Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-31T12:21:12-03:00
Carolina Gama
MAIS UMA ONDA

OMS alerta para tsunami de casos de covid-19 no mundo e manda recado ao Brasil; saiba o que a agência falou

Dois anos após primeiras notificações da China, circulação simultânea das variantes Delta e Ômicron provoca disparada global de infecções

29 de dezembro de 2021
18:43 - atualizado às 12:21
Segunda onda coronavírus
Imagem: Shutterstock

Dois anos após a China fazer as primeiras notificações sobre uma pneumonia desconhecida, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta o mundo para um tsunami de casos de covid-19 por conta circulação simultânea das variantes Delta e Ômicron do novo coronavírus.

“Delta e Ômicron são ameaças gêmeas que estão elevando os casos a números recordes, o que, mais uma vez, causa picos nas hospitalizações e mortes”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Durante a última coletiva do ano, ele repetiu o apelo para que os países compartilhem vacinas para que a fase mais aguda da pandemia seja superada em 2022. Segundo o chefe da OMS, caso isso não aconteça, há risco de as vacinas perderem sua eficácia contra as variantes

Recado ao Brasil

As autoridades da OMS reconheceram que a situação da pandemia de covid-19 no Brasil está melhor, mas alertaram que o país não está livre de novas ondas de casos

“[A situação no país parece] muito melhor no presente momento, mas a vacinação, especialmente dos vulneráveis, não deve ser deixada para trás”, disse Ghebreyesus.

Ele reforçou ainda a necessidade de o Brasil implementar as conhecidas medidas de saúde pública para conter a disseminação do novo coronavírus no país. 

Já o  diretor do programa de emergências da OMS, Mike Ryan, afirmou que uma onda de casos deve tomar conta do mundo, e o Brasil não está fora disso. 

Segundo ele, essa situação pode agravar a condição do sistema de saúde público. “Se a onda não vier, melhor, mas estejam preparados”, disse Ryan. 

A covid-19 em números

Em seu boletim sobre a semana de 20 a 26 de dezembro, a OMS diz que foram registradas no Brasil mais 997 mortes por covid-19, um aumento de 42% em relação à semana anterior. O número de infecções em nível global subiu 11% no mesmo período. 

Mais de 280 milhões de pessoas foram contaminadas pelo novo coronavírus desde que a pandemia começou, em dezembro de 2019. Desse total, 5,4 milhões pessoas morreram. 

Os Estados Unidos seguem com o maior número acumulado de mortes, com 810 mil. Na sequência aparecem Brasil e Índia, com 618 mil e 480 mil, respectivamente. 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia morno com exterior negativo, mas termina semana com ganho de 1,88%; dólar fecha em alta, mas acumula queda de 1,05% no período

Bolsa terminou o dia em baixa, com dólar e juros em alta, com piora no exterior e preocupações fiscais

CASOS DE FAMÍLIA

Elon Musk pega pesa pesado com o Twitter após integração de NFTs; veja o que o bilionário falou

Rede social passou a permitir que usuários do iOS, sistema da Apple, utilizassem os chamados tokens não fungíveis como fotos de seus perfis

Renda fixa

Nubank lança fundo para reserva de emergência que busca retorno entre 100% e 105% do CDI – mas tem uma pimentinha

Nu Reserva Imediata é o primeiro fundo de renda fixa da família Nu Reserva; embora seja de baixo risco, ele tem opção de investir em títulos privados

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Inflação domina semana recheada de balanços de empresas de tecnologia em Wall Street; saiba o que esperar

Depois de uma semana em que o Ibovespa caminhou na contramão do mundo, inflação volta ao centro da agenda local na semana em que os EUA divulgam prévia do PIB de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies