O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-01T20:33:14-03:00
Ricardo Gozzi
BURACO NEGRO

Empresa de Elon Musk à beira da falência? Bilionário admite que o risco é real se a SpaceX não decolar

Em e-mail enviado aos funcionários, CEO descreve a existência de uma crise muito pior do que a imaginada no desenvolvimento dos motores Raptor

1 de dezembro de 2021
11:28 - atualizado às 20:33
Montagem de Elon Musk no espaço voando em foguete que está falhando o motor com o planeta terra ao fundo | SpaceX, Marte
Elon Musk no espaço voando em foguete que está falhando o motor - Imagem: Montagem Andrei Morais / Elon Musk Instagram / Shutterstock / Envato

Talvez esta tenha sido a primeira vez que você leu Elon Musk e falência na mesma frase. Mas quem levou a essa associação foi o próprio bilionário, fundador da Tesla e da SpaceX.

Isso aconteceu em um arroubo de fúria de Musk pela falta de progresso da SpaceX no desenvolvimento dos motores Raptor, responsáveis por propulsionar o foguete Starship.

O bilionário CEO da Tesla e da SpaceX descreveu uma situação aterradora em e-mail enviado a todos os funcionários da empresa no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças.

'Risco genuíno de falência'

“A crise na produção do Raptor está muito pior do que parecia há algumas semanas”, escreveu Musk, segundo uma cópia da mensagem obtida pela CNBC.

“Corremos um risco genuíno de falência se não conseguirmos atingir com a Starship uma taxa de pelo menos um voo a cada duas semanas no próximo ano”, adverte Musk.

Starship é o nome do foguete que a SpaceX está desenvolvendo com a intenção de lançar cargas e pessoas em missões à Lua e a Marte num futuro próximo.

A empresa está testando protótipos em uma instalação no sul do Texas e já realizou diversos voos de teste curtos. Mas para passar aos lançamentos orbitais, os protótipos precisarão de até 39 motores Raptor cada. Isso exige uma alta acentuada na produção do motor.

Mais detalhes sobre a crise

O e-mail do CEO aos funcionários da SpaceX fornece mais contexto para a importância da recente saída do ex-vice-presidente de propulsão Will Heltsley.

Heltsley foi retirado do desenvolvimento do Raptor antes de deixar a empresa no início de novembro.

Na mensagem, Musk disse que a direção da empresa já vinha investigando os problemas no desenvolvimento dos motores e determinou que a situação era bem mais grave do que a originalmente imaginada.

Depois de qualificar a situação como "um desastre", o bilionário reclama ainda que se viu obrigado a cancelar a folga que pretendia tirar no feriado de Ação de Graças para lidar pessoalmente com a situação.

Nem a SpaceX nem o ex-executivo responderam a pedidos para comentar o assunto.

Contagem regressiva

Ainda não é possível determinar se o risco de falência apontado por Musk é mesmo real ou se foi apenas um exagero retórico para pilhar a equipe.

Musk disse em 17 de novembro que a SpaceX pretendia promover seu primeiro voo orbital em janeiro ou fevereiro de 2022.

O momento exato dependeria tanto da aprovação da agência norte-americana de aviação civil quanto do desenvolvimento técnico dos protótipos.

O e-mail obtido pela CNBC não mencionava novos prazos.

O fato é que a crise afeta a contagem regressiva para a estreia da Starship em órbita e também para planos mais audaciosos.

Enquanto isso, na corrida espacial dos bilionários...

Se Musk parece furioso com seu projeto espacial, quem deve ter voltado a rir à toa é Jeff Bezos.

Há menos de um mês, um tribunal norte-americano decidiu contra o bilionário fundador da Amazon em uma ação por meio da qual sua Blue Origin pretendia atravessar um contrato da SpaceX com a Nasa para uma missão tripulada à Lua em 2024 e fazer parte do projeto.

Nessa corrida espacial particular entre os dois badalados bilionários, o revés de um é a vitória do outro.

*Com informações da CNBC.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOITE CRIPTO

Não deu para o bitcoin (BTC): maior criptomoeda do mundo tenta, mas patamar de US$ 30 mil escapa; confira cotações

Agora, os investidores devem permanecer tentando sustentar esse suporte psicológico importante e entrar na próxima semana no “zero a zero”, antes de tentar buscar novas altas

REVISÃO CUSTOU CARO

B3 (B3SA3) volta a corrigir erro nos dados e revela que 2021 terminou com fluxo estrangeiro negativo após R$ 77,9 bilhões em dinheiro gringo “sumirem” da conta

Vale lembrar que a entrada de capital estrangeiro ajuda na performance do mercado acionário e de câmbio. Por isso, a nova cifra não pinta um quadro positivo para o país

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa ignora tensão em Nova York, os planos de Elon Musk para o Brasil e o salto da GetNet; confira os destaques do dia

Por enquanto, o Ibovespa segue avançando, apesar do desempenho ruim das bolsas pelo mundo

FIQUE DE OLHO

Em semana de ata do Fed, destaque no Brasil fica por conta do IPCA-15; confira a agenda completa de indicadores

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa escapa do mau humor em NY e sobe mais de 1% na semana; dólar fica abaixo dos R$ 5

O S&P 500 chegou a entrar oficialmente em “bear market”, mas os estímulos na China salvaram a semana do Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies