🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Previsões, bolsa volátil e juros altos: o que você precisa saber para investir bem em 2022

A grande maioria das matérias sobre o que esperar da bolsa no ano são negativas e enchem o investidor de medo. Mas as previsões e a realidade nem sempre conversam entre si

7 de janeiro de 2022
6:06 - atualizado às 18:14
imagem mostra setas de queda e alta entrelaçadas, indicando volatilidade dos mercados e da bolsa
Imagem: Shutterstock

Deixa eu adivinhar: você nem esperou terminar a primeira semana do ano e já foi procurar no Google "onde investir em 2022", não é?

Se você realmente fez isso, muito bem! Preocupação com as nossas finanças é algo que devemos ter o ano todo. 

Apenas lembre-se de ter cuidado com o que você lê por aí.

Sobre as previsões para a bolsa

Todo começo de ano é a mesma história. Não faltam matérias sobre as perspectivas para os investimentos no ano que acaba de começar. 

Mas antes de sair por aí acreditando em qualquer previsão, vale a pena lembrar quais eram as perspectivas doze meses atrás. 

O ano de 2020 terminou com uma surpreendente valorização, mesmo depois de o mundo ter sido assolado pela pandemia. 

Naquele momento, as Bolsas marcavam máximas, as taxas de juros estavam nas mínimas e o fluxo de investimentos dava toda a pinta de que iria continuar migrando para os emergentes, incluindo o Brasil.

O otimismo dominava, como você pode ver em algumas das manchetes que eu peguei daquela época:

"2021 será o ano da Bolsa e dos emergentes" (31/12/2020)

"Mercado financeiro projeta ano de recordes para a bolsa brasileira" (4/1/2021)

"Bolsa deve subir mais em 2021" (4/1/2021)

Doze meses depois, sabemos muito bem que nada disso aconteceu.

A inflação disparou, a Selic acompanhou e tudo isso ainda veio junto com a paralisação das reformas e do aumento dos riscos fiscais. 

O resultado? A bolsa marcou uma queda de mais de 10% que não estava no cenário de ninguém antes de o ano começar. 

Antes de mais nada, quero esclarecer que não tenho nada contra essas matérias. Elas sempre farão parte do mundo dos investimentos e, de certa forma, acabam nos ajudando a entender como está "a cabeça" dos investidores de maneira geral. 

No entanto, esse exemplo relativamente recente nos mostra que a tarefa de fazer previsões é muito mais difícil do que parece. 

Neste início de 2022, a grande maioria das matérias sobre o que esperar da bolsa no ano são negativas e, na maioria das vezes, enchem o investidor de medo.

É nestes momentos que devemos olhar para o passado e nos lembrar que as previsões e a realidade nem sempre conversam entre si. 

Não é impossível que o ano que está começando cheio de receios termine de maneira positiva para os investidores.

Mas como podemos lidar com essa incapacidade de prever o futuro? Admitir a nossa incapacidade já é um ótimo começo. 

Warren Buffett já disse várias vezes que nunca olhou previsões de PIB, inflação, juros, nem nada disso para comprar ações — que homem!

Ele limita o seu trabalho a escolher empresas boas, com uma gestão competente e que estão negociando por múltiplos atrativos, e capazes de atravessar qualquer que seja o cenário.

Negociando por apenas 10 vezes lucros e pagando ótimos dividendos, Hypera (HYPE3) é um nome que se encaixa nessa categoria e segue firme na série Vacas Leiteiras, focada em dividendos.

Volatilidade é ruim para a bolsa?

Ainda sobre os prognósticos para a Bolsa em 2022, você deve ter se deparado várias vezes com a palavra "volatilidade", principalmente por causa das eleições. 

Mas o que isso significa em termos de retorno para os seus investimentos?

A resposta é nada! Absolutamente nada!

A volatilidade é apenas uma medida de movimento. Quanto maior a volatilidade, maior a quantidade de movimento dos ativos.  

Mas esses movimentos podem ser tanto para cima quanto para baixo, e não indicam desvalorização das ações, como a maioria das reportagens dá a entender. 

Pelo contrário. Como podemos ver abaixo, a volatilidade do Ibovespa atingiu níveis mais elevados em 2017, 2018 e 2020 do que no ano passado. 

Volatilidade (50 períodos) do Ibovespa. Fonte: Bloomberg

Ainda assim, o índice Ibovespa subiu em todos esses anos mais "turbulentos" e apresentou um desempenho pífio justamente no pouco volátil 2021. 

AnoRetornoVolatilidade Máxima
2017+26,9%27,7%
2018+15,0%27,6%
2019+31,6%24,3%
2020+2,9%87,4%
2021-11,9%26,8%

Ou seja, não se assuste com o fato de 2022 ser um ano de maiores movimentos, isso não é necessariamente negativo.

Mais importante do que a volatilidade em si é o fato de as ações estarem negociando por preços descontados, que já embutem um cenário bastante ruim e abrem espaço para grandes valorizações em caso de um resultado apenas menos ruim que o esperado.

Negociando por 3x lucros e em um momento operacional fantástico, a Petrobras (PETR4) guarda justamente esse perfil de risco vs retorno, e é por isso que faz parte da série Palavra do Estrategista..

Sobre os juros

O ano começou cheio de incertezas, mas uma coisa é certa: a Selic vai ultrapassar os 10% em 2022.

O que ninguém sabe ainda é até quando ela vai permanecer naqueles níveis.

Isso porque o Banco Central do Brasil agiu rápido na subida de juros (linha vermelha) para conter a inflação (linha preta), que já começa a dar sinais de reversão.

O Super Renda Fixa, que já tem conseguido oferecer ótimos títulos semanalmente com a Selic nos níveis atuais, deve começar a ter oportunidades ainda melhores quando a taxa básica de juros superar os 10%.

O problema é que essa janela pode durar pouco tempo se a inflação começar a recuar rapidamente. Por isso, é bom estar preparado para quando essas oportunidades surgirem.

Ano de oportunidades

Apesar de começar mais difícil do que gostaríamos, 2022 deve ser um ano de grandes oportunidades, seja em ações, em renda fixa, fundos imobiliários, criptomoedas e por aí vai.

Sabe qual é a melhor parte? A partir de hoje, você não precisa mais escolher de qual desses ativos você prefere receber sugestões de investimento.

Com o Empiricus Pass, você tem acesso à todas as carteiras essenciais da Empiricus.

Você vai ter acesso a sugestões de investimento criptomoedas, ações locais, ações focadas em dividendos, ações internacionais, renda fixa, fundos imobiliários e muito mais!

Se quiser conferir essa oferta, deixo aqui o convite.

Um grande abraço e até a semana que vem!

Ruy

Compartilhe

SEXTOU COM O RUY

Opção é apenas para investidores profissionais? O fundo dos sobrinhos de Armínio Fraga acaba de nos mostrar que você pode se sair bem melhor do que eles

16 de setembro de 2022 - 6:03

Um desastre recente tratou de mostrar que, no mercado financeiro, todo mundo pode cometer erros, até os profissionais

SEXTOU COM O RUY

Tudo tem preço, até mesmo aquela ação ‘pra vida inteira’ que você tem na carteira

9 de setembro de 2022 - 6:03

Como nos ensinou Benjamin Graham, o Senhor Mercado é um sujeito bipolar, disposto a pagar preços absurdamente baixos ou altos por suas ações, dependendo do humor

SEXTOU COM O RUY

Por que a Gerdau acertou mais uma vez ao segurar aquele caminhão de dividendos que todos estavam esperando

2 de setembro de 2022 - 5:43

Um ano depois, a Gerdau continua ensinando os analistas sobre a gestão disciplinada de recursos que diferencia as boas empresas do mercado

SEXTOU COM O RUY

Se Warren Buffett fosse brasileiro, qual ação ele compraria? Um investimento recente do mago de Omaha dá uma pista

26 de agosto de 2022 - 5:40

O megainvestidor está interessado em uma petroleira norte-americana, mas um nome brasileiro do setor é ainda mais atraente

SEXTOU COM O RUY

Você é um pequeno investidor? Descubra as vantagens que você tem sobre o resto do mercado e ainda não sabia

19 de agosto de 2022 - 6:40

Investidores institucionais muitas vezes são obrigados a abrir mão de oportunidades das quais nós, pequenos investidores, podemos obter ganhos vultosos

SEXTOU COM O RUY

Investir em estatal vale a pena? Uma reflexão sobre como o Banco do Brasil (BBAS3) subverteu as máximas dos manuais de investimentos

12 de agosto de 2022 - 5:57

Banco do Brasil (BBAS3) negocia com múltiplos baixos demais para a qualidade dos resultados que tem apresentado e ainda guarda um bom potencial de valorização

SEXTOU COM O RUY

Com a Selic em 13,75%, ainda vale a pena investir em ações?

5 de agosto de 2022 - 6:03

Com essa renda enorme de mais de 1% ao mês, sem riscos e sem sustos, será que ainda vale ter ações na carteira?

SEXTOU COM O RUY

A armadilha dos dividendos: cuidado para não cometer o maior erro dos investidores que buscam ‘vacas leiteiras’ na bolsa

29 de julho de 2022 - 6:01

Quem não gosta de ver um dinheirinho pingando na conta? O problema é que muitas vezes os dividendos prometidos são insustentáveis; entenda

sextou com o ruy

Bolsonaro venceu? Petrobras enfim reduz o preço da gasolina, mas até que ponto vai a influência do presidente?

22 de julho de 2022 - 6:34

Se a Petrobras tivesse baixado os preços por mera pressão do governo, as ações teriam desabado; entenda o que está por trás da redução

SEXTOU COM O RUY

A Vivo (VIVT3) e sua estabilidade à prova de crise nos mostram: negócios chatos não são maus negócios

15 de julho de 2022 - 6:11

A Vivo (VIVT3) manteve suas receitas praticamente estáveis nos últimos anos. Ainda assim, esse ‘negócio chato’ gera muito valor ao acionista

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar