Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-20T07:43:44-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
desinvestimento

Ultrapar negocia compra de refinaria da Petrobras no Rio Grande do Sul

Estatal aprova proposta vinculante da dona da rede de postos de combustíveis Ipiranga e da Ultragaz, como parte de processo de desinvestimento no setor

20 de janeiro de 2021
7:43
Refinaria Abreu e Lima da Petrobras
Refinaria Abreu e Lima da Petrobras - Imagem: Divulgação

A Ultrapar (UGPA3) anunciou na terça-feira (19) à noite que está negociando a compra da refinaria Alberto Pasqualini (Refap) da Petrobras (PETR4), localizada no Rio Grande do Sul.

As conversas começaram após a estatal aprovar a proposta vinculante apresentada pela dona da rede de postos de combustíveis Ipiranga e da Ultragaz. Os detalhes da oferta não foram divulgados.

Segundo a Ultrapar, a aquisição, se concretizada, fortalecerá a posição dela na indústria de refino, “contribuindo para um portfólio de negócios mais complementar e sinérgico, com maior eficiência, potencial de geração de valor para toda a cadeia e benefícios para os consumidores”.

A Refap está localizada no município gaúcho de Canoas. Atualmente ela processa 32 mil metros cúbicos ao dia e atende principalmente ao mercado regional, com foco na produção de óleo diesel.

Desinvestimento em refino

A venda da Refap faz parte do processo de desinvestimento da Petrobras no setor de refino.

A companhia assumiu compromisso com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para vender oito de suas 13 refinarias, equivalente a metade de sua capacidade instalada, até o final deste ano.

Em comunicado, a Petrobras confirmou as negociações com a Ultrapar e atualizou o mercado a respeito do andamento do processo de venda de outras refinarias:

  • Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná: a companhia está analisando as propostas vinculantes que recebeu;
  • Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia: a empresa está aguardando as ofertas finais de todos os participantes no processo, com base nas versões negociadas dos contratos com o Mubadala Investment Company;
  • Refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Amazonas, Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), no Ceará, e Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), no Paraná: a Petrobras recebeu propostas vinculantes e está em fase de negociação para venda;
  • Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco, e Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Minas Gerais: a companhia espera receber as propostas vinculantes no primeiro trimestre deste ano.
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Antiga InfraCo

Unidade de fibra ótica da Oi (OIBR3) muda de nome para V.tal e sonha com IPO

O novo ativo já nasce com a maior infraestrutura de fibra ótica do Brasil e deve receber cerca de R$ 30 bilhões em investimentos nos próximos quatro anos

sinal verde

Câmara aprova texto-base de projeto que abre caminho para venda dos Correios; veja os próximos passos para a privatização

Aprovação do projeto representa uma vitória para a agenda de privatizações do governo Bolsonaro, mas acontece sob críticas da oposição

no prelo

Biografia: autor de livro sobre Steve Jobs escreverá sobre Elon Musk

Segundo o bilionário, o autor Walter Isaacson o seguiu por vários dias para recolher material para o novo livro

ONDE INVESTIR EM AGOSTO

Onde investir em agosto de 2021: ações de tecnologia, o coração do bitcoin e um combo de ‘retorno absoluto’; veja recomendações

O CIO da Vitreo, Jojo Wachsmann, separou as três melhores pedidas para investidores no mês de agosto; Confira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies