Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-29T15:08:00-03:00
Ricardo Gozzi
BOLA DA VEZ?

Em meio a crise no setor imobiliário chinês, mais uma megaincorporadora deixa de pagar seus credores

Depois da Evergrande e da Fantasia Holdings, agora é a vez de a Modern Land perder o prazo original de um pagamento de títulos de sua dívida

26 de outubro de 2021
7:23 - atualizado às 15:08
bandeira da China
O setor imobiliário chinês deve seguir pressionando as bolsas, apesar da recuperação do subíndice de Hong Kong - Imagem: Divulgação

Primeiro aconteceu com a Evergrande. O sinal de alerta acendeu. Depois veio o calote da Fantasia Holdings. O alarme soou. Agora foi a vez de a Modern Land, outra megaincorporadora chinesa, perder o prazo do pagamento de um título de sua dívida a credores.

A notícia de que a Modern Land não cumpriu hoje com suas obrigações financeiras reacendeu os temores de um possível efeito dominó na crise atravessada pelo setor imobiliário chinês.

A perda do prazo também fez que com as ações do setor fossem castigadas na sessão de hoje na bolsa de valores de Hong Kong, onde são listadas as grandes incorporadoras imobiliárias da China continental.

Evergrande evitou declaração formal de calote

Diante da crise de liquidez, autoridades chinesas mantêm contato com representantes das incorporadoras mais endividadas em uma tentativa de mensurar a real capacidade de pagamento dessas empresas.

Aliás, você pode ler essa notícia de forma rápida pelo nosso Instagram. Lá explicamos a atual situação da China, um país cujos resultados podem trazer certa ansiedade aos mercados globais.

Confira abaixo e aproveite para nos seguir no Instagram (basta clicar aqui). Lá entregamos aos leitores análises de investimentos, notícias relevantes para o seu patrimônio, oportunidades de compra na bolsa, insights sobre carreira e empreendedorismo e muito mais.

Voltando à matéria, no fim da semana passada, a Evergrande quitou um débito de US$ 83,5 milhões no último minuto do período de carência, evitando assim a declaração formal calote.

Hoje, a Modern Land comunicou ao mercado que não havia pago o principal nem os juros sobre suas notas sêniores de 12,85%, que venceram ontem, devido a “problemas inesperados de liquidez”.

As incorporadoras estão ficando inadimplentes “uma depois da outra”, disse um investidor exposto aos títulos à agência de notícias Reuters.

Para governo, crise é ‘controlável’

A crise liquidez foi desencadeada por medidas adotadas pelo governo chinês para deter o avanço da especulação imobiliária, que vinha levando a um aumento considerável tanto os preços dos imóveis quanto no dos aluguéis.

Os primeiros sinais explícitos da crise setorial vieram à tona no início de setembro, com a Evergrande, atualmente famosa como a incorporadora mais endividada do mundo, com mais de US$ 300 bilhões em dívidas.

Mas como se trata de um aperto regulatório sobre um setor inteiro, a expectativa é de que outras grandes empresas chinesas sejam impactadas em maior ou menor medida.

Enquanto as dívidas com credores locais têm sido negociadas com mais facilidade, as incorporadoras têm enfrentado dificuldades ao tratar com investidores estrangeiros.

As autoridades chinesas qualificam a crise como “controlável”.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

DOBRANDO A ESQUINA

Lucro das empresas com ações na bolsa deve cair 6,3% em 2022, diz BTG Pactual

Mesmo assim ainda é possível encontrar setores em que o cenário é positivo; saiba quem é quem

Bateu o martelo

IPO do Nubank sai no topo da faixa indicativa, a US$ 9 por ação; banco ultrapassa Itaú (ITUB4) e é a instituição financeira mais valiosa da América Latina

Com isso, os BDRs, que serão negociados por aqui a partir da próxima quinta-feira (09), saem valendo R$ 8,38

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies