🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
CORRIDA NO VERMELHO

Ações da Uber (U1BE34) despencam após prejuízo bilionário; entenda por que as perdas saltaram 5.490% em um ano

Empresa de transporte por aplicativo registrou prejuízo de US$ 5,93 bilhões no primeiro trimestre de 2022, 55 vezes maior na comparação anual

Camille Lima
Camille Lima
4 de maio de 2022
15:05 - atualizado às 17:33
Uber
Uber - Imagem: Shutterstock

Esta quarta-feira pode até ser chamada de “Super Quarta”, mas definitivamente não está sendo nada “super” para a Uber Technologies (U1BE34). As ações da companhia estão derretendo, tanto lá em Nova York quanto aqui na B3, e a justificativa é uma só: o prejuízo multibilionário no primeiro trimestre de 2022.

Os papéis despencaram 4,65% no Nasdaq, o índice de tecnologia dos Estados Unidos, negociados a US$ 28,10. Enquanto isso, na bolsa brasileira, os BDRs da empresa (U1BE34) recuaram 6,46%, a R$ 34,44.

O prejuízo de bilhões da Uber (U1BE34)

Desde que foi criada, a Uber não conseguiu encerrar um trimestre com lucro. Porém, entre janeiro e março de 2022, as perdas dispararam 5.490% na comparação anual, para US$ 5,93 bilhões. 

O montante é 55 vezes maior que o prejuízo de US$ 108 milhões visto no mesmo período do ano passado.

Segundo a empresa, o desempenho negativo pode ser explicado pelos seus investimentos de capital. A Uber cita as participações na Grab, uma companhia asiática de mobilidade e entrega, na Aurora, empresa de veículos autônomos, e na gigante chinesa Didi, a dona do rival 99.

Nelson Chai, diretor financeiro da Uber, disse que a companhia possui liquidez para manter suas posições e aguardar o momento ideal para vendê-las.

Receita maior no primeiro trimestre

Apesar do gigantesco prejuízo da empresa de transporte por aplicativo, a receita da companhia mais do que dobrou (alta de 136%) em relação ao primeiro trimestre de 2021, para US$ 6,85 bilhões.

A Uber (U1BE34) afirmou que está se recuperando das baixas durante a pandemia da covid-19 e não terá que realizar investimentos de incentivo “significativos” para evitar que os motoristas deixem a plataforma.

“Nossa necessidade de aumentar o número de motoristas na plataforma não é novidade nem surpresa... há muito trabalho pela frente, mas esta é uma máquina que está rodando”, disse Dara Khosrowshahi, diretor executivo da Uber.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, em português) ajustado também fechou o primeiro trimestre de 2022 no campo positivo. 

O indicador foi de US$ 168 milhões, revertendo o saldo negativo de US$ 359 milhões registrado no mesmo período do ano anterior.

Indicadores operacionais da Uber (U1BE34)

A Uber (U1BE34) registrou aproximadamente 1,71 bilhão de viagens na plataforma durante o primeiro trimestre de 2022, o que representa um avanço de 18% em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

Os usuários ativos por mês da plataforma chegaram a 115 milhões, crescimento de 17% na comparação anual.

Durante a pandemia, o negócio de entregas da companhia, incluindo o Uber Eats, era responsável por grande parte das receitas da empresa.

Porém, neste trimestre, a Uber viu as receitas de mobilidade ultrapassarem as de entrega, com US$ 2,52 bilhões em mobilidade e US$ 2,51 bilhões em entrega, descontando impostos e taxas adicionais das reservas brutas.

“Nossos resultados representam o quanto nós progredimos na saída da pandemia e como o poder da nossa plataforma diferencia o nosso desempenho de negócios”, afirmou o diretor executivo da Uber, Dara Khosrowshahi.

Leia também:

Compartilhe

MAQUININHA DE LUCRO

PagSeguro (PAGS34) dispara após balanço e puxa ações da Cielo (CIEL3); veja os números do resultado do 2T22

25 de agosto de 2022 - 17:28

A lucro da PagSeguro aumentou 35% na comparação com o mesmo período do ano passado e atingiu R$ 367 milhões

FIM DE TEMPORADA

Nos balanços do segundo trimestre, uma tendência para a bolsa: as receitas cresceram, mas os custos, também

19 de agosto de 2022 - 16:18

Safra de resultados financeiros sofreu efeitos do aumento da Selic, mas sensação é de que o pior já passou

Investidores gostaram

Nubank (NU; NUBR33) chega a subir 20% após balanço, mas visão dos analistas é mista e inadimplência preocupa

16 de agosto de 2022 - 12:03

Investidores gostaram de resultados operacionais, mas analistas seguem atentos ao crescimento da inadimplência; Itaú BBA acha que banco digital pode ter subestimado o risco do crédito pessoal

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, o que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

Holding lucrou R$ 3 bilhões no segundo trimestre e vai distribuir juros sobre capital próprio no fim de agosto

Resultados

Nubank (NUBR33) tem prejuízo acima do esperado no 2º tri, e inadimplência continuou a se deteriorar; veja os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 18:42

Prejuízo líquido chegou a quase US$ 30 milhões, ante uma expectativa de US$ 10 milhões; inadimplência veio dentro do esperado, segundo o banco

Bife suculento

Marfrig (MRFG3) anuncia R$ 500 milhões em dividendos e programa de recompra de 31 milhões de ações; veja quem tem direito aos proventos e os destaques do balanço

12 de agosto de 2022 - 13:15

Mercado reage positivamente aos números da companhia nesta sexta (12); dividendos serão pagos em setembro

Balanço

Oi (OIBR3) sai de lucro para prejuízo no 2T22, mas dívida líquida desaba

12 de agosto de 2022 - 6:45

Oi reportou prejuízo líquido de R$ 320,8 milhões entre abril de junho, vinda de um lucro de R$ 1,09 bilhão no mesmo período do ano anterior

Balanço do 2º tri

Cenário difícil para os ativos de risco pesa sobre o balanço da B3 no 2º trimestre; confira os principais números da operadora da bolsa

11 de agosto de 2022 - 19:56

Companhia viu queda nos volumes negociados e também nas principais linhas do balanço, tanto na comparação anual quanto em relação ao trimestre anterior

BALANÇO

Apelo de Luiza Trajano não foi à toa: Magazine Luiza tem prejuízo de R$ 135 milhões no 2T22 — veja o que afetou o Magalu

11 de agosto de 2022 - 19:26

O Magalu conseguiu reduzir as perdas na comparação com o primeiro trimestre de 2022, mas em relação ao mesmo período de 2021, acabou deixando o lucro para trás

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies