O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-20T18:13:04-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
BALANÇO

Tesla (TSLA34) avança mais de 6% após driblar falta de suprimentos e entregar balanço recheado de recordes; confira destaques da montadora de Elon Musk

Impulsionada por uma nova marca histórica de entregas de veículos, a receita total cresceu 81%, para US$ 18,7 bilhões

20 de abril de 2022
17:12 - atualizado às 18:13
Fachada da Tesla, montadora de carros elétricos de Elon Musk
Imagem: Shutterstock

A Tesla (TLSA34), fabricante de carros elétricos de Elon Musk, divulgou um balanço trimestral recheado de cifras bilionárias e indicadores que superaram as expectativas do mercado nesta quarta-feira (20).

O lucro líquido atribuível aos acionistas saltou 255% e chegou a US$ 3,7 bilhões nos primeiros três meses de 2022, na comparação com o mesmo período do ano anterior. O fluxo de caixa livre também disparou 660% no trimestre, para US$ 2,2 bilhões.

Impulsionada por uma nova marca histórica de entregas de veículos - a montadora colocou na praça mais de 310 mil veículos entre janeiro e março -, a receita total cresceu 81%, na mesma base de comparação, e também bateu recorde, com US$ 18,7 bilhões.

A margem da divisão de automóveis da empresa ficou em 32,9% e também impressionou. "Esse foi o melhor resultado da historia da empresa, mesmo em um ambiente de inflação global de insumos, e é resultado tanto de um aumento no preço médio quanto do controle de custos melhor que o esperado", afirma Natan Epstein, sócio da gestora Catarina Capital

Com número desse porte, a montadora de Musk agradou os investidores. Por volta das 18h12, as ações da empresa avançavam quase 7% nas negociações after hours da Nasdaq, a US$ 1.04423. Assim, apagavam as perdas registradas durante o dia, quando encerraram o pregão regular em queda de 4,96%.

O trio covid-19, inflação e falta de peças afetou a Tesla

As operações da Tesla no trimestre foram prejudicadas por um surto de covid-19 e novas restrições de saúde na China, que demandou paradas temporárias na fábrica de Xangai. Conforme explica Epstein, a unidade chinesa é capaz de produzir 450 mil veículos por ano, pouco menos da metade da capacidade total estimada para a companhia neste ano.

Parte do impacto será compensando pela fábrica de Berlim, na Alemanha. A nova planta, inaugurada no mês passado, permitirá a produção local dos veículos destinados à Europa ".

A fábrica de Austin, no Texas, outra unidade a entrar em operação recentemente, também representa mais um passo importante para a meta da empresa de verticalizar a cadeia produtiva nos Estados Unidos. Ainda segundo o sócio da Castarina Capital, ela será "um dos principais vetores para a produção de baterias" localmente.

Junto com o resto da indústria automobilística, a empresa de Elon Musk também sofreu pela escassez generalizada de peças e pela inflação.

Componentes críticos como semicondutores continuam em falta, e os preços aumentaram para matérias-primas como níquel e alumínio depois que a Rússia invadiu a Ucrânia em fevereiro. 

Para driblar o problema, a montadora tem colocado "esforço significativos" na produção interna de seus produtos, assim como na diversificação de fornecedores.

Ainda assim, não houve como fugir de aumentos de preços para compensar os custos maiores. Em meados de março, Musk alertou sobre as pressões inflacionárias sobre os negócios e aumentou os preços de seus carros nos EUA e na China.

"O impacto inflacionário na estrutura de despesas contribuiu para ajustes em nossos preços de produtos, apesar de um foco contínuo em reduzir custos de fabricação sempre que possível", justifica, em nota, a empresa.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

INTERNET DO MUSK

O que faz a Starlink, empresa que trouxe Elon Musk ao Brasil e que deve operar na Amazônia

A empresa de Elon Musk, Starlink, promete internet ultrarrápida e deve começar as suas operações ainda neste ano; Anatel já deu aval

FECHAMENTO DO DIA

Escapou do urso: S&P 500 consegue fechar no azul em recuperação dramática; saiba o que aconteceu com as bolsas nos EUA

Dois fatores são centrais para entender o comportamento do S&P 500, do Nasdaq e do Dow Jones nas últimas semanas; entenda

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,87% e vale R$ 4,87. Euro também cai e vale R$ 5,13; confira o que movimentou o câmbio nesta sexta-feira

Apesar do predomínio de um certo humor pessimista pelo mundo, o real conseguiu ter mais um dia de ganhos em relação ao dólar

VISÃO MACRO

Por que o mercado exagera ao temer uma recessão nos Estados Unidos e na China

Os sinais de uma possível recessão nas grandes economias, como EUA e China, e o aumento de um pessimismo generalizado parecem ter tomado conta dos mercados

CHAPÉU NA RECEITA

Criador da Terra (LUNA), criptomoeda que virou pó, deve cerca de US$ 78 milhões ao governo da Coreia do Sul e Terraform Labs deixa investidores com prejuízo de US$ 1,1 milhão

As acusações acontecem em meio a uma reformulação do protocolo, que pretende pagar os usuários que perderam dinheiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies