O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-12T18:24:07-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
INFLUÊNCIA

Google (GOGL34) lidera ranking de marcas influentes no Brasil; Americanas (AMER3) e Natura (NTCO3) também estão na lista

A big tech Google se mantém no topo da lista de marcas mais influentes no Brasil; 8 das 10 empresas no ranking são de tecnologia

12 de abril de 2022
18:23 - atualizado às 18:24
Logo do Google numa parede. A empresa é controlada pela Alphabet (GOGL34) e está com vagas de estágio abertas
Imagem: Divulgação/Google

Qual é a marca mais influente no país? Segundo um levantamento da Ipsos divulgado nesta terça-feira (12), a onipresente Google (GOGL34) é a dona do topo do ranking — oito das 10 primeiras posições são de empresas de tecnologia, e apenas duas companhias nacionais aparecem em destaque: Americanas (AMER3) e Natura (NTCO3).

“Marcas influentes são aquelas que são vistas e ouvidas. Ser vista faz parte do caminho para criar influência, inspirar pessoas e estimular o engajamento do seu consumidor”, destaca Marcos Calliari, CEO da Ipsos no Brasil, em nota. Veja o top 10 do levantamento:

  1. Google (GOGL34)
  2. Samsung
  3. YouTube
  4. Netflix (NFLX34)
  5. Americanas (AMER3)
  6. Amazon (AMZO34)
  7. Facebook (FBOK34) e Mastercard (MSCD34)
  8. Natura (NTCO3) e Nestlé
  9. Mercado Livre (MELI34)
  10. Microsoft (MSFT34)

Para Calliari, da Ipsos, “estas marcas não vendem apenas serviços ou produtos, mas também formam opinião e estabelecem modelos de comportamento a serem seguidos”.

O levantamento levou em consideração seis características das empresas: inovação, confiança, responsabilidade social, presença e engajamento online. A pesquisa foi realizada entre os dias 15 de novembro e 10 de dezembro de 2021, e contou com 2.000 entrevistas online. 

Google (GOGL34) segue na liderança

Não é a primeira vez que a gigante de tecnologia Google (GOGL34) tem a liderança do ranking. Desde 2019, a big tech tem se mantido como a marca mais influente no Brasil. 

Segundo o estudo deste ano, a empresa “conseguiu superar as estimativas dos analistas” e segue como “potência online”. Um dos fatores para esse resultado é a que a maioria dos smartphones no Brasil funcionam através do sistema Google, o Android. 

Além disso, o navegador de internet mais usado no país, Chrome, também pertence à gigante de tecnologia 

Leia também

Americanas (AMER3) e Natura (NTCO3)

Ainda que as empresas brasileiras que estão no ranking não sejam de tecnologia, as Americanas (AMER3) e a Natura (NTCO3) se destacaram em pelo menos uma das competências avaliadas pela pesquisa. 

A Americanas, que no início do mês lançou uma aceleradora de startups, foi destaque na dimensão de engajamento online. Já a Natura foi a marca mais associada à responsabilidade social, na visão dos entrevistados, entre todas as empresas analisadas. 

“Apesar de toda a força demonstrada pelo setor de tecnologia, os bens de consumo, que desempenharam um papel essencial na vida dos consumidores durante a crise da covid-19, marcam presença com a própria Natura, ao lado da Nestlé, empatadas na 8ª posição”, destaca o estudo.  

Leia também

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

BR Properties (BRPR3) vende 80% do portfólio para fundo canadense, em transação de quase R$ 6 bilhões

Além de representar um movimento importante no atual cenário macroeconômico brasileiro, a transação marca a saída de boa parte do capital do fundo soberano de Abu Dhabi (ADIA) da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies