🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Prévia operacional

Cyrela tem crescimento de vendas e lançamentos em 2020, e analistas gostam dos números

Lançamentos totalizaram R$ 2,873 bilhões, enquanto vendas líquidas somaram R$ 1,860 bilhão

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
19 de janeiro de 2021
11:56 - atualizado às 14:00
Prédios em construção | Direcional DIRR3
Prédios em construção - Imagem: Shutterstock

A Cyrela lançou 25 empreendimentos no quarto trimestre de 2020, totalizando R$ 2,873 bilhões, um aumento de 106% em relação ao quarto trimestre de 2019 e 74% ante o trimestre anterior.

Já as vendas líquidas somaram R$ 1,860 bilhão, alta de 34% em relação ao mesmo período do ano passado e 9% ante o terceiro trimestre.

No ano, os lançamentos somaram R$ 5,843 bilhões em Valor Geral de Vendas (VGV), 34% a mais do que em 2019. Já as vendas contratadas totalizaram R$ 4,930 bilhões, 7% superior a 2019.

Das vendas líquidas realizadas no quarto trimestre, R$ 310 milhões se referem à venda de estoque pronto (17%), R$ 450 milhões à venda de estoque em construção (24%) e R$ 1,101 bilhão, à venda de lançamentos (59%). Dessa forma, a Cyrela atingiu uma velocidade de vendas (indicador Vendas Sobre Oferta - VSO) de lançamentos de 38,3% no trimestre.

Mas em 12 meses, o VSO ficou em 48,4%, abaixo dos 52,8% do período de 12 meses encerrado no terceiro trimestre.

Prévias operacionais "impressionantes"

Para o BTG Pactual, as prévias operacionais da construtora e incorporadora foram fortes, e tudo aponta para um bom 2021. "A Cyrela reportou prévias operacionais impressionantes no quarto trimestre, com lançamentos e vendas líquidas fortes", escreveram os analistas em relatório.

Eles dizem acreditar que a Cyrela oferece uma combinação única de forte crescimento, bons dividendos à frente e um valuation atrativo, de duas vezes o preço sobre o valor patrimonial tangível, podendo ser considerada barata.

O BTG mantém recomendação de compra para a Cyrela, com preço-alvo de R$ 27.

Já o Bank of America (BofA) divulgou relatório avaliando as prévias operacionais de construtoras e incorporadoras brasileiras, destacando os números da Cyrela, que se saíram bem tanto no segmento de baixa renda como no de média/alta renda. A ação da construtora é a preferida do banco no setor.

Compartilhe

ALERTA DE OPORTUNIDADE

Por que você deveria comprar ações de construtoras agora, segundo o JP Morgan

1 de setembro de 2022 - 12:20

Os analistas alertam que um gatilho de alta para o setor pode ser disparado em breve, na próxima reunião do Copom

PREVISÕES DO SETOR

Inflação preocupa e construtoras planejam reduzir os lançamentos no terceiro trimestre, revela pesquisa do Santander com empresas do setor

8 de agosto de 2022 - 13:51

O banco conversou com 30 companhias e chegou à conclusão que a visão da maior parte delas ainda é positiva — mas o sentimento está “ligeiramente deteriorado”

AS FAVORITAS DO BOFA

As ações das incorporadoras ainda vão sofrer com a alta de juros. Mas duas delas ainda têm potencial para subir quase 90%, diz analista

23 de junho de 2022 - 16:20

Bank of America corta estimativas para principais construtoras da B3 com perspectiva de Selic ainda em níveis elevados no ano que vem, mas vê oportunidades no setor

PÓDIO DA CONSTRUÇÃO

Cyrela (CYRE3), Mitre (MTRE3) ou MRV (MRVE3)? Na corrida das incorporadoras, veja qual ação ter na carteira, segundo o Bradesco BBI

3 de junho de 2022 - 17:29

Das 14 empresas do setor avaliadas pelo banco de investimentos, uma é a preferida, outra perdeu o posto e ainda há aquela que roubou a cena; descubra quais são

REVISÃO GERAL

JP Morgan corta preços-alvo de cinco incorporadoras da B3, mas ainda recomenda compra e projeta alta de até 43% para três nomes do setor — veja quais são eles

30 de maio de 2022 - 13:40

Com a inflação ainda sem mostrar sinais de desaceleração, os analistas revisaram as estimativas financeiras para todo o setor

DESTAQUES DA BOLSA

Incorporadoras da B3 sobem forte com novidades no programa Casa Verde e Amarela; veja quais ações mais ganham com as atualizações

26 de maio de 2022 - 13:31

As mudanças já anunciadas e outras ainda em discussão no Ministério do Desenvolvimento Regional trazem alívio ao segmento hoje

BALANÇO

Cyrela (CYRE3) registra lucro de R$ 161 milhões no primeiro trimestre, mas inflação pesa no resultado da empresa; entenda

15 de maio de 2022 - 8:47

A margem bruta, indicador que leva em conta o impacto da alta dos insumos nos negócios, indica que a inflação tem afetado o desempenho da empresa

DESTAQUES DA BOLSA

PDG (PDGR3) disparou mais de 9%; por que as ações desta e de outras construtoras da B3 subiram forte hoje?

25 de abril de 2022 - 17:53

Não há nenhuma grande notícia que explique o desempenho do setor, mas algumas pistas ajudam a solucionar esse mistério

AS VENDEDORAS DE SONHOS

As prévias das incorporadoras “enganaram” o mercado e as ações despencaram, mas o setor merece um novo voto de confiança; veja por quê

25 de março de 2022 - 7:31

As empresas surpreenderam positivamente no início do ano, mas os balanços mostraram resultados abaixo das expectativas e margens pressionadas pela inflação

Pódio da XP

Cury (CURY3) supera inflação e vence a última bateria de balanços das construtoras no quarto trimestre; veja o pódio completo

18 de março de 2022 - 13:32

Entre tombos e desacelerações, a empresa encontrou estratégias certeiras para ultrapassar o obstáculo inflacionário

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar