O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-04T13:34:20-03:00
Carolina Gama
OLÉ NO TIO SAM

Uma forcinha pro Putin: China compra petróleo da Rússia na surdina para não despertar a ira dos EUA; entenda a história

Ajuda chinesa acontece no momento em que a União Europeia dá prazo de seis meses para que os países do bloco substituam as compras do petróleo russo

4 de maio de 2022
13:34
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, grita ao microfone
Joe Biden, presidente dos EUA -

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, definitivamente não está sozinho na luta contra as sanções do Ocidente. Para enfrentar o embargo severo ao petróleo russo por conta da guerra na Ucrânia, o chefe do Kremlin conta com um aliado de peso: a China

Os EUA pararam de importar petróleo russo e o Reino Unido está eliminando-o gradualmente. Já a União Europeia (UE) propôs nesta quarta-feira (04) a proibição total de importações até o final de 2022.

Mas um funcionário de uma refinaria chinesa independente disse ao Financial Times que a China está comprando petróleo russo com grandes descontos — e não está divulgando publicamente os negócios, para escapar da ira de Joe Biden.

De acordo com a fonte ouvida pelo FT, as refinarias chinesas independentes assumiram parte da cota de compra de petróleo russo de empresas estatais de comércio de commodities — que são vistas como representantes de Pequim e se recusam a assinar novos contratos de fornecimento.

Estatais da China com pouca fome de petróleo russo

As refinarias estatais chinesas estão com pouca fome de petróleo russo. Mas não é sem motivo. 

Bloqueios na China, desafios logísticos e financeiros causados ​​por sanções à Rússia e o risco de provocar os EUA reduziram o apetite das refinarias estatais do país por qualquer aumento substancial nas compras de petróleo russo.

No entanto, a atividade de transporte apontou para um aumento modesto nas importações por Pequim. 

Segundo corretores e operadores de navios, pelo menos seis superpetroleiros — cada um capaz de transportar até 2 milhões de barris de petróleo — fecharam acordos para consolidar cargas de petróleo russo da região dos Urais, na Europa Oriental, para a Ásia.

A C[hina é o principal destino das embarcações, embora alguns também estejam indo para a Índia. Vale ressaltar, no entanto, que parte do petróleo dos Urais pode ser originário do Cazaquistão.

Dados da Kpler, uma empresa de análise de dados de commodities, mostram que as compras de petróleo e derivados russos feitas pela China subiram em cerca de 86.000 barris por dia neste mês em relação às médias registradas no mesmo período do  ano passado.

Confira abaixo o gráfico com os dez maiores importadores de combustíveis fósseis da Rússia nos dois primeiros meses da invasão da Ucrânia, em bilhões de euros:

Fonte: Fonte: Centro de Pesquisa em Energia e Ar Limpo (CREA, na sigla em inglês)

Quem não gosta de um descontinho?

Todo mundo gosta de um desconto na hora da compra, não é mesmo? E isso não é diferente quando o assunto é petróleo. 

O desconto que está sendo oferecido pela Rússia — que chega a US$ 35 por barril dos Urais em relação ao Brent — atraiu alguns compradores, principalmente os asiáticos que se sentem menos pressionados a seguir o exemplo dos EUA de cortar os laços com Moscou.

No entanto, esses compradores ainda desejam manter um perfil discreto, para não atrair a ira dos EUA.

No final de abril, o The Wall Street Journal informou que houve um aumento acentuado nas exportações de petróleo russas marcadas para "destino desconhecido".

De acordo com o funcionário da refinaria de Shandong, a China está tomando cuidado ao comprar petróleo russo porque a possível introdução de sanções secundárias dos EUA a entidades de terceiros que fazem negócios com a Rússia pode levar ao fechamento de seu braço comercial de Cingapura.

*Com informações do Financial Times

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Carreira

Alunos da USP têm prioridade no mercado de trabalho? Nem sempre os ‘selecionados’ da Fuvest vão ‘roubar’ seu emprego

A universidade faz tanta diferença na sua carreira? Nós respondemos essa pergunta sobre como a USP influencia sua empregabilidade

TRILHA DO UNICÓRNIO

Aplicativo de conta em dólar, Nomad recebe aporte de R$ 160 milhões e já é avaliado em mais R$ 1 bilhão

Nessa segundo rodada de captação, a Nomad, fintech de serviços financeiros em dólar, espera atingir 1 milhão de clientes até o fim do ano

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,12% e vale R$ 5,05. Euro sobe e é negociado a R$ 5,27. Confira o que movimentou o câmbio nesta segunda-feira

A segunda-feira ficou marcada por dados que apontam para uma desaceleração na economia chinesa

FECHAMENTO DO DIA

Derrotado: S&P 500 perde a luta e fecha o dia na lona; veja o comportamento das bolsas lá fora

Os três principais índices de Wall Street vieram de uma semana difícil, já que as preocupações com a desaceleração econômica dos EUA, um Federal Reserve mais agressivo e a inflação mais alta afetaram a confiança dos investidores

Criptomoedas no chinelo: bitcoin pode ir a US$ 20 mil e Ethereum a US$ 1,3 mil; entenda o motivo e se é uma boa investir agora

Bitcoin hoje derrete e cotação do ethereum também rompe barreira psicológica; situação tende a piorar, mas há salvação no olhar de analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies