O PRÓXIMO

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DISPUTADA

Quem vai ficar com ela? Amil e Alliança Saúde (AALR3) fazem proposta de fusão com o Grupo Dasa (DASA3)

Empresa de medicina diagnóstica está em negociações avançadas para fusão de hospitais com a Amil; Alliança Saúde também está preparando nova proposta

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
10 de junho de 2024
16:02 - atualizado às 17:51
Dasa Dividendos
Unidade da Dasa - Imagem: Divulgação

A Dasa (DASA3) confirmou nesta segunda-feira (10) que está em negociações avançadas com a operadora de planos de saúde Amil para uma fusão dos negócios.

Segundo fato relevante, o acordo prevê que cada empresa terá 50% do capital da Ímpar Serviços Hospitalares. A notícia foi antecipada pelo Valor nesta manhã.

De acordo com o documento, a Ímpar receberia 12 hospitais da companhia de medicina diagnóstica como parte da transação, além de hospitais da Rede Américas, da Amil.

Não fazem parte do negócio os hospitais da Rede Américas da operadora de planos no Ceará e no Rio Grande do Norte, além dos hospitais verticalizados da Amil. 

Além disso, o acordo prevê a transferência de, pelo menos, R$ 3 bilhões da dívida da Dasa para a Ímpar. 

Apesar das negociações avançadas, a Dasa ressaltou que ainda não há “qualquer acordo ou decisão da administração da companhia aprovando a transação”. 

“A companhia não pode garantir nesse momento que tal negociação será concluída ou que os termos finais da transação estarão de acordo com as negociações atualmente em curso”, afirma a empresa. 

Vale lembrar que o Grupo Dasa é controlado pela família Godoy Bueno, antiga dona da Amil. Pedro de Godoy Bueno, vice-presidente do conselho e ex-CEO, é filho de Edson de Godoy Bueno, bilionário fundador da Amil que construiu um império no setor e sofreu um infarto fulminante aos 73 anos, em fevereiro de 2017.

Em janeiro deste ano, a Amil foi vendida pelo UnitedHealth Group (UHG)  para o empresário José Seripieri Filho. 

Ofertas de dois interessados

Não é só a Amil que está de olho na Dasa. No fato relevante, a empresa também confirmou que recebeu do empresário Nelson Tanure uma proposta de potencial combinação de negócios com a Alliança Saúde (AALR3). 

O acordo, no entanto, prevê um aumento de capital em dinheiro da Dasa, sem que haja a aquisição do controle da empresa de medicina diagnóstica. 

As negociações entre Dasa e Tanure foram reveladas pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Após a recusa da oferta inicial de aproximadamente R$ 3 bilhões pela Dasa na sexta-feira (7), a Tanure está planejando uma nova proposta. 

Segundo a Dasa, “não há qualquer decisão da administração da companhia a respeito do assunto”. 

Ações DASA3 saltam na Bolsa

Antes da publicação do fato relevante nesta segunda-feira sobre os acordos, as ações da empresa de medicina diagnóstica tiveram a negociação suspensa, mas logo voltaram a subir. Os papéis DASA3 subiram 4,87%, a R$ 4,09 nesta segunda-feira (10).

No ano, no entanto, os papéis acumula perda de 58% e, em 12 meses, de -63,3%. Acompanhe a cobertura ao vivo dos mercados. 

O gráfico abaixo mostra o desempenho das ações da Dasa no ano:

Fonte: TradingView

Compartilhe

FORA DE MODA

Após resultados decepcionantes, ação da dona da Gucci cai quase 8% na Europa e preocupa investidores e entusiastas da moda

25 de julho de 2024 - 15:31

Desempenho fraco das vendas da Gucci na Ásia abalou novamente o visual da holding no primeiro semestre do ano

O RETORNO

Latam retoma voo em Wall Street com nova listagem de ADRs na bolsa de valores de Nova York. O que isso significa para os acionistas?

25 de julho de 2024 - 12:08

Os novos papéis devem começar a ser negociados hoje após três anos fora da bolsa norte-americana; entenda

É HOJE!

A Vale (VALE3) vai pagar dividendos ou não vai? O que esperar do desempenho financeiro da mineradora no 2T24

25 de julho de 2024 - 6:03

A companhia divulga nesta quinta-feira (25), após o fechamento do mercado, os resultados entre abril e junho; o Seu Dinheiro ouviu especialistas para saber o que vem por aí

DEMOROU, MAS SAIU

Passagens de avião por até R$ 200: Confira tudo o que você precisa saber sobre o programa Voa Brasil — e quem poderá participar

24 de julho de 2024 - 19:04

Segundo cálculos do governo, cerca de 20 milhões de pessoas cumprem os requisitos para participar do programa; veja os critérios

Reforço no caixa

Estoque de títulos de renda fixa de dívida de empresas dispara na B3 e atinge cifra trilionária; confira os detalhes

24 de julho de 2024 - 18:42

No primeiro semestre deste ano, registro de papéis de dívidas corporativas na B3 subiram 18%

NOVO CRONOGRAMA

Americanas (AMER3) divulga data para aumento de capital e grupamento de ações – e dá mais um passo no processo de Recuperação Judicial 

24 de julho de 2024 - 17:24

Varejista vai discutir a homologação do aumento de capital em reunião do conselho de administração nesta quinta-feira (25)

O BALANÇO VEM AÍ

Mais de R$ 100 bilhões em dividendos da Petrobras (PETR4): saiba se é hora de comprar as ações para aproveitar a oportunidade dos proventos bilionários

24 de julho de 2024 - 15:41

Os cálculos foram feitos pelo Goldman Sachs; papéis da petroleira avançam nesta quarta-feira (24) — entendam os motivos dessa alta

SINAL VERMELHO

A BYD atropelou a Tesla? Por que a fabricante de carros elétricos de Elon Musk despenca 12% em Nova York

24 de julho de 2024 - 15:04

Após os negócios de terça-feira (23), a Tesla apresentou os resultados trimestrais e os investidores não perdoaram; saiba o que preocupa no caminho da norte-americana

VOLTANDO A BRILHAR

Vivara (VIVA3) voltou a ser uma joia? Por que o Itaú BBA retomou a cobertura da rede de joalherias com recomendação de compra

24 de julho de 2024 - 14:03

Instituição vê um potencial de alta de 40% dos papéis da Vivara após renúncia de CEO e conselheiros abalar os papéis da empresa em março deste ano

Martelo batido

Preço mínimo da ação da Sabesp foi fixado em 20 de junho, e pouca gente sabia disso

24 de julho de 2024 - 13:39

Preço mínimo de R$ 63,56 por ação se tornou público hoje, com a publicação da ata de reunião do dia 20; Equatorial pagou R$ 67,00

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar