Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-19T12:39:41-03:00
Renato Carvalho
Porta fechada

Ação da Tegma cai mais de 7% depois de empresa recusar proposta de fusão da JSL

Operação previa pagamento de R$ 989 milhões em dinheiro e mais emissão de novas ações, e resultaria em receita combinada anual superior a R$ 6 bilhões

19 de julho de 2021
12:39
JSL

O ditado diz que a expectativa é a mãe da decepção. E para os acionistas da Tegma, essa máxima parece ter se materializado depois que a empresa recusou uma proposta de fusão feita pela JSL.

A ação TGMA3 caía mais de 7% pouco depois das 12h30, enquanto JSL ON recuava quase 2% no mesmo horário.

No dia do anúncio da proposta, no começo de julho, a ação da Tegma subiu quase 13%, enquanto JSL e Simpar, a holding que controla a empresa de logística, subiram cerca de 6%.

Segundo informações dadas pela JSL, a proposta ficou 15 dias nas mãos da administração da Tegma, e a empresa não foi convidada para uma reunião com os assessores para “apresentar, em detalhes, o racional, os méritos da operação e potenciais sinergias”.

A Tegma não deu maiores detalhes sobre a recusa da proposta. A JSL completa que não teve oportunidade de demonstrar o preço justo das ações que seriam dadas em pagamento.

A JSL ofereceu o pagamento de R$ 15 reais mais 0,7495 ação por cada papel da Tegma. E se aceita, os acionistas desta segunda passariam a deter 15% do capital total da compradora.

Agora, a empresa de logística controlada pela Simpar afirma que vai continuar sua estratégia de consolidação, procurando novas oportunidades de aquisição.

O que pensam os analistas

Mesmo com o fracasso nessa negociação, o BTG Pactual reafirmou nesta segunda-feira a recomendação de compra para a ação da JSL.

Os analistas lembram que a empresa realizou cinco aquisições “altamente relevantes” nos últimos 12 meses, e a ação continua muito descontada.

Para o banco, nem mesmo as aquisições realizadas estão totalmente precificadas na ação da JSL, e o potencial de novas operações elevam ainda mais o potencial de valorização do papel.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

em busca de oportunidades

Viver (VIVR3) deixa recuperação judicial e ações disparam; veja como identificar empresas que também podem se recuperar

Pontos são de especialista em gestão estratégica e processos de reestruturação corporativa; Viver (VIVR3) subiu mais de 150% no último ano e ganha impulso com saída da RJ

Nova bolada

Corretora que quer levar brasileiros a investir nas bolsas dos EUA recebe aporte de R$ 150 milhões; saiba mais

Com US$ 1 bilhão em ativos sob gestão e 300 mil clientes, a Avenue Securities recebeu aporte do fundo japonês Softbank

O gigante quer mais

Buscando margem: Itaú Unibanco (ITUB4) aposta em retomada de crédito pessoal para lucro continuar em alta

Carteira de crédito tem sido impulsionada por linhas com juros mais baixos para os clientes, como financiamento de imóveis e de veículos

Na mira da lei

O que bitcoin e carro tem em comum? Para o novo diretor da CVM americana, ambos precisam de limites

O novo chefe da SEC, a CVM americana, é um entusiasta de criptomoedas e deve trazer um time de peso para sua equipe

Na agenda

Reforma administrativa deve ser votada na Câmara no fim de agosto, diz Lira

O parlamentar avaliou que ficará mais difícil avançar com reformas no ano que vem, quando os interesses políticos vão se sobrepor à agenda econômica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies